NASA dá luz verde para o lançamento do Endeavour a 7 de Fevereiro



A NASA finalizou o encontro de dois dias que decorreu para analisar o estado dos preparativos para a missão STS-130. A Flight Readiness Review aprovou assim o lançamento do vaivém espacial OV-105 Endeavour para o dia 7 de Fevereiro. Nesta reunião foram também analisados todos os planos de contingência, nos quais se incluiu a realização de uma missão com uma duração mínima MDF (Minimum Duration Flight) e a possibilidade do alargamento da missão por 24 horas.

Entretanto na Plataforma de Lançamento LC-39A tudo decorre como previsto nos preparativos do Endeavour com os técnicos a concluirem a instalação das ordenanças finais e a terminaram vários preparativos, procedendo ao encerramento de várias zonas do vaivém.

Se nenhum problema de maior surgir até ao dia 7 de Fevereiro o lançamento do Endeavour ocorrerá numa janela de lançamento que abre pelas 0934:41UTC e encerra às 0944:41UTC, com a tentativa de lançamento a ocorrer às 0939:41UTC. A hora exacta de abertura e encerramento da janela de lançamento está ainda suheita a alterações à medida que são realizados os cálculos relativos à trajectória e altitude da ISS. A hora de lançamento será determinada ao segundo durante a suspensão da contagem decrescente a T-9m no dia do lançamento.

No primeiro dia da missão (FD-1) a tripulação do vaivém espacial irá levar a cabo as usuais actividades de entrada em órbita tais como a activação de diversos sistemas do vaivém espacial e a verificação do braço robot, e a manobra de correcção orbital NC-1, além de procederem ao envio das fotografias que possam ser obtidas do tanque exterior de combustível líquido. Os dados obtidos pelos sistemas de sensores colocados nos bordos das asas serão também transmitidos para a Terra.

O segundo dia da missão (FD-2) está dedicado à inspecção do sistema de protecção térmica do vaivém espacial, para além das manobras NC-2 e NC-3, da verificação dos fatos extraveículares, a instalação da câmara que será utilizada pelo Comandante durante as operações de aproximação e acoplagem com a ISS, a extensão do anel de acoplagem e a verificação da lista de procedimentos para a acoplagem.

As operações de acoplagem irão ser levadas a cabo no terceiro dia da missão. A acoplagem deverá ter lugar pelas 0623UTC no dia 9 de Fevereiro (tendo em conta que o lançamento ocorre às 0939UTC do dia 7 de Fevereiro). Após a acoplagem e após as cerimónias de boas-vindas, a tripulação procederá à transferência das amostras GLACIER-MELFI e os astronautas Robert Behnken e Nicholas Patrick irão levar a cabo os preparativos iniciais para a primeira actividade extraveícular que será realizada no FD-5. Estes preparativos irão continuar no quarto dia de voo, além de se proceder à instalação do mecanismo de distilação na ISS, de se proceder a transferências de materiais do Endeavour para a ISS e de se proceder a um descanso pela tarde. Na noite deste dia, os astronautas Robert Behnken e Nicholas Patrick irão permanecer no interior do módulo escotilha Quest para assim condicionarem os seus corpos para o passeio espacial que terá lugar no dia seguinte.

A primeira das três actividades extraveículares da missão STS-130 decorre no quinto dia de missão. Este passeio espacial deverá ter uma duração de 6h 30m e será dedicado à instalação inicial do módulo Tranquility (Node-3) ao módulo Unity (Node-1). Os astronautas irão também remover a plataforma de ferramentas suplente e proceder à instalação de cabos de dados e de aviónicos. Neste dia continuarão também as transferências entre o vaivém espacial e a estação, procedendo-se também à uma análise grosseira e mais detalhada da existência de fugas no Tranquility após a sua acoplagem com o Unity.

O FD-6, o sexto dia de voo, será dedicado á inspecção detalhada do escudo de protecção térmica do Endeavour caso seja necessária, procedendo-se também á composição vestibular do Tranquility, aos preparativos para a recolocação da Cupola e aos preparativos para a segunda actividade extraveícular. Caso a não seja necessária a realização da inspecção do escudo térmico do Endeavour, as três horas que lhe seriam dedicadas serão utilizadas para se avançar nos procedimentos usuais da missão. Mais uma vez os astronautas Robert Behnken e Nicholas Patrick irão passar a noite no Quest.

A segunda actividade extraveícular ocorrerá no FD-7. Este passeio espacial de 6h 30m verá os astronautas a instalarem as condutas do sistema de amoníano no Tranquility e irão proceder à colocação de cobertores térmicos de multicamadas.

Após a finalização do passeio espacial a Cupola será despressurizada e agarrada pelo Canadarm2, o sistema de manipulação remota da ISS.

O oitovo dia da missão está dedicado à recolocação da Cupola, à transferência das amostras GLACIER-MELFI e o Canadarm2 irá desta vez agarrar o módulo pressurizado de adaptação PMA-3 que será recolocado no FD-9 do porto zénite do Node-2 para o porto axial. Este dia verá ainda a continuação dos trabalhos com a Cupola, a continuação das transferências do e para o Endeavour, os preparativos para a terceira actividade extraveícular e finalmente a tripulação terá a oportunidade de gozr um tempo livre em órbita. De novo, Robert Behnken e Nicholas Patrick irão passar a noite no Quest.

O FD-10 será dedicado à terceira e última actividade extraveícular com uma duração de 6h 30m. Os astronautas irão reconectar os cabos de aquecimento do PMA-3, remover os cobertores de aquecimento de multi-camadas e realizar actividades que possam ajudar em passeios espaciais posteriores. Os trabalho na Cupola continuarão neste dia.

O FD-11 será dedicado às transferências finais, à passagem dos factos extraveículares do Quest para o Endeavour e o encerramento das escotilhas entre o Endeavour e a ISS.

A separação entre os dois veículos está prevista para as 0147UTC do dia 18 de Fevereiro. Neste dia a tripulação ainda irá proceder a mais uma inspecção do escudo térmico do vaivém.

O décimo terceiro dia da missão é dedicado a se preparar o Endeavour para a reentrada e regresso à Terra, verificando-se o sistema de controlo de voo, o teste dos motores do sistema de controlo a reacção, a verificação das comunicações, a desactivação do sistema de sensores nos bordos das asas e o armazenamento da antena de banda KU.

O Endeavour deverá aterra no Centro Espacial Kennedy às 0417UTC do dia 20 de Fevereiro na sua 202ª órbita.

Esta missão do Endeavour será comandada pelo astronauta George David Zamka, que realizará a sua segunda missão espacial. O Piloto do Endeavour será o astronauta Terry Wayne Virts Jr., na sua primeira missão espacial. Para além de Zamka e Virts, o Endeavour transporta mais quatro astronautas Especialistas de Missão: Nicholas James MacDonald Patrick (2ª missão), Robert Louis Behnken (1ª missão), Stephen Kern Robinson (4ª missão) e Kathryn Patricia Hire (2ª missão).

O Endeavour irá transportar mais um módulo para a ISS, o Tranquility, e uma cupula contendo sete janelas que irá permitir uma visão panorâmica do espaço e do planeta até aqui nunca conseguida desde o interior da estação espacial sendo este um posto de controlo dos sistemas robóticos da estação. Durante a missão serão levados a cabo três actividades extraveículares. A missão terá uma duração de 13 dias.

Não havendo a extensão do programa dos vaivéns espaciais, esta será a primeiro das cinco últimas missões dos vaivéns. Após a missão STS-130 será lançada a missão STS-131 / ISS-19A que será levada a cabo pelo vaivém espacial OV-103 Discovery a 18 de Março, seguindo-se a 14 de Maio a última missão do vaivém espacial OV-104 Atlantis (STS-132 / ISS-ULF 4). A última missão do Endeavour irá ocorrer a 29 de Julho (STS-134 / ISS-ULF 6) e o cair do pano do programa espacial dos vaivéns ocorrerá com a missão STS-133 / ISS-ULF 5 que será levada a cabo pelo vaivém espacial Discovery.

Deixe um comentário