Lançamentos orbitais em Setembro de 2015



CZ6

O mês de Agosto terminou com 5 lançamentos orbitais, tendo-se colocado em órbita 24 satélites (alguns serão colocados em órbita a partir da estação espacial internacional). O número de lançamentos orbitais bem sucedidos realizados em Agosto de 2015 situou-se abaixo da média total (7,4) que é ligeiramente inferior à média de lançamentos (7,7) usualmente realizados nos meses de Agosto. 

Até 31 de Agosto de 2015, foram realizados 448 lançamentos orbitais bem sucedidos neste mês, o que corresponde a uma média de 7,7 lançamentos e a 8,8% do total de lançamentos bem sucedidos realizados desde 4 de Outubro de 1957. O mês de Janeiro é o mês com menos lançamentos orbitais (301 lançamentos que corresponde a uma média de 5,2 lançamentos e a 5,9% dos lançamentos totais) e o mês de Dezembro é o mês com mais lançamentos orbitais (516 lançamentos que corresponde a uma média de 8,9 lançamentos e a 10,1% dos lançamentos totais).

08-2015 1

08-2015 2

Para Setembro de 2015 estão previstos 8 lançamentos orbitais que serão levados a cabo pela Rússia, EUA, Arianespace e China. Este número poderá ser aumentado com outros 3 lançamentos por parte da China.

Dois destes lançamentos já tiveram lugar. O primeiro ocorreu às 0437:43UTC do dia 2 de Setembro com o foguetão 11A511U-FG Soyuz-FG (G15000-054) a colocar em órbita a cápsula espacial tripulada Soyuz TMA-18M a partir da Plataforma de Lançamento PU-5 do Complexo de Lançamento LC1 ‘Gagarinskiy Start’ (17P32-5) do Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão. A bordo seguiam os cosmonautas Sergei Volkov (Rússia), Andreas Mogensen (Dinamarca) e Aindyn Aimbetov (Cazaquistão). Todas as fases do lançamento decorreram sem problemas e a acoplagem com a ISS ocorreu a 4 de Setembro.

O segundo lançamento orbital de Setembro ocorreu também no dia 2. Pelas 1018:00UTC, o foguetão Atlas-V/551 (AV-056) foi lançado desde o Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral AFS e transportou o satélite de comunicações militar MUOS-4 para a Marinha dos Estados Unidos.

A Arianespace vai levar a cabo o lançamento de dois novos satélites de navegação Europeus Galileo a 11 de Setembro. O lançamento está previsto para ter lugar às 0308:10UTC e será levado a cabo pelo foguetão Soyuz-STB/Fregat-MT (T15000-009/????-??) na missão VS12 que será lançada desde o Complexo de Lançamento ZLS do CSG Kourou (Sinnamary), Guiana Francesa.

Este será um mês marcado por vários lançamentos orbitais por parte da China, com o primeiro a poder ter lugar a 12 de Setembro. Espera-se que um foguetão CZ-3B Chang Zheng-3B/G2 seja lançado desde o Centro de Lançamento de Satélites de Xichang transportando a bordo um novo satélite de navegação, o Beidou-3 (I2-S). Esta data não está confirmada.

A 14 de Setembro o foguetão 8K82KM Proton-M/DM-03 (93553/5L) será lançado desde a Plataforma de Lançamento PU-24 do Complexo de Lançamento LC81 do Cosmódromo de Baikonur, para colocar em órbita o satélite de comunicações Russo, Express-AM8 (Экспресс-АМ8). O lançamento está previsto para as 1900:00UTC. O Express-AM8 é baseado na plataforma Express-1000NTB e tem uma massa de 2.100 kg. Foi fabricado pela ISS Reshetnev, enquanto que o seu equipamento de comunicações foi fornecido pela Thales Alenia Space. Está equipado com 24 repetidores em banda-C, 12 repetidores em banda-Ka e 2 repetidores em banda-L. O seu tempo de vida útil será de 2 anos, sendo operado pela RSCC (Kosmicheskiya Svyaz).

A 19 de Setembro terá lugar o lançamento inaugural do novo foguetão Chinês, CZ-6 Chang Zheng-6. O CZ-6 é um lançador a 3 estágios que consome querosene e oxigénio líquido (primeiro e segundo estágio) e peróxido de hidrogénio e oxigénio líquido (terceiro estágio). O foguetão é derivado dos propulsores laterais do novo foguetão CZ-5 Chang Zheng-5.

Nesta primeira missão que será lançada desde o Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan, o CZ-6 irá transportar uma carga de 20 pequenos satélites: ZDPS-2A Zheda Pixing 2A (浙江大学皮星二号A), ZDPS-2B Zheda Pixing 2B (浙江大学皮星二号B), KJ-1A Kongjian-1A, KJ-1B Kongjian-1B, KJ-1C Kongjian-1C, TT-3 Tiantuo-3, XW-2 Xiwang-2A (CAS-3A), XW-2 Xiwang-2B (CAS-3B), XW-2 Xiwang-2C (CAS-3C), XW-2 Xiwang-2D (CAS-3D), XW-2 Xiwang-2E (CAS-3E), XW-2 Xiwang-2F (CAS-3F), DCBB (CAS-3G), LilacSat-2 (CAS-3H), NUDT-Phone-Sat (CAS-3I) e o XY-2 Xinjishu Yanzheng-2, faltando ainda saber a designação de quatro satélites que serão transportados.

Os satélites ZDPS-2 Zheda Pixing 2 foram desenvolvidos pelo Centro de Investigação de Microssatélites da Universidade de Zhejiang e irão levar a cabo testes de voo em formação em órbita. Ambos os satélites têm uma massa de 12 kg e as suas dimensões são 0,25 × 0,25 × 0,25 metros.

O XW-2 Xiwang-2A (CAS-3A ‘Chinese Amateur Radio satellite 3A‘) vai levar a cabo experiências de física atmosférica e emissões de rádio amador. Tem uma massa de 25 kg e as suas dimensões são 0,398 × 0,398 × 0,398 metros. Dois pequenos satélites, XW-2 Xiwang-2E (CAS-3E) e XW-2 Xiwang-2F (CAS-3F), serão transportados acoplados ao Xiwang-2A. O satélite foi desenvolvido pela DFH Satellite Co. Ltd e pela CAMSAT.

Os satélites XW-2 Xiwang-2B (CAS-3B), XW-2 Xiwang-2C (CAS-3C) e XW-2 Xiwang-2D (CAS-3D), são três satélites idênticos desenvolvidos pela DFH Satellite Co. Ltd e pela CAMSAT. Os satélites irão levar a cabo experiências de física atmosférica e emissões de rádio amador, tendo uma massa de 10 kg e as suas dimensões são 0,246 × 0,246 × 0,246 metros. 

Os dois pequenos satélites XW-2 Xiwang-2E (CAS-3E) e XW-2 Xiwang-2F (CAS-3F), serão transportados acoplados ao Xiwang-2A. Semelhantes a um CubeSat-1U, têm uma massa de 1,5 kg e as suas dimensões são 0,116 × 0,116 × 0,116 metros. Os satélites serão utilizados para emissões de rádio amador, tendo sido desenvolvidos pela DFH Satellite Co. Ltd. e pela CAMSAT.

O satélite DCBB (CAS-3G) foi desenvolvido pela Shenzhen Aerospace Dongfanghong HIT Satellite Ltd. e pela CAMSAT. O satélite foi desenvolvido no âmbito de um projecto educacional e é baseado na plataforma CubeSat-2U.

O LilacSat-2 (CAS-3H) foi desenvolvido no âmbito educacional, para comunicações de rádio amador e demonstração tecnológica. Foi desenvolvido por estudantes do Instituto Harbin de Tecnologia e pela CAMSAT. Tem uma massa de 11 kg e as suas dimensões são 0,20 × 0,20 × 0,20 metros.

O pequeno NUDT-Phone-Sat (CAS-3I) foi desenvolvido pela Universidade Nacional de Tecnologias de Defesa da China e pela CAMSAT. Tem uma massa de 0,1 kg e as suas dimensões são 0,098 × 0,098 × 0,007 metros. O satélite é baseado na tecnologia dos smart-phones.

Não existem informações relativamente aos restantes satélites.

Um novo foguetão da China deverá ser lançado a 25 de Setembro a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan. O CZ-11 Chang Zheng-11 é um lançador a propulsão sólida de quatro estágios. Neste primeiro lançamento, o CZ-11 deverão transportar três pequenos satélites para demonstração tecnológica: TW-1A Tianwang-1A (SECM-1), TW-1B Tianwang-1B (NJUST-2) e o TW-1C Tianwang-1C (NJFA-1). O satélites serão também utilizados para comunicações de rádio amadores.

A 30 de Setembro está prevista uma nova missão comercial da Arianespace. Com lançamento previsto para as 2018:07UTC, o foguetão Ariane-5ECA (L580) será lançado a partir do Complexo de Lançamento ELA3 do CSG Kourou, na missão VA226 que deverá colocar em órbita os satélites de comunicações NBN CO 1A e Arsat-2. 

O NBN CO 1A é um satélite de comunicações para a NBN Co Limited que foi desenvolvido pela Space Systems/Loral, sendo baseado na plataforma SSL-1300. Transportando repetidores de banda Ka, o satélite tem uma massa de 6.300 kg e será utilizado para serviços de comunicações para as remotas áreas rurais da Austrália. Por seu lado, o Arsat-2 foi desenvolvido pela INVAP e a sua carga de comunicações foi fornecida pela Thales Alenia Space. É baseado na plataforma ARSAT-3K e tem uma massa de 2.900 kg. Está equipado com 26 repetidores de banda-Ku e 10 repetidores de banda-C. 

O mês de Setembro poderá ainda assistir a três lançamentos por parte da China. Tendo origem a partir dos três diferentes polígonos de lançamento actualmente em actividade, poderemos assistir ao lançamento de um satélite de vigilância militar YG-28 Yaogan Weixing-28 lançado por um foguetão CZ-2D Chang Zheng-2D desde Jiuquan, ao lançamento de um satélite de aviso antecipado do lançamento de mísseis balísticos cujo nome será CC-1 Changcheng-1 (长城一号) e que será lançado desde Xichang por um foguetão CZ-3B Chang Zheng-3B/G2, e ao lançamento de um satélite não identificado desde o Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan.

Deixe um comentário