NASA preocupada com processo de abastecimento do Falcon-9



dragon-v2-1

O portal Spaceflight Insider faz eco das preocupações de um grupo de especialistas da NASA que se mostrou reticente acerca do plano da SpaceX de abastecer o foguetão Falcon-9 com os astronautas a bordo. Estas preocupações são derivadas, em parte, da explosão de um foguetão Falcon-9 durante um teste estático realizado a 1 de Setembro de 2016.

O Spaceflight Insider refere uma notícia da Reuters que indica que durante uma conferência telefónica realizada a 31 de Outubro, o antigo astronauta da NASA, Thomas Stafford, que preside ao comité de aconselhamento da estação espacial internacional, resumiu as preocupações do grupo dizendo: “É unânime… Toda a gente aqui, e em particular as pessoas que têm experiência ao longo dos anos, disse que ninguém está próximo da plataforma (de lançamento) quando se procede ao abastecimento de um foguetão.”

Os comentários de Stafford durante a teleconferência foram acompanhados de uma carta dirigida a Bill Gerstenmaier, Administrador Associado da NASA, onde se discute a problemática do abastecimento. A carta refere que:

Existe um sentimento unânime, e muito forte, por parte do comité que permitir que a tripulação esteja a bordo do veículo espacial Dragon antes do abastecimento do oxidante no foguetão, é contrário aos critérios de segurança aplicados aos procedimentos de abastecimento dos lançadores e que estão em norma nos últimos 50 anos, tanto neste país como internacionalmente. Historicamente, nem a tripulação nem outro pessoal foi alguma vez autorizado a estar no, ou perto, do foguetão durante o abastecimento. Somente após o foguetão estar totalmente abastecido e estabilizado, é permitida a aproximação do pessoal essencial.

Além do mais, adicionalmente ao risco pessoal, existe o risco de operar os motores fora das suas condições projectadas. Como um especialista em abastecimento, sabes também da existência deste problema como todos. Os motores químicos requerem uma pressão de abastecimento suficiente e consistente para reduzir a possibilidade de cavitação ou da ocorrência de operações de fluxo instáveis. Estamos preocupados que possa existir um pré-arrefecimento insuficiente do tanque e das condutas de abastecimento com o actual cenário de abastecimento de oxidante, e sem a recirculação pode ocorrer a estratificação da temperatura do oxidante que irá causar a variação nas condições de abastecimento do oxidante.

Resumindo, estamos profundamente preocupados acerca da introdução da prática de abastecimento com a tripulação a bordo e sobre a falta de uma bomba de recirculação para o acondicionamento do oxidante no Falcon-9.”

O Los Angeles Times referiu que estas recomendações não iriam afectar o regresso ao activo da SpaceX. Porém, poderá adiar os planos da empresa para lançar astronautas para a estação espacial ao abrigo do CCP (Commercial Crew Program).

 

Deixe um comentário