Pavel Vladimirovich Vinogradov




Pavel Vladimirovich Vinogradov (Павел Владимирович ВИНОГРАДОВ), de 59 anos de idade, nasceu a 31 de Agosto de 1953 em Magadan, Rússia, e faz parte do Corpo de Cosmonautas da Corporação RKK Energia ‘Sergei Korolev’ sendo Instrutor Cosmonauta-Teste de 1ª Classe.

Em 1977 formou-se no Instituto de Aviação de Moscovo, departamento de Veículos Aéreos com uma especialização em Produção de Veículos Espaciais, sendo qualificado como Engenheiro Mecânico. Em 1980 formou-se por correspondência no Instituto de Aviação de Moscovo na faculdade de Desenho de Sistemas Autónomos com a especialização em Análise de Sistemas e Sistemas de Computação de Larga Escala.

Como passa-tempos gosta de praticar desporto, história da Aviação e da Cosmonáutica, e Astronomia.

A partir de Setembro de 1970 foi aprendiz de projectista de sistemas mecânicos e entre Outubro de 1970 e Abril de 1971 foi projectista de sistemas mecânicos na fábrica Krasny Oktiabr, Moscovo.  Entre Setembro de 1971 e Março de 1977 estudou no Instituto de Aviação de Moscovo (IAM). Entre 1977 e 1983 foi engenheiro e engenheiro sénior no IAM. Entre 1983 foi engenheiro, engenheiro sénior e engenheiro líder e chefe de secção no NPO Energia, estando envolvido nos testes das acções das tripulações da cápsula Soyuz TM e do vaivém espacial Buran, e no desenvolvimento de sistemas de treino autónomos para os cosmonautas. Também participou no desenvolvimento do sistema de acoplagem para o vaivém espacial Buran. Em 1985 faz parte do grupo de engenheiros que treinou para missões a bordo do Buran.

A 3 de Março de 1992 e por decisão do Comité Interdepartamental Estatal foi seleccionado como candidatos a cosmonauta e a 2 de Junho de 1992 foi designado para o Corpo de Cosmonautas da Corporação Energia como candidato a cosmonauta. Entre 1 de Outubro de 1992 até Fevereiro de 1994 frequentou o curso geral de cosmonauta que no entanto foi interrompido devido à necessidade de proceder a exames médicos extra no Instituto de Problemas Médicos e Biológicos, Moscovo.

Entre 20 de Maio de 1994 e 20 de Fevereiro de 1995 frequentou o treino de voo e de salto de pára-quedas, treinou no hidrolaboratório, executou voos simulados de ausência de gravidade e frequentou treinos de sobrevivência, tendo também finalizado o curso geral de cosmonauta e completou com sucesso todos os exames e testes, tendo recebido a qualificação de Cosmonauta Teste.

A 15 de Maio de 1995 foi readmitido como Cosmonauta Teste no destacamento de cosmonautas da Corporação Energia.

A 14 de Fevereiro de 1995 foi nomeado para a segunda tripulação no âmbito do programa EuroMir-95 e entre 20 de Fevereiro e Agosto de 1995, frequentou sessões de treino como engenheiro de voo, juntamente com o cosmonauta Gennady Manakov e a partir de 1 de Abril com Chris Fuglesang (ESA, Suécia). A 3 de Setembro de 1995 foi suplente do engenheiro de voo Sergei Avdeev.

Entre Outubro de 1995 e Julho de 1996 treinou como membro da tripulação principal da Soyuz TM-24 juntamente com Gennady Manakov, John Blaha (EUA) e Claudie Andre-Deshays (França). A 9 de Agosto de 1995 e devido a doença do Comandante Gennady Manakov, a tripulação principal (excepto Claudie Andre-Deshays) foi substituída pelos suplentes Valery Korzun e Alexander Kaleri.

Entre Agosto de 1996 e Julho de 1997 levou a cabo sessões de treino com membro principal da tripulação permanente EO-24 da estação espacial Mir juntamente com Yuri Gidzenko e desde Outubro de 1996 com Anatoly Soloviev. A 28 de Julho de 1997 por decisão do Comité Interdepartamental Estatal, foi designado como engenheiro de voo suplente para a Expedição 3 a bordo da ISS juntamente com Valery Korzun.

O seu primeiro voo espacial teve lugar entre 5 de Agosto de 1997 e 19 de Fevereiro de 1998 como engenheiro de voo da Soyuz TM-26 e da tripulação EO-24 na estação espacial Mir, juntamente com Anatoly Soloviev. Trabalhou a bordo da estação espacial juntamente com Vasili Tsibliev, Alexander Lazutkhin, Nikolai Budarin e Leopold Eyharts, e também com as tripulações das missões STS-86 e STS-89. Durante a missão levou a cabo cinco passeios espaciais com uma duração total de 29 horas e 19 minutos. A missão teve uma duração de 197 dias 17 horas 34 minutos e 36 segundos. Pavel Vinogradov tornou-se no 86º cosmonauta russo e no 360º ser humano a realizar um voo espacial orbital.

A 24 de Fevereiro de 1998 foi designado como engenheiro de voo na tripulação principal da Expedição 5 e como suplente da Expedição 3 juntamente com o cosmonauta Valeri Korzun. Entre 1998 e Fevereiro de 1999 frequentou sessões de treino nos programa destas duas expedições.

A 3 de Fevereiro de 1999 e por decisão da direcção da Corporação Energia, foi removido das tripulações em treino para voos à ISS e designado como engenheiro de voo da tripulação suplente da Expedição 28 à estação espacial Mir e como engenheiro de voo da tripulação principal da Expedição 29m juntamente com Salizhan Sharipov. Entre Março de 1999 e Março de 2000 levou a cabo sessões de treino no âmbito da tripulação suplente da EO-28 e a 4 de Abril de 2000 foi suplente do engenheiro de voo Alexander Kaleri na Soyuz TM-30.

A partir de 5 de Junho de 2000 frequentou o treino do programa EO-29 para a estação espacial Mir. Os treinos para a estação espacial Mir foram suspensos assim que foi tomada a decisão de abandonar a estação espacial.

A 8 de Janeiro de 2004 e por decisão da Comissão Internacional para os treinos para a ISS, Pavel Vinogradov foi nomeado como Comandante da tripulação principal da Expedição 13 e mais tarde a 2 de Dezembro a sua nomeação foi aprovada. Frequentou sessões de treino com Daniel Tani (EUA) e Dmitry Kondratiyev.

A sua segunda missão espacial teve lugar entre 30 de Março e 29 de Setembro de 2006 como Comandante da Soyuz TMA-8 e como Comandante da Expedição 13 com Jeffrey Williams e Marcos César Pontes (participante no voo espacial, Brasil). A partir de 6 de Julho, Thomas Reiter,que viajou a bordo do vaivém espacial OV-103 Discovery (STS-121) trabalhou como segundo engenheiro de voo na Expedição 13. Durante esta permanência na ISS realizou uma actividade extraveícular com uma duração de 6 horas e 31 minutos. A missão teve uma duração de 182 dias 22 horas 43 minutos 17 segundos, sendo o 63º cosmonauta russo e o 260º ser humano (juntamente com o astronauta Jeffrey Nels Williams) a realizar duas missões espaciais orbitais.

Por ordem do Presidente da Corporação Energia, a 30 de Outubro de 2007 Pavel Vinogradov foi substituído no seu posto de Comandante do Destacamento de Cosmonautas da Corporação Energia e designado como Chefe Executivo do Centro de Teste de Voo da Corporação Energia.

Na reunião da Comissão Interdepartamental para a selecção de cosmonautas e a sua nomeação para missões espaciais realizada a 5 de Abril de 2010, Pavel Vinogradov foi certificado como Cosmonauta do Destacamento da Corporação Energia. A 5 de Dezembro desse ano foi anunciado que havia sido seleccionado para levar a cabo sessões de treino para a Expedição 35/36 juntamente com Alexander Misurkhin e Christopher Cassidy, sendo os três suplentes na missão Soyuz TMA-06M. A 18 de Fevereiro de 2011 era confirmada a sua nomeação como Comandante da Soyuz TMA-08M e como Comandante da Expedição 36.

A 18 de Agosto de 2011 juntamente com Alexander Misurkhin e Christopher Cassidy, participou em treinos de amaragem de emergência em Noginsky.

No total dos seus dois voos espaciais, Pavel Vinogradov acumulou 380 dias 16 horas 17 minutos e 53 segundos de experiência em voo espacial. Na missão Soyuz TMA-08M torna-se no 36º cosmonauta russo e no 187º ser humano a realizar três missões espaciais orbitais.

Imagem: CTCYG

Deixe um comentário