O dragão vai acordar no segundo semestre de 2015



LM-3 1

A primeira metade de 2015 assistiu somente a um lançamento orbital por parte da China. Ocorrido a 30 de Março, este lançamento colocou em órbita a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang, o satélite de navegação Beidou-3 I1 (BDS I1-S) utilizando um foguetão CZ-3C Chang Zheng-3C/YZ-1.

A verdade é que desde então têm sido escassas as notícias sobre os próximos lançamentos por parte da China. É como se o dragão oriental estivesse adormecido, mas perante a perspectiva de mais de duas dezenas de lançamentos, espera-se que o segundo semestre de 2015 venha a assistir a uma cadência impressionante de lançamentos orbitais por parte da China.

Recentemente, foram divulgados alguns dos satélites que estarão a bordo do muito aguardado lançamento inaugural do foguetão CZ-6 Chang Zheng-6 actualmente previsto para 20 de Julho. Porém, tirando este lançamento, pouco mais se sabe sobre o calendário de lançamentos orbitais Chinês. A verdade é que foram anunciados o lançamento de dois novos satélites de navegação Beidou-3 para o mês de Julho utilizando um foguetão CZ-3B Chang Zheng-3B/YZ-1 a partir de Xichang, além do lançamento dos satélites de comunicações Apstar-9/MySat-1 (em Outubro) e LaoSat-1 (em Novembro), além do lançamento do satélite Changguang-1 (JL-1 Jilin-1) utilizando o segundo CZ-6 Chang Zheng-6 naquele que deverá ser o lançamento inaugural do novo polígono de lançamentos da China, o Centro Espacial de Wenchang. Para Novembro e Dezembro espera-se o lançamento dos satélites DAMPE (DArk Matter Particle Explorer) e GF-4 Gaofen-4, a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan e de Xichang, respectivamente, utilizando os foguetões CZ-2D Chang Zheng-2D e CZ-3A Chang Zheng-3A.

Ainda no calendário de lançamentos orbitais por parte da China estão o lançamento do satélite de comunicações CongoSat-1 (desde Xichang utilizando um foguetão CZ-3B Chang Zheng-3B/G2) e o lançamento do satélite SJ-10 Shijian-10 (desde Jiuquan utilizando um foguetão CZ-2D). Outros satélites a serem colocados em órbita são: o GF-3 Gaofen-3, o TH-1 Tianhui-1 (3), possivelmente três satélites Yaogan Weixing, os satélites de comunicações ZX-15 Zhongxing-15 (Chinasat-15) e ZX-M Zhongxing-M (Chinasat-M), o satélite de observação da Terra ZY-3 Ziyuan-3 (2) e o satélite meteorológico FY-3D Fengyun-3D, além do satélite HXMT (Hard X-ray Modulation Telescope).

Para 2015 ainda está revisto o lançamento do novo foguetão de propulsão sólida CZ-11 Chang Zheng-11 e possivelmente o lançamento do satélites Kuaizhou-3, utilizando o foguetão de propulsão sólida KZ Kuaizhou.

Recentemente, uma notícia proveniente da Corporação de Ciência e Tecnologia Aeroespacial da China, referiu que nos próximos sete meses (entre Julho e Janeiro de 2016) serão levados a cabo cerca de 10 lançamentos por parte de foguetões da família de lançadores CZ-3. Isto é agora possível porque ambas as plataformas de lançamento do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang estão equipadas para lançar todas as variantes deste lançador.

Tags:  

Deixe um comentário