Lançamentos orbitais em Outubro de 2015



Apstar-9 1

O mês de Setembro terminou com 12 lançamentos orbitais, sendo um deles tripulado, e tendo-se colocado em órbita 44 satélites. O número de lançamentos orbitais bem sucedidos realizados em Agosto de 2015 situou-se acima da média total (7,4) e acima da média de lançamentos (8,0) usualmente realizados nos meses de Setembro. Este foi até à data o mais mais activo em termos de lançamentos orbitais em 2015 e temos de recuar até 1989 para encontrar um mês de Setembro com mais lançamentos realizados.

Até 30 de Setembro de 2015, foram realizados 462 lançamentos orbitais bem sucedidos neste mês, o que corresponde a uma média de 8,0 lançamentos e a 9,0% do total de lançamentos bem sucedidos realizados desde 4 de Outubro de 1957. O mês de Janeiro é o mês com menos lançamentos orbitais (301 lançamentos que corresponde a uma média de 5,2 lançamentos e a 5,9% dos lançamentos totais) e o mês de Dezembro é o mês com mais lançamentos orbitais (516 lançamentos que corresponde a uma média de 8,9 lançamentos e a 10,1% dos lançamentos totais).

09-2015 1

09-2015 2

Para Outubro de 2015 estão previstos 8 lançamentos orbitais que serão levados a cabo pela Rússia, EUA e China. Este número poderá ser aumentado com um outro lançamento por parte da China. Destes lançamentos, 3 já foram realizados até esta data.

A 1 de Outubro o foguetão 11A511U Soyuz-U (G15000-146) foi lançado às 1649:40,648UTC a partir da Plataforma de Lançamento PU-5 do Complexo de Lançamento LC1 ‘Gagarinskiy Start’ (17P32-5) do Cosmódromo de Baikonur, para colocar em órbita o veículo de carga Progress M-29M tendo por destino a estação espacial internacional.

Às 1028:00UTC do dia 2 de Outubro, o satélite de comunicações Mexicano, Morelos-3 (Mexsat-2), foi colocado em órbita pelo foguetão Atlas-V/421 (AV-059) a partir do Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral AFS.

No dia 7 de Outubro às 0413:04,760UTC um foguetão CZ-2D Chang Zheng-2D foi lançado desde a Plataforma de Lançamento 603 do Complexo de Lançamento LC43 do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan, tendo colocado em órbita a missão Jilin- composta por quatro satélites de observação da Terra e detecção remota: o JL-1 Jinlin-1 ‘吉林1号’ (CG-1 Changguang-1 ‘长光一号’), o Lingqiao-A (灵巧验证卫星), o Lingqiao-B (灵巧视频卫星) e o LQSat.

A família de lançadores Atlas-V volta ao activo a 8 de Outubro com o lançamento de uma missão militar. A missão NROL-55 será lançada pelo foguetão Atlas-V/401 (AV-058) às 1249:00UTC a partir do Complexo de Lançamento SLC-3E da Base Aérea de Vandenberg, Califórnia. A missão é composta por dois satélites de vigilância oceanográfica Intruder-11A/NOSS-3 7A e Intruder-11B/NOSS-3 7B, e como carga secundária serão colocados em órbita treze satélites CubeSat: SNaP-3 ALICE, SNaP-3 EDDIE, SNaP-3 JIMI, LMRSTSat, AeroCube-5C, AeroCube-7A (OCSD-A), ARC-1, BisonSat (Nwist Q̓ʷiq̓ʷáy), Fox-1A, PropCube-1, PropCube-3, SINOD-D 1 e SINOD-D 3.

O satélite de comunicações Turco, Turksat-4B, será lançado por um foguetão 8K82KM Proton-M/Briz-M às 2040UTC do dia 16 de Outubro. O lançamento terá lugar a partir da Plataforma de Lançamento PU-39 do Complexo de Lançamento LC200 do Cosmódromo de Baikonur.

A China deverá realizar um novo lançamento orbital a 17 de Outubro, colocando em órbita o satélite de comunicações Apstar-9/MySat-1. O lançamento será realizado por um foguetão CZ-3B Chang Zheng-3B/G2 a partir do Complexo de Lançamento LC2 do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang, província de Sichuan.

A 29 de Outubro dar-se-á o lançamento inaugural do foguetão SPARK/Super Strypi-2. O lançamento será realizado a partir do Complexo de Lançamento PMRF-41 do Kauai Test Facility (KTF). A bordo estarão vários pequenos satélites, mas a carga principal é constituída pelo satélite HiakaSat-1/HawaiiSat-1. Os restantes satélites a bordo são o STACEM, oito satélites EDSN, o Argus (SLU-02), Printsat e o Supernova-Beta. Todos estes são satélites baseados no modelo CubeSat.

Um novo satélite de navegação Norte-americano será lançado às 1617:00UTC do dia 30 de Outubro. O satélite GPS-IIF-11 (SV-12) ‘Navstar-73’ será colocado em órbita pelo foguetão Atlas-V/401 (AV-060) a partir do Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral AFS.

O mês de Outubro poderá ainda assistir a um outro lançamento por parte da China. Este lançamento deverá ter lugar a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan. Nâo se sabe qual o lançador que será utilizado nem qual o satélite a ser colocado em órbita. Este poderá ser um novo satélite militar da série Yaogan Weixing ou um satélite de detecção remota da série Gaofen. Existe também a possibilidade de finalmente assistirmos ao lançamento do satélite ZY-3 Ziyuan-3 (2).

Deixe um comentário