Lançamentos orbitais em Setembro de 2014



Ariane-5ECA VA 218 01

O mês de Agosto de 2014 termina com um total de 6 lançamentos orbitais, tendo-se colocado em órbita 10 satélites. Destes seis lançamentos orbitais, um resultou na colocação da sua carga numa órbita errada.

Até 30 de Agosto de 2014, foram realizados 443 lançamentos orbitais bem sucedidos neste mês, o que corresponde a uma média de 7,8 lançamentos e a 8,8% do total de lançamentos bem sucedidos realizados desde 4 de Outubro de 1957 (o mês de Janeiro é o mês com menos lançamentos orbitais, 298 (5,9% com uma média de 5,2 lançamentos), e o mês de Dezembro é o mês com mais lançamentos orbitais, 501 (9,9% com uma média de 8,8 lançamentos).

Para Setembro de 2014 estão previstos 8 lançamentos orbitais que terão origem desde os EUA, China, Rússia e América do Sul.

O primeiro lançamento orbital em Setembro poderá ter lugar a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan. Recentes rumores apontam para que a China esteja a preparar o lançamento do satélite TH-2 Tianhui-2, a nova série de satélites de mapeamento. Outras indicações apontam para que o satélite a ser colocado em órbita seja o satélite científico SJ-12 Shijian 12-02.

A 11 de Setembro a Arianespace irá colocar em órbita dois satélites de comunicações que serão lançado por um foguetão Ariane-5ECA na missão VA218. O lançamento será levado a cabo às 2118:00UTC a partir do Complexo de Lançamento ELA do CSG Kourou, Guiana Francesa. Os satélites que seguirão a bordo são o Measat-3b/Jabiru-2 e o Optus-10. Esta missão foi anteriormente adiada devido a problemas técnicos com um dos satélites.

Poucos detalhes são conhecidos sobre os objectivos da missão CLIO que será lançada às 2140UTC do dia 16 de Setembro. Esta é uma missão militar secreta que será colocada em órbita por um foguetão Atlas-V/401 lançado desde o Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral AFS.

Em Setembro deverá ter lugar o lançamento do satélite de comunicações AsiaSat-6 por parte da SpaceX. Esta missão foi adiada horas antes do seu lançamento que estava previsto para 27 de Agosto. O lançamento será levado a cabo pelo foguetão Falcon-9 v1.1 (F-7) a partir do Complexo de Lançamento SLC-40 do Cabo Canaveral AFS, mas a sua data não está definida. Com data definida está o lançamento do veículo de carga Dragon SpX-4 para mais uma missão de abastecimento logístico à estação espacial internacional. A missão CRS4 deverá ter início às 0638UTC do dia 19 de Setembro e será lançada pelo foguetão Falcon-9 v1.1 (F-8) a partir do Complexo de Lançamento SLC-40 do Cabo Canaveral AFS. A bordo serão também lançados os pequenos satélites Spinsat e Arkyd-3.

Três novos membros para a Expedição 41 a bordo da ISS serão lançado às 2022:00UTC do dia 25 de Setembro. Alexander Samokutyayev, Elena Serova e Barry Wilmor irão viajar a bordo da Soyuz TMA-14M que será lançada pelo foguetão 11A511U-FG Soyuz-FG (050) a partir da Plataforma de Lançamento PU-5 do Complexo de Lançamento LC1 ‘Gagarinskiy Start’ (17P32-5) do Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão. A acoplagem com a estação espacial internacional terá lugar no dia seguinte após um voo de quatro órbitas em torno da Terra.

O foguetão 8K82KM Proton-M/Briz-M deverá regressar ao serviço a 27 de Setembro com a colocação em órbita do satélite Olymp (também designado Luch). O lançamento está previsto para as 2024UTC do dia 27 de Setembro e será levado a cabo a partir da Plataforma de Lançamento PU-24 do Complexo de Lançamento LC81 do Cosmódromo de Baikonur.

No mesmo dia em que o Proton-M/Briz-M regressa ao activo, as Forças Militares Russas deverão colocar em órbita um novo satélite Meridian. O Meridian-17L deverá ser lançado pelo foguetão 14A14-1A Soyuz-2-1a/Fregat (174/1026) a partir do Complexo de Lançamento LC43/4 do Cosmódromo GIK-1 Plesetsk, Arkhangelsk.

Imagem: Arianespace

Deixe um comentário