Novo satélite meteorológico para os Estados Unidos



O foguetão Delta-2 7920-10C (D378) foi lançado às 0947:36UTC do dia 18 de Novembro a partir do Complexo de Lançamento SLC-2W da Base Aérea de Vandenberg, Califórnia, transportando o satélite meteorológico JPSS-1 (NOAA-20). O satélite foi desenvolvido pela Ball Aerospace e é baseado na plataforma BCP-2000, tendo uma massa de 2.540 kg no lançamento.

Juntamente com o JPSS-1 foram lançados os satélites Buccaneer RMM, EagleSat, Fox-1B (RadFxSat), MakerSat-0 e MiRaTA. O Buccaneer RMM é um satélite baseado na plataforma CubEsat-3U que irá mitigar os problemas relacionados com a abertura de uma antena UHF. O Os resultados serão aplicados no satélite Buccaneer baseado na plataforma CUbeSat-3U com o objectivo de calibrar a rede de radar Jindalee Over-the-Horizon Radar Network (JORN). A sua massa é de 4 kg.

O satélite Norte-americano, Eaglesat, é um satélite CubeSat-1U com propósitos educacionais desenvolvido pela Universidade Aeronáutica de Embry-Riddle. A sua massa é de 1 kg.

O satélite MiRaTA (Microwave Radiometer Technology Acceleration) é um CubeSat-3U com uma massa de 5,5 kg desenvolvido pela Laboratório Lincoln do Instituto de Tecnologia do Massachusetts. O satélite irá levar a cabo tarefas de demonstração tecnológica e de observação da Terra.

O Fox-1B (RadFxSat), com uma massa de 1 kg, é um CubeSat-1U que será utilizado para demonstração tecnológica e para comunicações de radio amador.

O pequeno Makersat-0 é um CubeSat-1U com uma massa de 1 kg desenvolvido pela Northwest Nazarene University e que será utilizado para demonstração tecnológica.

 

 

 

O foguetão Delta-2 7920-10C

Os foguetões Delta (Delta-2 e Delta-IV) são comercializados pela ULA (United Launch Alliance). Este foi o 358º lançamento de um foguetão da série Delta desde 1960, sendo o 152º Delta 2 a ser utilizado (contando com os dois lançamentos das versões Heavy), o 234º lançamento de um Delta-2 com o envolvimento da NASA, a 51ª missão de um Delta-2 supervisionada pela NASA, o 42º Delta-2 a ser lançado desde a Base Aérea de Vandenberg e o 22º voo da versão 7920-10C. Os Delta são construídos pela Boeing em Huntington Beach, Califórnia. As diferentes partes do lançador são montadas em Pueblo, Colorado.

A versão 7920-10C é composta por seis partes principais: o primeiro estágio que é composto pelos propulsores laterais a combustível sólido, o motor principal no corpo principal do lançador, o inter-estágio (que faz a ligação física entre o primeiro e o segundo estágio), o segundo estágio e uma ogiva de 10 pés (3,05 metros) de diâmetro fabricada em materiais compósitos.

O Delta-2 7920-10C atinge uma altura de 38,71 metros e tem um diâmetro de 2,44 metros (sem entrar em conta com os propulsores sólidos na base). No lançamento tem um peso de 231.871 kg. É capaz de colocar uma carga de 5.959 kg numa órbita terrestre baixa, 2.120 kg para uma órbita de transferência para a órbita geossíncrona ou então 1.000 kg numa órbita heliocêntrica.

Os nove propulsores laterais GEM-40 (Graphite Epoxy Motor-40), são fabricados pela Alliant Techsystems e cada um pode desenvolver 492,93 kN no lançamento, tendo um Ies de 274 s e um Ies-nm de 244 s. Têm um comprimento de 12,96 metros, diâmetro de 1,02 metros e uma massa de 13.064 kg com propolente e 1.631 kg sem propolente, tendo um tempo de queima de 63 segundos.

O primeiro estágio (Delta Thor XLT-C) tem um peso bruto de 101.697 kg e um peso de 5.888 kg sem combustível. Tem um comprimento de 26,09 metros e um diâmetro de 2,44 metros. Está equipado com um motor RS-27A que tem um peso de 1.027 kg, um diâmetro de 1,07 metros e uma altura de 3,78 metros. No vácuo produz uma força de 1.024 kN no vácuo (890 kN ao nível do mar), tendo um Ies de 264 s e um tempo de queima de 265 s. Consome LOX e querosene altamente refinado (RP-1). O RS-27A é construído pela Rocketdyne.

O segundo estágio do Delta 2 (Delta K) tem um peso bruto de 6.953 kg e um peso de 949 kg sem combustível, tendo um comprimento de 5,9 metros e um diâmetro de 1,7 metros. No vácuo o seu motor Aerojet AJ10-118K (com um peso de 124,74 kg, diâmetro de 1,53 metros e comprimento de 2,68 metros) produz uma força de 43,4 kN, tendo um Ies 318 s e um tempo de queima de 444 s. Consome N2O4 e Aerozine-50.

O Delta-2 pode ser lançado a partir do Cabo Canaveral (Air Force Station), plataformas SLC-17A e SLC-17B, e da Base Aérea de Vandenberg, Califórnia, (plataforma SLC-2W).

O sistema de designação do Delta-2

As diferentes versões do foguetão Delta-2 são designadas por um sistema de dígitos que identifica as diversas partes do lançador. O primeiro dígito designa a série Delta (6 – série 6000, 7 – série 7000). O segundo dígito designa o número de propulsores laterais de combustível sólido (3, 4 ou 9), com o terceiro dígito a designar o motor do terceiro estágio (2 – motor Aerojet AJ-10). O quarto dígito assinala o terceiro estágio (0 – sem terceiro estágio, 5 – PAM, 6 – Star-37FM). O ‘H’ indica a versão ‘Heavy’ e o número a seguir ao traço indica o tipo de carenagem de protecção.

Breve história dos foguetões Delta-2

O foguetão Delta-2 descende de uma linhagem de lançadores orbitais iniciada com o míssil Thor. Nos anos 80 parecia que a utilização dos lançadores Delta iria terminar, estando todas as possíveis cargas destinadas a voar a bordo do vaivém espacial. Porém, quando a 28 de Janeiro de 1986 o vaivém espacial OV-099 Challenger foi destruído nos céus da Florida, deu-se uma alteração na política anteriormente estabelecida. Em Janeiro de 1987 a Força Aérea dos Estados Unidos ordenava uma nova série de lançadores Delta com o objectivo primário de colocar em órbita os satélites de posicionamento global GPS (Global Positioning System). Assim, o foguetão Delta-2 faria o seu voo inaugural a 14 de Fevereiro de 1989 utilizando o modelo 6925.

De facto, os modelos da série 6000 foram desenvolvidos como um intermédio até à chagada dos modelos 7000. O primeiro estágio era um Delta Thor XLT-C equipado com um motor RS-27, enquanto que o segundo estágio era um Delta-K. O primeiro estágio era auxiliado por nove propulsores laterais de combustível sólido Castor-4A. A série 7000, cujo lançamento inaugural teria lugar a 26 de Novembro de 1990 , introduziria o motor RS-27A e os propulsores laterais de combustível sólido GEM-40.

A série 6000 levou a cabo 17 voos, sendo 3 no modelo 6920 e 14 no modelo 6925. O seu último voo teve lugar a 24 de Julho de 1992 ao colocar em órbita os satélites Geotail e DUVE.

A série 7000 foi utilizada numa grande variedade de configurações com o programa Delta Lite a ser desenvolvido em configurações com três ou quatro propulsores laterais de combustível sólido, utilizando dois ou três estágios e dois tipos distintos de terceiro estágio. Na totalidade, foram lançados 127 foguetões; 10 com o modelo 7320 de dois estágios com três propulsores laterais de combustível sólido; 13 no modelo 7420 com quatro propulsores laterais de combustível sólido; e 27 na configuração 7920 com nove propulsores laterais de combustível sólido. A configuração 7326 (com três propulsores laterais de combustível sólido) fez 3 voos e a configuração 7426 (com quatro propulsores laterais de combustível sólido) fez somente 1 voo, com ambos a utilizarem como terceiro estágio o motor Star-37FM. O modelo 7425 (com quatro propulsores laterais de combustível sólido) e um motor Star-48B como terceiro estágio, fez 4 voos. O modelo que foi mais utilizado foi o 7925 com nove propulsores laterais de combustível sólido e um terceiro estágio Star-48B, tendo realizado 69 voos.

Dados estatísticos e próximos lançamentos

– Lançamento orbital: 5687

– Lançamento orbital EUA: 1569

– Lançamento orbital desde Vandenberg AFB: 688

Dos lançamentos bem sucedidos levados a cabo em 2017: 15,3% foram realizados pelos Estados Unidos (incluindo ULA – 81,8% (9) e Orbital ATK – 18,2% (2)); 15,3% (11) pela China; 20,8% (15) pela Rússia; 13,9% (10) pela Arianespace; 5,6% (4) pela Índia; 6,9% (5) pelo Japão e 22,2% (16) pela SpaceX.

Os próximos lançamentos orbitais previstos são (hora UTC):

21 Nov (0400:00) – CZ-6 Chang Zheng-6 – Taiyuan, LC16 – Jilin 1-04 (Lingqiao 1-04); Jilin 1-05 (Lingqiao 1-05); Jilin 1-06 (Lingqiao 1-06)

24 Nov (1810:00) – CZ-2C Chang Zheng-2C – Xichang, LC3 – YG-30-02 Yaogan Weixing-30-02A; YG-30-02 Yaogan Weixing-30-02B; YG-30-02 Yaogan Weixing-30-02C

28 Nov (1341:46) – Soyuz-2-1B/Fregat (N15000-001/122-04) – Vostochniy, LC-1S – Meteor-M (2-1); Baumanets-2; LEO Vantage-1; AISSat-3; IDEA OSG-1 (ASTROSCALE); SEAM; Landmapper-BC 3 (Corvus-BC 3); Landmapper-BC 4 (Corvus-BC 4); D-StarOne; Lemur-2 (x10)

01 Dez (????:??) – Soyuz-2-1B – GIK-1 Plesetsk, LC43/4 – 14F145 Lotus-S1

02 Dez (????:??) – CZ-2D Chang Zheng-2D – Jiuquan, LC43/603 – YG-31 Yaogan Weixing-31

Deixe um comentário