Ecos de radar

A busca por indícios de gelo em Marte é complexa. Para explorar se o gelo se esconde sob a superfície do Planeta Vermelho, a sonda Mars Express da ESA utiliza o seu radar para investigar o interior.

Envia pulsos de rádio de baixa frequência para Marte e regista como estes são devolvidos à aeronave. Estes pulsos podem penetrar em alguns dos materiais que compõem a crosta do planeta, retornando à Mars Express quando atingem uma camada de densidade ou composição diferente. Ao analisar os atrasos de tempo desses pulsos devolvidos, os cientistas podem determinar as propriedades do material que se encontra sob a superfície.

Esta imagem mostra ecos de radar do Meridiani Planum, uma área perto do equador de Marte que também está a ser explorada pelo rover Opportunity da NASA.

Na im...

Leia mais

SpaceX e NASA adiam lançamento do TESS

A SpaceX e a agência espacial NASA decidiram adiar por 48 horas o lançamento do satélite TESS.

O adiamento ficou a dever-se à necessidade de se proceder a testes adicionais do sistema de navegação e controlo.

O lançamento está agora previsto para as 2251UTC do dia 18 de Abril.

O satélite TESS terá como missão detectar exoplanetas em estrelas localizadas até uma distância de 300 anos-luz da Terra.

 

Leia mais

China revela causa da falha do último CZ-5

A Administração Estatal para a Ciência, Tecnologia e Industria para a Defesa Nacional, o órgão que controla as actividades espaciais da China, revelou a 16 de Abril de 2018 o relatório no qual atribui a falha do segundo CZ-5 Chang Zheng-5 a um problema numa das turbo-bombas de um dos dois motores YF-77 que são usados no primeiro estágio.

A estrutura da turbo-bomba terá falhado em “complexas condições térmicas”.

O motor YF-77 foi redesenhado e já testado em Xi’an, Norte da China. Os testes verificaram a efectividade das medidas obtidas, segundo o órgão administrativo.

O CZ-5 irá regressar ao activo em finais de 2018, mais precisamente em Novembro, para colocar em órbita o satélite de comunicações experimental SJ-20 Shijian-20.

Caso a terceira missão do CZ-5 seja bem sucedida...

Leia mais

Swarm monitoriza magnetismo oceânico elusivo

O campo magnético é, indiscutivelmente, uma das características mais misteriosas do nosso planeta. A missão Swarm da ESA está, continuamente, a produzir mais impressões sobre como o nosso escudo protector é gerado, como se comporta e como está a mudar. Adicionando ainda outra corda à sua proa, o Swarm está agora a monitorizar as mudanças no campo magnético produzidas nos oceanos, com mais detalhes do que nunca.

Novos resultados do trio de satélites Swarm estão a impressionar a conferência da União de Geociências Europeia deste ano, em Viena, na Áustria. Este evento de uma semana atrai cientistas de todo o mundo para partilhar descobertas sobre o nosso planeta.

Hoje, o centro das atenções está firmemente em Swarm, e um destaque especial é como a missão está a monitorizar uma...

Leia mais

ExoMars pronta para começar a missão científica

A sonda ExoMars começará, em breve, a sua busca por gases que possam estar ligados a actividades geológicas ou biológicas activas no Planeta Vermelho.

Trace Gas Orbiter (TGO) chegou à sua órbita final, depois de um ano de “aerotravagem”, que terminou em Fevereiro. Esta emocionante operação viu a sonda deslizar pelo topo da atmosfera superior, usando a resistência nas asas solares para transformar a sua órbita inicial elíptica de quatro dias, de cerca de 200 x 98.000 km, na trajectória final, muito mais baixa e quase circular, a cerca de 400 km.

Agora está a circundar Marte a cada duas horas e, após a calibração e instalação de novos programas informáticos, começará a realizar observações científicas de rotina.

Este é um marco importante para o n...

Leia mais

Cratera de impacto ou super-vulcão em Marte?

Estas imagens da sonda Mars Express da ESA mostram uma cratera, denominada Ismenia Patera, no Planeta Vermelho. A sua origem permanece incerta: um meteorito atingiu a superfície ou poderia ser o remanescente de um super-vulcão?

Ismenia Patera – patera que significa “bacia plana” em latim – fica na região da Arabia Terra, em Marte. Esta é uma área de transição entre as regiões norte e sul do planeta – uma parte da superfície especialmente intrigante.

Ismenia Patera em contexto dentro da Arabia Terra

A topografia de Marte é claramente dividida em duas partes: as planícies do norte e as terras altas do sul, esta última com até alguns quilómetros de altura. Esta divisão é um tema-chave de interesse para os cientistas que estudam o Planeta Vermelho...

Leia mais