Mikhail Vladislavovich Tyurin



Mikhail Tyurin

Mikhail Vladislavovich Tyurin (Михаил Владиславович Тюрин) nasceu a 2 de Março de 1960 em Kolomna, Região de Moscovo – Federação Russa.

Em 1984 formou-se pelo Instituto de Aviação de Moscovo na Faculdade de Produção de Veículos Aéreos com a especialidade de Engenharia Mecânica.

Desde 1984 trabalhou na Corporação RKK Energia como Engenheiro, Engenheiro Sénior e Engenheiro Líder. As suas actividades profissionais dirigiram-se para os procedimentos de verificação do veículo de transporte Soyuz. Participou em testes e actividades de pesquisa relacionadas com o estudo dos diferentes aspectos das actividades dos cosmonautas e aperfeiçoamento dos seus procedimentos operacionais e treino tanto como cobaia como investigador experimental. Neste fase levou a cabo estudos de pós-graduação levando a cabo investigações na área de interfaces dos problemas psicológicos e técnicos do controlo manual dos movimentos de um veículo espacial.

Em 1994 foi integrado na equipa de cosmonautas da RKK Energia. Entre 1994 e 1997 frequentou o treino geral de cosmonauta, tendo treinado na equipa do Centro de Treino de Cosmonautas ‘Yuri Gagarin’. A 25 de Abril de 1996, e após passar os testes, foi-lhe atribuída a qualificação de cosmonauta-teste por decisão do Comité de Qualificação Interdepartamental.

Entre Maio de 1996 e Julho de 1997 frequentou sessões de treino no programa da estação orbital Mir. A 28 de Julho de 1997, e por decisão do Comité Estatal Interdepartamental, foi nomeado como Engenheiro de Voo para a tripulação suplente da Expedição 1 e como membro da tripulação principal da Expedição 3 para a estação espacial internacional.

Entre Julho de 1997 e Outubro de 2000 frequentou sessões de treino como Engenheiro de Voo suplente da tripulação ISS-1 e entre Novembro de 2000 e Agosto de 2001 frequentou sessões de treino como membro da tripulação principal da ISS-3.

A sua primeira missão espacial decorreu entre 10 de Agosto e 17 de Dezembro de 2001 como membro da Expedição 3 na ISS (sendo Engenheiro de Voo n.º 1 da Soyuz, Especialista de Missão n.º 5 da missão STS-105 ‘lançamento’ e na missão STS-108 ‘regresso’). Tyurin foi lançado a bordo do vaivém espacial OV-103 Discovery e regressou à Terra a bordo do vaivém espacial OV-105 Endeavour. Durante a permanência na ISS a tripulação recebeu o módulo de acoplagem Pirs, recebeu e procedeu à descarga dos veículos Progress M-45 e Progress M1-7, recebeu a tripulação de visita transportada na Soyuz TM-33 e o módulo logístico Raffaello. Tyurin levou a cabo três actividades extraveículares num total de 13 horas e 35 minutos. O seu voo teve uma duração de 128 dias 20 horas 44 minutos e 56 segundos, sendo o 95º cosmonauta russo e o 405º ser humano (juntamente com Patrick Graham Forrester) a realizar um voo espacial orbital.

Em Dezembro de 2003 Mikhail Tyurin é designado como Comandante suplente da Expedição 11. A 5 de Abril de 2005 foi suplente de Sergei Krikalev como Comandante da Soyuz TMA-6.

Desde Agosto de 2005 inicia o treino na tripulação suplente da Expedição 12 juntamente com Jeffrey Williams e Sergei Kostenko, tendo o cargo de Comandante da Soyuz TMA e Engenheiro de Voo em lugar do cosmonauta Alexander Lazutkin que foi removido devido a problemas médicos.

A partir de Outubro de 2005 inicia o treino com a tripulação principal da Expedição 14 como Engenheiro de Voo da ISS e Comandante da Soyuz TMA. Uma reunião da Comissão Estatal realizada a 14 de Setembro aprova-o como Comandante da tripulação suplente da Expedição 12 e a 1 de Outubro é suplente do Comandante da Soyuz TMA-7. Numa reunião do painel internacional MCOP realizada nos EUA (entre 30 de Novembro e 2 de Dezembro), aprovam a sua nomeação como Engenheiro de Voo da tripulação principal da Expedição 14, sendo a nomeação confirmada em Maio de 2006.

A sua segunda missão espacial tem lugar entre 18 de Setembro de 2006 e 21 de Abril de 2007 na Expedição 14 na ISS, como Engenheiro de Voo e Comandante da Soyuz TMA-9. Durante a permanência na ISS, Tyurin realiza duas actividades extraveículares com um tempo total de 11 horas e 56 minutos. Esta missão tem duma duração de 215 dias 8 horas 22 minutos e 22 segundos.

Em Julho de 2008 surgiram algumas referências a uma possível nomeação para a tripulação suplente da Expedição 23. Este deveria ter sido o primeiro voo da nova versão da Soyuz-TMA (Série 700). Porém, em Abril de 2009, após anúncios de que o lançamento da nova versão seria adiado seis meses, Tyurin é removido da tripulação suplente.

Mikhail Tyurin toma parte no desenvolvimento de um simulador compacto para a resolução de problemas no sistema de controlo do veículo. Em Outubro de 2008 surgiram referências à sua nomeação para a tripulação principal da Expedição 27, porém, em Julho de 2009, esta nomeação não foi nomeada pela Roscosmos.

Numa reunião da Comissão Interagências para a selecção de cosmonautas e sua nomeação para as tripulações dos veículos tripulados e estações espaciais realizada a 26 de Abril de 2010, Tyurin é certificado como cosmonauta do Corpo de Cosmonautas da RKK Energia.

Segundo a directiva da Roscosmos segundo a qual deveria ser estabelecido um corpo único de cosmonautas, Tyurin deixa a RKK Energia. A 26 de Fevereiro de 2011, e por ordem do director do Centro de Treino de Cosmonautas ‘Yuri Gagarin’, Mikhail Tyurin é aceite naquele centro como cosmonauta-teste.

A 1 de Outubro de 2012 é designado director adjunto do Corpo de Cosmonautas para a pesquisa científica e investigação.

A 29 e 30 de Abril e 6 de Maio de 2013, Mikhail Tyurin juntamente com Richard Mastracchio e Koichi Wakata passaram nos testes de pré-voo no simulador do segmento russo da ISS bem como no simulador da Soyuz TMA no Centro de Treino de Cosmonautas ‘Yuri Gagarin’, incluindo o treino no programa de voo de quatro órbitas para a ISS. A 8 de Maio, na reunião do Comité Interdepartamental realizada na Cidade das Estrelas, foi recomendado como apto para Engenheiro de Voo como suplente da Expedição 36/37. A 27 de Maio a Comissão Estatal aprovou a sua nomeação como Comandante da tripulação suplente para a Soyuz TMA-09M. 

Mikhail Tyurin gosta de navegar em iates e de esquiar em montanha.

Esta é a 3ª missão espacial de Mikhail Tyurin que assim se torna no 38º cosmonauta russo e no 189º ser humano a realizar três missões espaciais. Até esta missão Mikhail Tyurin acumulou um total de 344 dias 5 horas 7 minutos e 18 segundos de experiência em voo espacial.

Deixe um comentário