Neve no Sahara



A missão Copernicus Sentinel-2 capturou a rara queda de neve no noroeste da Argélia, à beira do deserto do Sahara.

Parte do Sahara ficou coberta de neve no dia 7 de Janeiro de 2018, apesar do deserto ser, por vezes, um dos lugares mais quentes da Terra. A espessura da neve foi de até 40 cm nalguns lugares. Embora as temperaturas caiam durante a noite, a queda de neve é muito incomum no Sahara, porque o ar é tão seco. É apenas a terceira vez, em quase 40 anos, que esta parte do deserto viu neve.

A maioria da neve já tinha derretido até ao final do dia seguinte, mas, felizmente, o satélite Sentinel-2A estava no lugar certo à hora certa, para gravar esse raro evento a partir do espaço. A imagem foi obtida a 8 de Janeiro.

Apesar da queda de neve ser comum nas montanhas do Alto Atlas, a imagem mostra que, de forma invulgar, a neve caiu na Cordilheira do Atlas do Sahara mais baixo. A imagem é dominada pelas dunas e montanhas laranja-acastanhadas cobertas de neve.

A cidade de El Baydah pode ser vista no canto inferior esquerdo. Ao leste de El Baydah é visível, uma floresta cultivada como um rectângulo vermelho. A imagem, que foi processada para exibir a vegetação em vermelho, mostra que há muito pouca flora na região.

Os dois satélites Copernicus Sentinel-2 possuem uma câmara de alta resolução que fotografa a superfície da Terra em 13 bandas espectrais. A missão é amplamente utilizada para registar mudanças no solo e na vegetação da Terra, tão úteis para monitorizar a desertificação.

Esta imagem é apresentada no programa de vídeo A Terra a partir do espaço.

Notícia e imagem: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

Tags:  ,

Deixe um comentário