Lançamentos orbitais em Outubro de 2016



ariane5eca_va231-1

O mês de Setembro de 2016 terminou com um total de 6 lançamentos orbitais, tendo-se colocado em órbita 18 satélites.

Até 30 de Setembro de 2016, foram realizados 468 lançamentos orbitais bem sucedidos neste mês, o que corresponde a uma média de 8,1 lançamentos e a 9,0% do total de lançamentos bem sucedidos realizados desde 4 de Outubro de 1957 (o mês de Janeiro é o mês com menos lançamentos orbitais com 306 lançamento que corresponde a uma média de 5,3 lançamentos e a 5,9% dos lançamentos realizados) e o mês de Dezembro é o mês com mais lançamentos orbitais (530 lançamentos que corresponde a uma média de 9,1 lançamentos e a 10,2% do total de lançamentos realizados).

09-2016-1

09-2016-2

O número de lançamentos orbitais bem sucedidos levados a cabo este ano (59) corresponde a 1,13% do total de lançamentos orbitais realizados desde 4 de Outubro de 1957.

Para Outubro de 2016 estão previstos 5 lançamentos orbitais.

O primeiro lançamento a ter lugar em Outubro de 2016 deverá ocorrer às 20:30:07UTC do dia 4 de Outubro com um foguetão Ariane-5ECA a colocar em órbita dois satélites de comunicações, o NBN Co 1B (Sky Muster II) e o GSat-18. A missão VA231 será lançada desde o Complexo de Lançamento ELA3 do CSG Kourou, Guiana Francesa.

Sendo operado pela NBN Co Limited, o NBN Co 1B (ou Sky Muster II) foi desenhado pela Space Systems/Loral (SS/L) e é baseado na plataforma SSL-1300. O satélite está equipado com uma carga de repetidores de banda-Ka de alta potência e será utilizado para fornecer serviços a áreas remotas da Austrália, bem como às suas ilhas costeiras e territórios exteriores, incluindo a Ilha de Norfolk, Ilhas Cocos, Ilhas do Natal e a Ilha Macquarie no Antárctico. No lançamento a sua massa é de 6.440 kg e o seu tempo de vida útil será de 15 anos.

Desenvolvido pela ISRO, o GSat-18 é baseado na plataforma I-3K. Tendo uma massa de 3.425 kg no lançamento, o satélite transporta 24 repetidores de banda-C, 12 repetidores de banda-C melhorados, 12 repetidores de banda-Ku e 2 faróis de banda-Ku. Com um tempo de vida de 15 anos, o satélite será utilizado para serviços de televisão, telecomunicações, serviços Digital Satellite News Gathering (DSNG) e serviços VSAT.

A Orbital ATK irá lançar o seu novo foguetão Antares-230 numa missão logística para a estação espacial internacional. O lançamento do veículo de carga Cygnus OA-5 (CRS5) ‘SS Alan Poindexter’ está previsto para as 02:47UTC do dia 10 de Outubro e terá lugar a partir da Plataforma de Lançamento LP-0A do MARS Wallops Island. Este será o primeiro lançamento da Orbital ATK para a ISS desde a perda do veículo Cygnus Orb-3 (CRS3) ‘Deke Slayton’ a 28 de Outubro de 2014 devido à explosão do foguetão Antares-130.

A próxima missão espacial tripulada da China poderá ter lugar a 11 de Outubro com o lançamento de dois taikonautas a bordo da cápsula espacial SZ-11 Shenzhou-11. O lançamento será levado a cabo pelo foguetão CZ-2F/G Chang Zheng-2F/G (Y11) a partir da Plataforma de Lançamento 903 do Complexo de Lançamento LC43 do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan. A SZ-11 irá acoplar com a estação espacial TG-2 Tiangong-2 e os dois homens irão permanecer em órbita durante 30 a 32 dias. Outra data avançada para o lançamento é o dia 17 de Outubro.

Após um adiamento devido a problemas técnicos com a cápsula espacial Soyuz MS-02, o lançamento da nova missão espacial tripulada para a ISS deverá ter lugar às 08:03:00UTC do dia 19 de Outubro. Os três novos elementos farão parte da tripulação permanente da estação espacial internacional (Expedição 49/50).

O lançamento será levado a cabo pelo foguetão 11A511U-FG Soyuz-FG (R15000-059) a partir da Plataforma de Lançamento PU-6 do Complexo de Lançamento LC31 (17P32-6) do Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão. A Soyuz MS-02 será tripulada pelos cosmonautas Sergei Nikolaevich Ryzhikov e Andrei Ivanovich Borisenko e pelo astronauta Robert Shane Kimbrough. A tripulação suplente é composta pelos cosmonautas Alexander Alexandrovich Misurkin e Nikolai Vladimirovich Tikhonov e pelo astronauta Mark Thomas Vande Hei.

Adiado várias vezes em Setembro, o foguetão Atlas-V/401 (AV-062) será lançado desde o Complexo de Lançamento SLC-3E da Base Aérea de Vandenberg, Califórnia, transportando o satélite WorldView-4, durante o mês de Outubro. Este é um satélite comercial de observação da Terra em alta-resolução que será operado pela DigitalGlobe. O WorldView-4 irá fornecer imagens pancromáticas com uma resolução de 31 cm e imagens multiespectrais com uma resolução de 1,24 m. Juntamente com o WorldView-4 deverão ser lançados sete CubeSats: RAVAM, U2U, Aerocube-8C (IMPACT-C), Aerocube-8D (IMPACT-D), Prometheus-2.1, Prometheus-2.2 e CELTEE.

Deixe um comentário