Nova data de lançamento do Telescópio Espacial James Webb

Após a conclusão de uma revisão independente, foi anunciada uma nova data de lançamento do Telescópio Espacial James Webb: 30 de março de 2021.

“O Telescópio Espacial James Webb é o projecto astronómico mais ambicioso e complexo alguma vez construído, e trazê-lo à vida é um processo longo e meticuloso. A espera será agora um pouco mais longa, mas a ciência inovadora que irá possibilitar é absolutamente valiosa,” diz Günther Hasinger, Diretor de Ciência da ESA.


Após uma investigação interna no início deste ano, a NASA estabeleceu um Conselho de Revisão Independente para avaliar o progresso no Telescópio Espacial James Webb – uma colaboração entre a NASA, a ESA e a Agência Espacial Canadiana.

O conselho avaliou vários factores, desde os desafios técnicos até as tarefas restantes que levarão ao lançamento e recomendou, por unanimidade, que o desenvolvimento do projecto deve continuar.

O Webb é um empreendimento sem precedentes na ciência espacial, exigindo maior engenhosidade nos domínios científico e técnico. Diversas novas tecnologias foram desenvolvidas e dominadas para possibilitar as suas características distintas, incluindo a natureza destacável do observatório, que transportará o maior espelho já levado para o espaço, e as baixas temperaturas necessárias para operar os seus instrumentos infravermelhos, que irão investigar mais longe e mais fundo nas nossas origens cósmicas.

Dos segredos de estrelas e planetas que se estão a formar na nossa Via Láctea, até às primeiras galáxias que já se formaram na história do nosso Universo de 13.8 mil milhões de anos, dos mistérios do nosso Sistema Solar até aos dos planetas que circundam as estrelas além do nosso Sol, o Webb abordará questões fundamentais na astronomia que só podem ser abordadas com um observatório tão complexo.

No seu relatório, o comité de revisão enfatizou a complexidade significativa do projecto, o incrível potencial científico e a sua importância para a astrofísica. Devido ao tamanho e complexidade do Webb, o processo de integração e teste de peças é mais complicado do que o da maioria das missões espaciais de ciência. A nova data de lançamento, no início de 2021, foi estimada tendo isso em conta e incorporando as recomendações do conselho de revisão.

O próximo passo agora é completar a extensa bateria de testes na parte da aeronave do Webb. Uma vez feito isso, será integrada à outra metade do observatório: o telescópio e o módulo de instrumentos científicos. Este módulo, que completou os seus testes no ano passado, inclui os instrumentos NIRSpec e MIRI – parte da contribuição da Europa para o observatório.

O observatório totalmente montado passará, então, por uma série de testes ambientais desafiadores e um teste final de desdobramento, antes de ser enviado para o Porto Espacial da Europa em Kourou, na Guiana Francesa, para ser lançado num foguetão Ariane 5.

O Telescópio Espacial James Webb é um projecto internacional liderado pela NASA com seus parceiros, a ESA e a Agência Espacial Canadiana.

Notícia e imagem: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

 

%d blogueiros gostam disto: