Lançamentos orbitais em Outubro de 2014



Change5T1

O mês de Setembro de 2014 termina com um total de 9 lançamentos orbitais, tendo-se colocado em órbita 13 satélites. Todas as tentativas de lançamentos orbitais foram bem sucedidas.

Até 30 de Setembro de 2014, foram realizados 450 lançamentos orbitais bem sucedidos neste mês, o que corresponde a uma média de 7,9 lançamentos e a 8,9% do total de lançamentos bem sucedidos realizados desde 4 de Outubro de 1957 (o mês de Janeiro é o mês com menos lançamentos orbitais, 298 (5,9% com uma média de 5,2 lançamentos), e o mês de Dezembro é o mês com mais lançamentos orbitais, 501 (9,9% com uma média de 8,8 lançamentos).

Para Outubro de 2014 estão previstos 12 lançamentos orbitais que terão origem desde os EUA, China, Rússia, Japão, Índia e América do Sul.

O primeiro lançamento orbital em Outubro deverá ter lugar às 0516UTC do dia 7 com o foguetão H-2A/202 (F-25) a ser lançado desde a Plataforma de Lançamento LP-1 do Complexo de Lançamento Yoshinubo do Centro Espacial de Tanegashima, e a transportar o satélite Himawari-8. O Himawari-8 (MTSAT-8) é um satélite meteorológico japonês da próxima geração que irá operar na órbita geossíncrona.

A 8 de Outubro o foguetão 15A18 Dnepr-1 (1109) deverá ser lançado desde o Complexo de Lançamento LC370/13 da Base de Dombarobskiy (Yasniy) transportando cinco satélites: ASNARO-1 (Ssaske), para demonstração tecnológica e observação da Terra; Hodoyoshi-1, um micro-satélite experimental para observação da Terra; ChubuSat-1 (Kinshachi-1), para um micro-satélite para a observação de detritos espaciais; TSUBAME, para a medição da polarização dos fotões de raios-X provenientes de emissões de raios-gama utilizando a anisotropia de ângulo azimutal de fotões dispersos e para a demonstração de novas tecnologias; e o QSAT-EOS (TSUKUSHI), um micro-satélite experimental para observação da Terra.

O satélite indiano IRNSS-R1C deverá ser lançado a 14 de Outubro pelo foguetão PSLV-C26 a partir do Complexo de Lançamento FLP do Centro Espacial de Satish Dawan, Ilha de Sriharikota. O IRNSS-1C é o terceiro satélite da rede regional indiana de navegação por satélite.

A Arianespace deverá levar a cabo mais um lançamento comercial às 2100:00UTC do dia 16 de Outubro. Um foguetão Ariane-5ECA será lançado na missão VA220 a partir do Complexo de Lançamento ELA3 do CSG Kourou, Guiana Francesa, transportando dois satélites de comunicações: o ISDLA-1 (Intelsat 30), que será operado pela Intelsat para serviços de televisão directa para a América Latina, e o ARSAT-1, um satélite de comunicações argentino qye fornecerá serviços para a Argentina, Chile, Uruguai, Paraguai e Bolívia.

O último satélite da série SJ-11 Shijian-11, o Shijian 11-08, deverá ser colocado em órbita a 20 de Outubro. O lançamento será levado a cabo por um foguetão CZ-2C Chang Zheng-2C a partir da Plataforma de Lançamento 603 do Complexo de Lançamento LC43 do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan. Não se sabendo a função destes satélites, a sua natureza é militar e deverão estar equipados com sensores infravermelhos que poderão constituir uma frota de veículos de detecção antecipada de lançamento de mísseis balísticos.

O dia 21 de Outubro deverá assistir a dois lançamentos orbitais. Pelas 0129UTC, o foguetão Antares-130 irá colocar em órbita uma nova missão logística para a estação espacial internacional. O veículo de carga da Orbital SC Cygnus Orb-3 (CRS3), será lançado desde a Plataforma de Lançamento LP-0A do MARS Wallops Island. A bordo do Cygnus Orb-3 serão transportados 25 pequenos CubeSat-3U Flock-1d, para observação da Terra,  juntamente com o pequeno Arkyd-3 para demonstração tecnológica dos sistemas dos satélites Arkyd-100.

Um novo lançamento de um foguetão Proton-M/Briz-M deverá ter lugar a 21 de Outubro pelas 1439:00UTC. O foguetão 8K82KM Proton-M/Briz-M (93548/99550) deverá ser lançado desde a Plataforma de Lançamento PU-24 do Complexo de Lançamento LC81 do Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão, transportando o satélite de comunicações Express-AM6.

Um novo satélite de comunicações militar Meridian deverá ser colocado em órbita a 22 de Outubro. O Meridian-17L será lançado pelo foguetão 14A14-1A Soyuz-2-1a/Fregat-M (174/1026) a partir do Complexo de Lançamento LC43/4 do Cosmódromo GIK-1 Plesetsk.

A China irá testar o procedimento de reentrada a partir de uma trajectória lunar ao lançar o veículo Chang’e 5-T1. O lançamento terá lugar a 24 de Outubro utilizando um foguetão CZ-3C/G2 Chang Zheng-3C/G2 que será lançado a partir do Complexo de Lançamento LC2 do Centro de Lançamento de satélites de Xichang. Composto por um veículo baseado na sonda Chang’e-2 utilizando uma cápsula de regresso semelhante ao veículo que será utilizado na missão Chang’e-5, a cápsula transporta experiências que irão expor bactérias e plantas ao ambiente de radiação para lá da órbita terrestre baixa. O regresso à Terra deverá ter lugar a 2 de Novembro de 2014. No último estágio do foguetão lançador estará a missão 4M (Manfred Memorial Moon Mission) que é uma missão de oportunidade de baixo custo e que irá transmitir sinais de rádio para ser detectados pelos rádio-amadores.

Um novo veículo de carga russo será lançado para a ISS às 0709:48UTC do dia 29 de Outubro. O Progress M-25M será colocado em órbita pelo foguetão 14A14-1A Soyuz-2.1A (021) a partir da Plataforma de Lançamento PU-6 do Complexo de Lançamento LC31 (17P32-6) do Cosmódromo de Baikonur. Esta será a primeita utilização de um foguetão 14A14-1A Soyuz-2.1A para colocar em órbita um veículo de carga Progress M-M.

Pelas 1721:00UTC do dia 29 de Outubro a United Launch Alliance irá levar a cabo o lançamento de um novo satélite de navegação para a Força Aérea dos Estados Unidos. O lançamento do GPS-IIF SV-8 será levado a cabo por um foguetão Atlas-V/401 a partir do Complexo de Lançamento SLC-41 do cabo Canaveral AFS.

Em Outubro está ainda previsto o lançamento do satélite chinês YG-22 Yaogan Weixing-22. O lançamento deverá sr levado a cabo por um foguetão CZ-4C Chang Zheng-4C a partir do Complexo de Lançamento LC9 do Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan. Juntamente com o YG-22 deverão ser lançados os pequenos satélites LL-1 Luliang-1 e LL-2 Luliang-2.

Imagem: CASC/Spacechina.com

Deixe um comentário