Lua de Saturno no Keeler Gap



Daphnis, uma das pequenas luas inserida nos anéis em torno de Saturno, é vista aqui a gerar ondas enquanto gira num espaço entre as fileiras de partículas do anel gelado.

A imagem foi obtida pela missão internacional Cassini, que recentemente concluiu a sua incrível odisseia de 13 anos no sistema de Saturno.

Imagens como a apresentada aqui, que foi lançada pela primeira vez em Fevereiro de 2017, proporcionam aos cientistas uma visão de perto das interacções complicadas entre uma lua e os anéis do planeta, bem como as interacções entre as próprias partículas do anel.

Daphnis tem apenas 8 km de extensão, mas a sua gravidade é poderosa o suficiente para perturbar as minúsculas partículas do anel A que marcam a borda de uma lacuna nos anéis, denominada Keeler Gap. À medida que a lua se move através do Keeler Gap, são criados elementos semelhantes a ondas nos planos horizontal e vertical.

As cristas de três ondas de tamanho decrescente podem ser vistas aqui, na sequência da passagem da lua. Em cada crista subsequente, a forma da onda evolui à medida que as partículas do anel dentro das cristas colidem umas com as outras.

Ao focar em direcção à lua minúscula, é revelado um tecido ténue e fino de material do anel, que quase parece ter sido rasgado directamente do anel A por Daphnis.

As imagens deste ambiente foram obtidas em luz visível, usando a câmara de ângulo estreito de Cassini, a uma distância de cerca de 28 000 km de Daphnis. A escala da imagem é de 168 m/pixel.

A missão Cassini-Huygens é um projecto cooperativo entre a NASA, a ESA e a ASI, a agência espacial italiana.

Notícia e imagem: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

Deixe um comentário