Preparações para o lançamento do Sentinel-5P em pleno andamento



Com data de lançamento estabelecida para 13 de Outubro, os engenheiros que se encontram no local de lançamento em Plesetsk, Rússia, estão a trabalhar a todo o vapor, de modo a concluir a tarefa de conseguir que o próximo satélite europeu Copernicus esteja pronto para a sua viagem para órbita.

O satélite Sentinel-5P está em Plesetsk, no norte da Rússia, há quase duas semanas. Até agora, foi retirado do seu contentor de transporte, posicionado para ser testado e os engenheiros começaram a “riscar” da longa lista os trabalhos a realizar.

William Simpson, o director de lançamento do satélite Sentinel-5P da ESA, disse: “Foi óptimo vê-lo chegar aqui a Plesetsk, onde a equipa estava pronta e à espera, ansiosa para garantir que o satélite estivesse em boas condições, após a sua viagem do Reino Unido.

A campanha de lançamento iniciou da melhor forma. Começámos por desempacotar todos os equipamentos de suporte eléctrico e mecânico, o que é essencial para testar o satélite e, depois, utilizámos um guindaste para remover o Sentinel-5P, com todo o cuidado, do seu contentor.

Assim que se encontrava em posição, uma das primeiras tarefas era activá-lo. Este é sempre um momento tenso, por isso houve sorrisos e saudações ao redor quando o satélite ligou, mostrando que tudo estava bem.

Estamos agora a averiguar a lista de tarefas, tanto para o satélite como para o instrumento Tropomi, e a equipa de propulsão está a preparar-se para abastecer o satélite antes de se juntar ao estágio superior do seu foguetão e ser encapsulado na carcaça protectora deste.

Embora ainda tenhamos muito a fazer, até agora está a correr tudo bem.”

O Sentinel-5P é a primeira missão Copernicus dedicada à monitorização da nossa atmosfera. Segue os outros cinco satélites Sentinel que já se encontram em órbita e irá transmitir uma riqueza de informações sobre o nosso planeta.

Os satélites Sentinel constituem o núcleo da rede de monitorização ambiental Copernicus da UE. Uma iniciativa espacial emblemática da UE, Copernicus fornece informações operacionais sobre as superfícies terrestres, os oceanos e a atmosfera, para apoiar a elaboração de políticas ambientais e de segurança e atender às necessidades dos cidadãos e dos prestadores de serviços.

O Sentinel-5P leva consigo o instrumento ultramoderno Tropomi para mapear uma grande quantidade de gases vestigiais, como dióxido de azoto, ozono, formaldeído, dióxido de enxofre, metano, monóxido de carbono e aerossóis – todos os quais afetam o ar que respiramos e, portanto, a nossa saúde e o nosso clima.

Com uma largura de 2600 km, cartografará todo o planeta todos os dias. As informações desta nova missão serão usadas através do Serviço de Monitorização da Atmosfera Copernicus, para previsões da qualidade do ar e para a tomada de decisões.

O satélite será levado para órbita num foguetão Rockot, no dia 13 de Outubro, às 10:27 GMT (11:27 CEST).

Notícia e imagens: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

Deixe um comentário