Não foram encontrados destroços do Proton-M/Briz-M



2015-025 MexSat 020

A agência espacial Russa, Roscosmos, anunciou que apesar de todas as buscas feitas aos locais de possível impacto dos destroços do foguetão 8K82KM Proton-M/Briz-M, não foram encontrados quaisquer destroços do lançador ou do satélite MexSat-1, o que indica que estes se incineraram durante a reentrada atmosférica.

A Roscosmos utilizou também imagens obtidas pelos satélites Russos Resurs-P1, Resurs-P2, Kanopus-B1 e pelo satélite Bielorruso BKA, que observaram em pormenor a área de Trans-Baikal, perto do Lago Baikal, entre 17 e 20 de Maio. De recordar que no dia do acidente, vários testemunhos haviam referido a ocorrência de estrondos e incêndios que foram relacionados com o acidente.

Entretanto, o responsável por uma empresa subcontratada pela GKNPTs Khrunichev, a fabricante dos foguetões Proton-M e dos estágios Briz-M, foi detido por acusações de utilização ilícita do equivalente a $2B que seriam destinados a obras de construção e manutenção na Khrunichev. Algumas fontes apontam que este escândalo possa estar associado como um factor que contribuiu para vários acidentes recentemente registados com os foguetões Proton-M e com os estágios Briz-M.

No próximo dia 29 de Maio de 2015 deverão ser apresentados os resultados da Comissão Governamental que investigou as causas do acidente com um foguetão 8K82KM Proton-M/Briz-M no dia 16 de Maio e que levaram à perda do satélite de comunicações Mexicano, MexSat-1.

Segundo um porta-voz da Comissão Governamental, esta expôs várias violações durante o processo de fabrico do lançador nas instalações da empresa GKNPTs Khrunichev, apontando para erro humano durante o processo de fabrico. Esta já não é a primeira vez que os procedimentos de controlo de qualidade são postos em causa na empresa Khrunichev, sucedendo o mesmo já em Maio de 2014 quando se deu a perda do satélite de comunicações Russo, Express-AM4R, devido a um problema semelhante com o seu foguetão 8K82KM Proton-M/Briz-M.

Este lançador poderá voltar ao activo em meados de Julho para o lançamento do satélite militar Garpun n.º 12L e depois em meados de Agosto para o lançamento do satélite de comunicações Express-AM8.

Imagem: Roscosmos

Deixe um comentário