O astronauta da ESA Thomas Pesquet chega à Estação Espacial Internacional



O astronauta da ESA Thomas Pesquet, a astronauta da NASA Peggy Whitson e o comandante de Roscosmos Oleg Novitsky, entraram hoje na Estação Espacial Internacional após um voo de dois dias na sua nave espacial Soyuz MS-03.

O trio foi lançado a partir do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, a 17 de Novembro às 20:20UTC e desfrutou de um voo de rotina para se juntar à Estação Espacial, 400 km acima.

Este foi o primeiro lançamento de um astronauta da ESA numa versão actualizada da aeronave que está ao serviço há quase 50 anos. Apesar da modernização, para a tripulação foi como passar dois dias num carro pequeno. Ao longo da viagem, os astronautas mantiveram contacto via rádio com o controlo terrestre em Moscovo.

Assista ao vídeo

Após a acoplagem às 21:58UTC, Thomas, Peggy e Oleg foram recebidos a bordo da Estação Espacial às 00:40 GMT pelo astronauta da NASA Shane Kimbrough e pelos cosmonautas Andrei Borisenko e Sergei Ryzhikov.

Os seis manterão a Estação e trabalharão em experiências científicas que não podem ser realizadas em nenhum outro lugar, explorando a ausência de peso que é exclusiva do laboratório espacial.

Isto marca o começo da missão Proxima de Thomas, nomeada após a estrela mais próxima ao sol – continuando uma tradição de nomear missões com astronautas franceses após estrelas e constelações.

A missão faz parte da visão da ESA de usar uma nave espacial em órbita terrestre como um lugar para viver e trabalhar em benefício da sociedade Europeia, ao mesmo tempo que utiliza a experiência para se preparar para futuras viagens de exploração ainda mais longe no Sistema Solar.

Thomas realizará cerca de 50 experiências científicas para a ESA e a agência espacial francesa CNES, além de participar de muitas actividades de pesquisa para os outros parceiros da Estação.

Esta é a nona missão de longa duração para um astronauta da ESA e Thomas é o último dos recrutas de 2009 da ESA a voar para o espaço. Um antigo piloto de uma companhia aérea, é o primeiro astronauta francês a visitar a Estação desde que Léopold Eyharts, da ESA,  ajudou a instalar o módulo Columbus da Europa em 2008.

Os recém-chegados vão passar seis meses no espaço antes de retornar na Soyuz MS-03 para pousar nas estepes do Cazaquistão. Paolo Nespoli da ESA, responsável por esta missão, está a preparar-se para o lançamento em 2017, pouco depois de Thomas regressar.

Notícia e imagens: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

Deixe um comentário