Novo lançamento de satélite amplia alcance global do Galileo

Foram lançados mais quatro satélites Galileo por um Ariane 5. A sua chegada a órbita alarga a constelação Galileo para 26 satélites, ampliando a cobertura global da constelação.

O voo VA244 Ariane 5, operado pela Arianespace sob contrato com a ESA, foi lançado do Porto Espacial Europeu em Kourou, Guiana Francesa, às 11:25 GMT (13:25 CEST, 08:25, hora local), transportando os satélites Galileo 23-26. O primeiro par de satélites de 715 kg foi lançado quase 3 horas e 36 minutos após o lançamento, enquanto o segundo par se separou 20 minutos depois.

Os satélites foram liberados na sua órbita-alvo de 22 922 km de altitude, pelo dispensador no topo do estágio superior do Ariane 5. Nos próximos dias, este quarteto será encaminhado para as suas últimas órbitas de trabalho pela agência espacial francesa CNES, sob contrato com o operador do Galileo, SpaceOpal, para a Agência Europeia Global do Sistema de Navegação por Satélite (GSA). Uma vez lá, começarão em torno de seis meses de testes pela SpaceOpal, para verificar a sua prontidão operacional, para que se possam juntar à constelação de trabalho do Galileo.

Galileo é a maior constelação de satélites da história da ESA, construída até ao seu tamanho actual em tempo rápido, com 22 satélites de plena capacidade operacional adicionados apenas nos últimos quatro anos,” comentou Jan Wörner, Diretor Geral da ESA.

“Devemos agradecer aos nossos parceiros industriais OHB (DE) e SSTL (GB) pelos satélites, bem como à Thales Alenia Space (FR/IT) e à Airbus Defence and Space (GB/FR) pelo segmento terrestre e a todos os seus subcontratantes por toda a Europa, pelo seu apoio continuado ao programa. Juntamente com a ESA, toda a equipa industrial trabalhou arduamente para o ponto em que agora estamos e esta cooperação provou ser muito bem-sucedida, como podemos demonstrar pelo excelente desempenho do Galileo.”

Paul Verhoef, Director de Navegação da ESA, acrescentou: “O Galileo tem vindo a fornecer Serviços Iniciais à escala mundial desde 15 de Dezembro de 2016 e, hoje, tem mais de 100 milhões de usuários e está a aumentar rapidamente. Os satélites de hoje aumentarão a cobertura global do Galileo com um desempenho amplamente reconhecido como excelente.

Este é o fim da actual fase de implementação do Galileo, mas o nosso ritmo não está a abrandar. Outros 12 satélites Galileo “Batch 3” estão em preparação como sobressalentes em órbita e como substitutos dos satélites Galileo mais antigos, lançados pela primeira vez em 2011, a fim de manter o sistema a funcionar perfeitamente no futuro.

Assim, uma nova geração de Galileos está já planeada para meados da próxima década, oferecendo um melhor desempenho e recursos adicionais, mantendo o Galileo como uma característica permanente do cenário global de GNSS.”

Sobre o Galileo       

O Galileo é o sistema global de navegação por satélite da Europa. Uma vez concluído, o sistema será composto por 24 satélites operacionais, além de peças orbitais, e a infraestrutura terrestre para a prestação de serviços de posicionamento, navegação e cronometragem. Mas o sistema já está disponível para usuários com receptores recentes que combinam as mensagens de navegação Galileo e GPS para um posicionamento mais preciso.

O programa Galileo é financiado e detido pela UE. A Comissão Europeia tem a responsabilidade global pelo programa, gerindo e supervisionando a implementação de todas as actividades do programa.

A implementação do Galileo, a concepção e desenvolvimento da nova geração de sistemas e o desenvolvimento técnico da infraestrutura estão entregues à ESA. As fases de definição, desenvolvimento e validação em órbita foram realizadas pela ESA e co-financiadas pela ESA e pela Comissão Europeia.

A GSA está a garantir a aceitação e segurança do Galileo. As operações do Galileo e a prestação de serviços foram confiadas à GSA em julho de 2017.

Saiba mais sobre o Galileo em:  http://www.esa.int/Our_Activities/Navigation

Veja o vídeo.

Notícia e imagens: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

Deixe um comentário