Lançamentos orbitais para Abril de 2018



O mês de Fevereiro de 2018 termina com um total de 10 lançamentos orbitais, tendo sido colocados em órbita 26 satélites.

Até 31 de Março, foram realizados 422 lançamentos orbitais neste mês, o que corresponde a uma média de 7,0 lançamentos e a 7,9% do total de lançamentos bem sucedidos realizados desde 4 de Outubro de 1957 (o mês de Janeiro é o mês com menos lançamentos orbitais – correspondendo a 6,1% dos lançamentos e a uma média de 5,3 lançamentos por mês de Fevereiro desde 1957 – e o mês de Dezembro é o mês com mais lançamentos orbitais, correspondendo a 10,4% dos lançamentos e a uma média de 9,2 lançamentos por mês de Dezembro desde 1957).

O número de lançamentos orbitais bem sucedidos levados a cabo em 2018 (31) corresponde a 0,58% do total de lançamentos orbitais realizados desde 4 de Outubro de 1957.

O ano de 2018 perfila-se nesta altura para bater o recorde anual de lançamentos que está estabelecido em 129 ano ano de 1984. Para 2018 estão previstos nesta altura 177 lançamentos orbitais!

Para Abril de 2018 estão previstos 10 lançamentos orbitais, originando da SpaceX, da Arianespace, dos Estados Unidos, da Rocket Lab, da Rússia, China e Índia.

O primeiro lançamento orbital de Abril de 2018 teve lugar ás 2030:38UTC do dia 2 com o foguetão Falcon-9 (B1039.2) a colocar em órbita mais uma missão logística para a estação espacial internacional. A cápsula Dragon SpX-14, na missão CRS-14, foi lançada desde o Complexo de Lançamento SLC-40 do Cabo Canaveral AFS. Para além da sua carga logística, seguia a bordo os pequenos satélites RemoveDEBRIS, DebriSAT-1, DebrisSAT-2, Overview-1A, UBAKUSAT (UBAK-3U-SAT), 1KUNS-PF e Irazú.

O foguetão Ariane-5ECA regressou ao activo a 5 de Abril ao colocar em órbita dois satélites de comunicações a partir do Complexo de Lançamento ELA-3 do CSG Kourou, Guiana Francesa. Lançada ás 2134:07,3UTC, a missão VA242 orbitou os satélites Superbird 8 (Superbird B3) / DSN 1 (Kirameki 1) e Hylas-4.

VA242 Décollage lanceur, plan serré, Kourou le 05/04/2018

A Índia vai colocar em órbita um novo satélite de navegação regional no dia 11 de Abril, pelas 2234UTC. O satélite IRNSS-1I será colocado em órbita pelo foguetão PSLV-XL (C41) a partir da Plataforma de Lançamento FLP do Centro Espacial Satish Dawan SHAR, Ilha de Sriharikota. Fazendo parte do Indian Regional Navigation Satellite System (IRNSS), o IRNSS-1I é baseado na plataforma I-1K e foi desenvolvido pela ISRO. No lançamento tem uma massa de 1.425 kg e o seu tempo de vida útil é de 12 anos.

A United Launch Alliance (ULA) vai levar a cabo a 12 de Abril, o lançamento da missão AFSPC-11 que transporta dois satélites. O lançamento está previsto para as 2200:00UTC e será levado a cabo pelo foguetão Atlas-V/551 (AV-079) a partir do Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral AFS. A bordo estarão os satélites EAGLE e MYCROFT. O EAGLE (ESPA Augmented Geostationary Laboratory Experiment) é um satélite experimental construído pelo Laboratório de Investigação da Força Aérea dos Estados Unidos e foi construído pela Orbital ATK. A sua missão terá uma duração de um ano e irá testar diversas tecnologias. O MYCROFT é um satélite experimental e tal como o EAGLE é baseado na plataforma ESPASat desenvolvida pela Orbital ATK. O MYCROFT irá separar-se do EAGLE após atingir a órbita terrestre.

O satélite Transiting Exoplanet Survey Satellite ‘TESS’ (também designado MIDEX-7) será lançado ás 2232UTC do dia 16 de Abril pela empresa SpaceX a partir do Complexo de Lançamento SLC-40 do Cabo Canaveral AFS utilizando o foguetão Falcon-9 (B1045). O TESS irá utilizar um conjunto de telescópios para fazer um varrimento do céu para descobrir planetas em trânsito em órbita das estrelas mais próximas e mais brilhantes para assim identificar planetas em zonas habitáveis. O satélite será operado pelo Instituto de Tecnologia do Massachusetts para a NASA. Foi desenvolvido pela Orbital ATK e é baseado na plataforma LEOStar-2, tendo uma massa de 365 kg. estará operacional durante dois anos.

O foguetão 8K82KM Proton-M/Briz-M voltará ao activo após uma paragem de vários meses no dia 18 de Abril. Lançada desde a Plataforma de Lançamento PU-24 do Complexo de Lançamento LC81 do Cosmódromo de Baikonur, esta missão irá colocar em órbita o satélite de comunicações Blagovest n.º 12L. O lançamento está previsto para as 2212:00UTC. O satélite foi desenvolvido pela ISS Reshetnev e é baseado na plataforma Ekspress-2000. O seu tempo de vida útil será de 15 anos na órbita geossíncrona.

A empresa Norte-americana Rocket Lab irá iniciar as suas operações comerciais a 20 de Abril com o lançamento da missão ‘It’s Business Time’ que irá colocar em órbita três pequenos satélites utilizando o foguetão Electron (F3) lançado a partir do Complexo de Lançamento LC-1 do Centro de Lançamentos de Máhia. A bordo estará um satélite CICERO e dois satélites Lemur-2. O projecto CICERO (Community Initiative for Cellular Earth Remote Observation) é um conjunto de 24 satélites em órbita terrestre baixa para a realização de experiências de ocultação de rádio e de sinal de GPS. Com uma massa de cerca de 10kg, o satélite é baseado no modelo CubeSat-3U. Os satélites Lemur-2 são baseados na plataforma CubeSat-3U e fazem parte de uma constelação de satélites da Spire, transportando cargas meteorológicas e de controlo de tráfego marítimo. A sua massa é de 4 kg.

O satélite de comunicações APStar-6C deverá ser colocado em órbita a 21 de Abril a partir do Complexo de Lançamento LC3 do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang, província de Sichuan. O lançamento será levado a cabo por um foguetão CZ-3B/G2 Chang Zheng-3B/G2. O APStar-6C é baseado na plataforma DFH-4 e transporta transponders de banda C, Ka e Ku. O seu tempo de vida em órbita será de 15 anos.

A SpaceX irá realizar uma nova missão comercial a 24 de Abril para colocar em órbita o satélite de comunicações Bangabandhu-1. O lançamento será levado a cabo a partir do Complexo de Lançamento LC-39A do Centro Espacial Kennedy e utilizando o foguetão Falcon-9 (B1046). O Bangabandhu-1 é baseado na plataforma Spacebus-4000B2 da Thales Alenia Space e será operado pela Bangladesh Telecommunication Regulatory Commission (BTRC). No lançamento a sua massa é de cerca de 3.500 kg e a bordo transporta 14 transponders de banda-C standard e 26 transponders de banda-Ku. 

O satélite de detecção remota Sentinel-3B será lançado a 25 de Abril por um foguetão Rokot/Briz-KM a partir do Cosmódromo GIK-1 Plesetsk. O lançamento está previsto para as 1757UTC e será levado a cabo a partir do Complexo de Lançamento LC133/3.

2 comentários para Lançamentos orbitais para Abril de 2018

Deixe um comentário