O módulo de aterragem da Rosetta, Philae, acordou



67P Rosetta 05

O módulo de aterragem da Rosetta, Philae, acordou depois de sete meses de hibernação na superfície do Cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko.

Os sinais foram recebidos no Centro de Operações da Agência Espacial Europeia, em Darmstadt, às 22:28 CEST de 13 de Junho. Foram analisados mais de 300 pacotes de dados pelas equipas no Centro de Controlo do Lander, no Centro Aeroespacial da Alemanha (DLR).

O Philae está muito bem: tem uma temperatura de operação de -35ºC e há 24 Watts disponíveis,” explica o Gestor de Projecto para o Philae da DLR, Stephan Ulamec. “O lander está pronto para as operações.”

Durante 85 segundos o Philae ‘falou’ com a sua equipa no chão, através da Rosetta, naquele que foi o seu primeiro contacto desde que entrou em hibernação em novembro.

Pela análise dos dados de estado tornou-se claro que o Philae deve ter estado acordado antes: “recebemos dados históricos – mas até agora o lander não tinha sido capaz de nos contactar.”

Agora os cientistas aguardam o próximo contacto. Ainda há mais de 8000 pacotes de dados na memória do Philae que irão fornecer à equipa da DLR informação sobre o que aconteceu ao lander nos últimos dias no cometa 67P/Churymov-Gerasimenko.

O Philae desligou-se a 15 de Novembro de 2014 às 1:15 CET depois de ter estado em operações no cometa por cerca de 60 horas. Desde 12 de Março de 2015 que a unidade de comunicações no orbitador Rosetta está ligada, à espera de um sinal do módulo.

Notícia e imagem: ESA

Deixe um comentário