Morfologia das nuvens de Vénus

O nosso planeta irmão Vénus é um lugar dinâmico e incomum. Ventos fortes giram ao redor do planeta, arrastando espessas camadas de nuvens com eles. Estes ventos ferozes movem-se tão rapidamente que exibem “super-rotação”: a Terra pode mover-se a até um quinto da velocidade de rotação do nosso planeta, mas os ventos em Vénus podem viajar até 60 vezes mais rápido que o planeta.

Observações da sonda Venus Express da ESA, que orbitou Vénus entre 2006 e 2014, e de outras aeronaves internacionais, investigaram mais profundamente esse vento e nuvens nos últimos anos e descobriram um comportamento peculiar.


O lado do planeta oposto ao Sol é um pouco mais misterioso do que o outro lado, mas o que sabemos mostra que é bem diferente, com tipos, formas e dinâmicas nunca antes vistos – alguns dos quais parecem estar conectados a características na superfície abaixo.

A super-rotação parece comportar-se mais caoticamente no lado nocturno do que no lado diurno, mas os modeladores climáticos continuam sem saber porquê. As nuvens do lado da noite também criam padrões e formas diferentes daquelas encontradas noutros lugares – padrões grandes, ondulados, irregulares e semelhantes a filamentos – e são dominadas por misteriosas “ondas estacionárias”. Estas ondas elevam-se dentro da atmosfera, não se movem com a rotação do planeta e parecem estar concentradas acima de regiões íngremes e de altitudes mais altas da superfície, sugerindo que a topografia de Vénus pode afectar o que acontece nas camadas de nuvens acima.

Estas três imagens da câmara do visível e infravermelho da Venus Express mostram estas características das nuvens em detalhe: ondas estacionárias (à esquerda), instabilidades dinâmicas (meio) e filamentos misteriosos (à direita).

Venus Express foi lançada em 2005 e começou a orbitar Vénus em 2006; a missão terminou em Dezembro de 2014. Mais informações sobre a missão estão disponíveis aqui.

Notícia e imagem: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

 

%d blogueiros gostam disto: