Novos catálogos para o arquivo-legado de Herschel



Dois novos catálogos, baseados em dados do Observatório Espacial Herschel da ESA, foram divulgados à comunidade científica. Os catálogos de fontes pontuais são exemplos de um novo tipo de produto de dados de dois dos instrumentos do Herschel, SPIRE e PACS. Estes catálogos fazem parte do legado duradouro da missão Herschel e facilitarão ainda mais a exploração de dados e direcionarão pesquisas decorrentes.

Os catálogos de fontes pontuais SPIRE e PACS são exemplos dos produtos de dados altamente processados do Herschel, ou HPDPs. Os dados de missões como os de Herschel são sistematicamente processados em produtos “padrão” bem calibrados através de canais de programas informáticos automáticos que corrigem muitas assinaturas instrumentais e artefactos nos dados. Alguns produtos podem beneficiar muito com o processamento dedicado por especialistas em instrumentos, para melhorar a sua qualidade e utilidade. Existem também produtos de dados que esses canais não podem produzir, e estes dois novos catálogos de fontes pontuais são exemplos desse tipo, fornecendo aos astrónomos um recurso valioso para pesquisas.

“Os mapas SPIRE contêm muitos objetos que talvez nunca tenham sido vistos, porque o proponente original estava interessado em algo muito específico”, diz Bernhard Schulz, cientista da equipa principal da Caltech/IPAC e líder da produção do catálogo de fontes pontuais SPIRE. “Para este catálogo de fontes pontuais SPIRE, usámos o conhecimento dos melhores especialistas em instrumentos para produzir a melhor fotometria para todas as fontes que eram adequadas para o processamento automático. Os cientistas que usam estes dados podem agora economizar o tempo que levaria a extrair a sua própria fotometria. Além disso, podem validar os seus procedimentos fotométricos com fontes do nosso catálogo, antes de aplicá-los a objetos mais difíceis de extrair, que precisem de análise muito cuidadosa, como fontes muito extensas ou fontes múltiplas e próximas que são difíceis de separar.”

“Uma área que destaca a força do catálogo de fontes pontuais PACS é como tratamos as observações feitas para estudar objetos do sistema solar ou SSOs”, diz Gábor Marton, investigador pós-docente do Observatório Konkoly da Academia Húngara das Ciências de Budapeste, Hungria, que liderou a produção do catálogo de fontes pontuais PACS. “Estes mapas SSO são os melhores exemplos de mapas PACS que até agora eram investigados apenas para objetos específicos, enquanto na prática são observações muito profundas de uma região do céu e contêm informações sobre muitas outras fontes celestiais. Procurámos a fonte completa do conteúdo de todos esses mapas PACS e, principalmente, os dados que entregamos é resultado de uma extracção homogénea. Além disso, descrevemos a qualidade das fontes de forma uniforme. Tudo isso torna os nossos produtos fáceis de utilizar pela comunidade científica.”

O Observatório Espacial Herschel foi lançado a 14 de maio de 2009 e passou quase quatro anos a observar os céus nos comprimentos de onda do infravermelho e sub-milimétrico distantes. Entre os primeiros destaques foram as imagens espectaculares de fases precoces, previamente obscurecidas, da formação estelar em nuvens moleculares galácticas e observações de alguns dos objetos mais frios do Sistema Solar.

Desde então, os cientistas usaram os dados do Herschel para resolver o fundo do infravermelho cósmico, seguindo o trilho da água das fases iniciais da formação de estrelas para encaixar nos corpos planetários e estudar a evolução da galáxia ao longo da história do Universo. Até à data, essa produção científica foi relatada em mais de 2000 artigos de revistas científicas revisados por pares. Embora as operações científicas tenham terminado, como previsto, em abril de 2013 quando o refrigerante de hélio foi esgotado, as investigações científicas continuarão por muitos anos, usando os dados que foram acumulados durante a fase operacional.

Fontes no catálogo de fontes pontuais Herschel PACS

“Os recém-lançados catálogos de fontes pontuais SPIRE e PACS permitirão que os investigadores abordem uma multiplicidade de tópicos científicos, abrangendo áreas tão diversas como a formação de estrelas e a evolução da galáxia,” observa Göran Pilbratt, cientista do projecto Herschel na ESA. “Em particular, esses catálogos também ajudarão os investigadores que não estão familiarizados com os dados do Herschel, a incorporar isso como dados auxiliares em estudos de comprimentos de onda múltiplos e como alvos na observação de propostas para estudos de acompanhamento com outros instrumentos.”

“Desde que as operações científicas terminaram em abril de 2013, a equipa da missão Herschel esteve ocupada na preparação e processamento dos produtos finais, com o objetivo de deixar um legado duradouro de dados bem calibrados e de alta qualidade para a comunidade científica utilizar,” acrescenta Pedro García -Lario, Diretor da Missão Herschel na ESA. “Os catálogos ajudarão a colmatar o fosso entre os lançamentos de dados de missões como Spitzer, Planck e AKARI, permitindo que os cientistas continuem a produzir pesquisas vitais nesta área científica.”

“Os dois catálogos representam um esforço colaborativo significativo entre cientistas e funcionários na Europa e nos EUA, e esperamos que a sua existência inspire e encoraje os astrónomos de todas as sombras do espectro eletromagnético a ir ao fundo e explorar o rico legado do Observatório Herschel e o seu arquivo,” comenta Phil Appleton, Chefe de Tarefas e Científico do Projeto do Centro de Ciência Herschel da NASA na Caltech/IPAC em Pasadena, EUA.

A produção do catálogo de fontes pontuais SPIRE foi liderada pelo Centro de Ciência Herschel da NASA em Pasadena, EUA, com importantes contribuições do Observatório Konkoly, do Centro de Ciências Herschel da ESA no Centro Europeu de Astronomia Espacial (ESAC), da Universidade Eötvös Loránd, da Universidade de Cardiff, e do Laboratório Rutherford Appleton.

O catálogo de fontes pontuais PACS foi liderado pelo Observatório Konkoly em Budapeste, Hungria, com importantes contribuições do Centro de Ciências Herschel da ESA no ESAC e do Centro de Ciência Herschel da NASA na Caltech/IPAC.

O novo catálogo de fontes pontuais SPIRE, com cerca de 1,6 milhões de fontes, e o catálogo de fontes pontuais PACS, contendo cerca de 500 000 fontes, estão disponíveis no Arquivo Científico Herschel através das ferramentas ESASky e Observatório Visual (VO), tais como TopCat, e do Arquivo de Ciência Infravermelha da NASA/IPAC. Estas ferramentas vêm com uma variedade de formas de consultar os dados e são compatíveis com os padrões VO.

Notícia e imagens: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

Tags:  ,

Deixe um comentário