Lançamentos orbitais em Novembro de 2017



O mês de Outubro de 2017 termina com um total de 9 lançamentos orbitais, todos bem sucedidos, tendo sido colocados em órbita 28 satélites.

Até 31 de Outubro 2017, foram realizados 494 lançamentos orbitais neste mês, o que corresponde a uma média de 8,2 lançamentos e a 9,3% do total de lançamentos bem sucedidos realizados desde 4 de Outubro de 1957 (o mês de Janeiro é o mês com menos lançamentos orbitais com 312 lançamentos que corresponde a 5,9% do total e uma média de 5,2) e o mês de Dezembro é o mês com mais lançamentos orbitais (com 541 lançamentos que corresponde a uma média de 9,0 lançamentos e a 10,2% dos lançamentos realizados.

O número de lançamentos orbitais bem sucedidos levados a cabo em 2017 (68) corresponde a 1,28% do total de lançamentos orbitais realizados desde 4 de Outubro de 1957.

Para Novembro de 2017 estão previstos 8 lançamentos orbitais, originando da China, Arianespace, dos Estados Unidos e da Rússia.

A China vai levar a cabo o lançamento de dois novos satélites de navegação a 5 de Novembro de 2017. O lançamento está previsto para ter lugar por volta das 1140UTC e será levado a cabo por um foguetão CZ-3B Chang Zheng-3B/YZ-1 a partir do Complexo de Lançamento LC3 do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang, província de Sichuan.

Os satélites a bordo serão o Beidou-3M1 (Beidou-24) e o Beidou-3M2 (Beidou-25) que serão colocados em órbitas a uma altitude entre os 21.400 e os 21.500 km com uma inclinação de 55,5º. Os satélites são baseados em novas plataformas equipadas com antenas de fases para os sinais de navegação e o retrorreflector laser. Cada satélite terá uma massa de 1.014 kg no lançamento e as suas dimensões são de 2,25 x 1,0 x 1,22 metros.

Este será o primeiro lançamento de um foguetão CZ-3B Chang Zheng-3B desde o lançamento realizado em Junho de 2017 e que colocou o satélite de comunicações ZX-9A Zongxing-9A numa órbita mais baixa do que previsto.

A 8 de Novembro um foguetão Vega da Arianespace será lançado na missão VV11 transportando a bordo do satélite Mohammed VI-A (MN35-A Morocco EO Sat 1). O lançamento está previsto para ter lugar às 0142:30UTC e será levado a cabo a partir do Complexo de Lançamento ZLV do CSG Kourou, Guiana Francesa.

O satélite foi construído pela Astrium Satellites e pela Thales Alenia Space, e é um satélite de observação da Terra a alta-resolução. É baseado na plataforma AstroSat-1000 e a sua massa no lançamento é de 1.110 kg.

O foguetão Delta-2 7920-10C (D378) será lançado às 0947:03UTC do dia 10 de Novembro a partir do Complexo de Lançamento SLC-2W da Base Aérea de Vandenberg, Califórnia, transportando o satélite meteorológico JPSS-1 (NOAA-20). O satélite foi desenvolvido pela Ball Aerospace e é baseado na plataforma BCP-2000, tendo uma massa de 2.540 kg no lançamento.

Juntamente com o JPSS-1 serão lançados os satélites Buccaneer RMM, EagleSat, Fox-1B (RadFxSat), MakerSat-0 e MiRaTA. O Buccaneer RMM é um satélite baseado na plataforma CubEsat-3U que irá mitigar os problemas relacionados com a abertura de uma antena UHF. O Os resultados serão aplicados no satélite Buccaneer baseado na plataforma CUbeSat-3U com o objectivo de calibrar a rede de radar Jindalee Over-the-Horizon Radar Network (JORN). A sua massa é de 4 kg.

O satélite Norte-americano, Eaglesat, é um satélite CubeSat-1U com propósitos educacionais desenvolvido pela Universidade Aeronáutica de Embry-Riddle. A sua massa é de 1 kg.

O satélite MiRaTA (Microwave Radiometer Technology Acceleration) é um CubeSat-3U com uma massa de 5,5 kg desenvolvido pela Laboratório Lincoln do Instituto de Tecnologia do Massachusetts. O satélite irá levar a cabo tarefas de demonstração tecnológica e de observação da Terra.

O Fox-1B (RadFxSat), com uma massa de 1 kg, é um CubeSat-1U que será utilizado para demonstração tecnológica e para comunicações de radio amador.

O pequeno Makersat-0 é um CubeSat-1U com uma massa de 1 kg desenvolvido pela Northwest Nazarene University e que será utilizado para demonstração tecnológica.

Uma nova missão logística para a ISS será lançada a 11 de Novembro pela Orbital ATK. O veículo de carga Cygnus OA-8 (na missão CRS-8) será lançado por um foguetão Antares-230 a partir do Complexo de Lançamento LP-0A do MARS Wallops Island, pelas 1237UTC. A bordo do Cygnus OA-8 serão transportados mantimentos e experiências tecnológicas, além dos satélites EcAMSatISARACHEFSatAsgardia-1OCSD B (AeroCube 7B)OCSD C (AeroCube 7C), PropCube 2 (Fauna) e vários satélites Lemur-2z.

Um novo satélite meteorológico para a China será colocado em órbita a 15 de Novembro. O satélite FY-3D Fengyun-3D será lançado pelo foguetão CZ-4C Chang Zheng-4C (Y21) a partir do Complexo de Lançamento LC9 do Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan. O FY-3D é o quarto satélite da segunda geração de satélites meteorológicos polares, tendo sido desenvolvido pelo SAST. No lançamento a sua massa é de cerca de 2.200 kg. Juntamente com o FY-3D deverá ser lançado o pequeno satélite HEAD-1 que transporta um sistema AIS (Automatic Identification System).

Uma missão militar secreta será lançada pela SpaceX a 16 de Novembro utilizando o foguetão Falcon-9 (B1043) a partir do Complexo de lançamento LC-39A do Centro Espacial Kennedy. A missão é designada Mission 1390 (ou ZUMA) e foi desenvolvida pela Northrop Grumman. Não se sabe que tipo de carga estará a bordo.

A 21 de Novembro um foguetão CZ-6 Chang Zheng-6 será lançado desde o Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan, transportando os satélites Jilin 1-04 (Lingqiao 1-04), Jilin 1-05 (Lingqiao 1-05) e Jilin 1-06 (Lingqiao 1-06). Estes são satélites comerciais de detecção remota com observação através de vídeo em alta definição.

O foguetão Soyuz-2-1B/Fregat (N15000-001/122-04) será lançado desde o Complexo de Lançamento LC-1S do Cosmódromo de Vostochniy a 28 de Novembro transportando o satélite meteorológico Meteor-M No. 2-1. Juntamente serão colocados em órbita os satélites Baumanets-2, SEAM, AISSat-3, LEO Vantage-1, D-Star OneIdea OSG-1 (ASTROSCALE)Corvus-BC 1 (Landmapper-BC 1)Corvus-BC 2 (Landmapper-BC 2) e vários satélites Lemur-2.

Deixe um comentário