Prepare os foguetões e traga os balões: convocação aos alunos para lançarem experiências de alta altitude!

Pelo 12º ano consecutivo, estudantes universitários de diferentes nacionalidades e origens podem finalmente realizar o seu sonho: o Gabinete de Educação da ESA, em colaboração com o Conselho Nacional do Espaço Sueco (SNSB) e a Agência Espacial Alemã (DLR), está a oferecer a oportunidade única de desenvolver um projecto espacial real, desde a ideia inicial até ao emocionante lançamento!

O programa REXUS/ BEXUS é uma aventura que orientou mais de 1300 estudantes de toda a Europa ao longo de cada etapa de uma missão espacial, proporcionando enriquecimento, tanto do ponto de vista técnico, como pessoal.


Graças a este programa, estudantes universitários dos Estados Membros da ESA e Estados Associados podem conceber, montar e testar uma experiência real, lançá-la na atmosfera superior num foguetão ou balão e recuperá-lo para análise de dados. Ao mesmo tempo, terão uma fascinante experiência multicultural ao conhecer profissionais da indústria espacial e estudantes com ideias semelhantes de toda a Europa, permitindo a transferência direta de conhecimento e ótimas oportunidades de ‘networking’!

O veículo REXUS é um foguetão de sondagem, que pode atingir um apogeu de 75-90 km (região da mesosfera), com até dois minutos de gravidade reduzida, e pode transportar até 40 kg de carga útil. O BEXUS é um balão estratosférico, que pode transportar uma carga útil de 40-100 kg até uma altitude de flutuação de 20-30 km (estratosfera), durante 2-5 horas.

Estudantes do BEXUS 24/25 a fixar a sua experiência na gôndola

Todos os anos, cerca de 10 equipas das candidaturas SNSB/ESA e 10 outras equipas alemãs das candidaturas DLR são seleccionadas para participar neste emocionante programa. As equipas escolhidas terão, então, a oportunidade de viajar pela Europa para participar de revisões técnicas reais, onde especialistas das mais importantes organizações e institutos espaciais da Europa fornecerão às equipas o seu extenso conhecimento e experiência. Finalmente, no final do programa, as equipas bem-sucedidas receberão um “bilhete de avião” que concede à sua experiência um lugar no veículo necessário para o seu lançamento.

As diferentes etapas do programa REXUS/BEXUS são:

  • Revisão Preliminar do Projeto (PDR), que acontece em conjunto com uma semana de instrução no Oberpfaffenhofen do DLR, perto de Munique.
  • Revisão Crítica do Projeto (CDR) no ESA-ESTEC para as equipas do BEXUS, e no DLR-Oberpfaffenhofen para as equipas do REXUS.
  • Revisão do Progresso de Integração (IPR), na universidade da equipa.
  • Revisão da Aceitação da Experiência (EAR), também na universidade da equipa.
  • Fase de Testes, incluindo uma Semana de Integração nas instalações do ZARM, em Bremen, e Teste de Bancada no DLR Oberpfaffenhofen (apenas para o REXUS).
  • Revisão de Prontidão de Voo (FRR) no Esrange Space Center, antes do lançamento.

Equipa PIOneErs do REXUS 24 ocupada na resolução de problemas

Os alunos que desejem inscrever-se num dos programas devem criar uma equipa e enviar uma proposta de experiência para a ESA, antes de 15 de Outubro de 2018. Os estudantes alemães devem inscrever-se através da convocação paralela de propostas da DLR.

Para serem elegíveis, as equipas devem consistir de estudantes matriculados em universidades dos Estados Membros da ESA ou dos Estados Associados. As equipas julgadas como tendo apresentado as melhores propostas serão convidadas a participar de um seminário de selecção no ESA-ESTEC, nos Países Baixos, de 27 a 29 de Novembro de 2018, onde apresentarão o seu projecto e justificarão a um painel de especialistas a razão pela qual a sua experiência deveria voar num dos foguetões ou balões.

Para ser seleccionada, a experiência deve mostrar valor científico ou tecnológico; uma alta probabilidade de sucesso; valor educacional; e deve ser capaz de justificar a necessidade de um balão estratosférico ou de um foguetão de sondagem. Experiências anteriores incluíram áreas de investigação que vão desde medições atmosféricas, até investigações de microgravidade, demonstrações de tecnologia para futuras missões espaciais e até mesmo ciências biológicas.

As inscrições estão abertas e serão encerradas na segunda-feira, 15 de outubro de 2018.

As equipas alemãs devem verificar a convocação separada para as candidaturas apresentada pelo DLR, que serão publicadas em breve.

Um membro da equipa DREX, do BX 24, a trabalhar na sua experiência

Mais informações, incluindo vídeos, documentos de equipas anteriores, projectos e ideias de projetos, podem ser encontradas no site da REXUS/BEXUS e no site da ‘Education’.

O programa REXUS/BEXUS realiza-se sob um acordo bilateral entre o Centro Aeroespacial Alemão (DLR) e o Conselho Nacional do Espaço Sueco (SNSB). Através da colaboração com a Agência Espacial Europeia (ESA), a quota sueca foi disponibilizada aos estudantes de todos os Estados Membros da ESA ou Estados Associados.

A EuroLaunch, a cooperação entre o Centro Espacial Esrange da SSC e a Base Móvel de Foguetões (MORABA) da DLR, é responsável pela gestão das campanhas e operações dos veículos de lançamento. Especialistas do DLR, SSC, ZARM e ESA fornecem suporte técnico e logístico para as equipas de alunos durante todo o projeto.

Notícia e imagens: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

 

%d blogueiros gostam disto: