NASA adia lançamento da Cygnus OA-5



cygnusoa5-3

Após um adiamento de 24 horas devido a atrasos nos preparativos para o lançamento, a NASA e a empresa Orbital ATK decidiram adiar de novo o lançamento da missão logística CRS5 que será levada a cabo pelo veículo Cygnus OA-5 ‘SS Alan Poindexter’.

Este adiamento fica a dever-se à aproximação da tempestade tropical Nicole da estação de rastreio em Bermuda.

O lançamento deverá ter lugar pelas 00:03:00UTC do dia 17 de Outubro. A chegada do veículo à estação espacial internacional será decidida posteriormente.

Como a trajectória do lançador leva-o desde Wallops Island a passar sobre a Bermuda a caminho da órbita terrestre, a estação de rastreio ali localizada fornece o seguimento, telemetria e apoio à finalização de voo. Espera-se que a tempestade tropical Nicole atinja a Bermuda como furacão a 13 de Outubro.

Após a passagem da tempestade, a equipa da NASA em Wallops Island irá determinar os estragos provocados pelo Nicole, levar a cabo a revisão da prontidão para a missão e devolver o local ao seu estado operacional.

Para a missão OA-5, o veículo Cygnus irá transportar aproximadamente 2.400 kg de mantimentos e experiências científicas para a ISS. Ao abrigo do contrato Commercial Resupply Services (CRS) com a NASA, a Orbital ATK irá transportar cerca de 28.700 kg de carga para a estação espacial internacional. A missão OA-5 é a sexta dessas missões.

A Cygnus será lançada para a órbita terrestre pelo foguetão Antares-230 da Orbital ATK, uma versão melhorada do lançador Antares. O lançamento terá lugar a partir da Plataforma de Lançamento LP-0A do (Mid-Atlantic Regional Spaceport) MARS Wallops Island. O foguetão Antares-230 está equipado com dois motores RD-181 que fornecem uma performance melhorada e uma maior flexibilidade ao serviço de carga da Orbital ATK.

cygnusoa5-1

Após ser lançado para a órbita terrestre baixa, o veículo Cygnus irá utilizar a sua substancial capacidade de manobra para transportar a sua carga de uma órbita de parqueamento baixa para a ISS onde será «agarrado» pelo sistema de manipulação remota da estação espacial internacional (o Canadarm2) e ancorado (acoplado) ao módulo Harmony. Após a carga ter sido removida e no seu interior terem sido colocados alguns artigos para serem descartados, o Cygnus irá deixar a ISS e iniciar as missões secundárias que tiverem previstas.

Para a missão OA-5 o Cygnus irá transportar a carga experimental Saffire II para estudar o comportamento da combustão num ambiente de microgravidade. Os dados provenientes desta experiência serão enviados através de telemetria. Adicionalmente, um dispositivo NanoRack irá colocar em órbita vários CubeSats Spire destinados à previsão meteorológica. Estas operações com as cargas secundárias serão levadas a cabo após a partida da ISS.

cygnusoa5-2

O veículo OA-5 foi baptizado com o nome ‘SS Alan Poindexter’ em honra do astronauta Alan Poindexter que foi veterano de duas missões do vaivém espacial.

Imagens: NASA / Orbital ATK

Deixe um comentário