Lançamentos orbitais em Março de 2017



O mês de Fevereiro de 2017 terminou com um total de 4 lançamentos orbitais, tendo sido colocados em órbita 111 satélites.

Até 28 de Fevereiro de 2017, foram realizados 393 lançamentos orbitais bem sucedidos neste mês, o que corresponde a uma média de 6,6 lançamentos e a 7,5% do total de lançamentos bem sucedidos realizados desde 4 de Outubro de 1957 (o mês de Janeiro é o mês com menos lançamentos orbitais com 312 lançamentos que corresponde a 5,9% do total) e o mês de Dezembro é o mês com mais lançamentos orbitais (com 541 lançamentos que corresponde a uma média de 9,0 lançamentos e a 10,3% dos lançamentos realizados.

O número de lançamentos orbitais bem sucedidos levados a cabo em 2017 (10) corresponde a 0,19% do total de lançamentos orbitais realizados desde 4 de Outubro de 1957.

Para Março de 2017 estão previstos 9 lançamentos orbitais, podendo este número chegar aos 12 lançamentos. Três destes lançamentos já foram realizados.

A 1 de Março, pelas 1749UTC, o foguetão Atlas-V/401 (AV-068) colocou em órbita dois satélites de vigilância oceánica. O lançamento da missão NROL-79 foi levado a cabo a partir do Complexo de Lançamento SLC-3E da Base Aérea de Vandenberg.

O lançamento do satélite Tiankun-1 teve lugar às 2353UTC do dia 2 de Março de 2017 e foi levado a cabo pelo foguetão Kaituo-2 a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan. Este é o primeiro satélite desenvolvido pela Corporação Industrial e de Ciência Aeroespacial da China e tem como objectivo testar a performance do modelo agora utilizado para futuras aplicações noutros satélites.

A Arianespace levou a cabo um novo lançamento com o foguetão Vega às 0149:24UTC do dia 7 de Março de 2017 para colocar em órbita o satélite ambiental Sentinel-2B. O lançamento teve lugar a partir do Complexo de Lançamento ZLV do CSG Kourou, Guiana Francesa.

A SpaceX irá levar a cabo o seu segundo lançamento desde o Centro Espacial Kennedy a 12 de Março, pelas 0534UTC. O foguetão Falcon-9 (032) será lançado desde o Complexo de Lançamento LC-39A para colocar em órbita o satélite de comunicações EchoStar-23. O EchoStar-23  foi construído pela Space Systems/Loral (SS/L) e é baseado na plataforma SSL-1300. Está equipado com repetidores de banda-Ku. No lançamento a sua massa é de cerca de 5.500 kg.

Um foguetão Delta-IV+(5,4) irá colocar em órbita o satélite de comunicações militar WGS-9 às 2345UTC do dia 14 de Março. O lançamento terá lugar a partir do Complexo de Lançamento SLC-37B do Cabo Canaveral AFS.

O Japão irá colocar em órbita o satélite militar IGS Radar-5 a 16 de Março, com o lançamento previsto para as 0100UTC. O lançamento será levado a cabo por um foguetão H-2A na missão F33 a partir da Plataforma de Lançamento LP1 do Complexo de Lançamento Yoshinubo do Centro Espacial de Tanegashima.

Uma nova missão logística para a estação espacial internacional será lançada às 0256UTC do dia 20 de Março. O veículo de carga Cygnus OA-7 da Orbital ATK será lançado na para a missão logística CRS-7 pelo foguetão Atlas-V/401 (AV-070) da United Launch Alliance. O lançamento será feito a partir do Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral AFS. A bordo do Cygnus OA-7 serão transportados 38 pequenos satélites para além da carga para a tripulação permanente da estação espacial internacional.

A Arianespace irá realizar uma nova missão comercial a 21 de Março. Um foguetão Ariane-5ECA será lançado na missão VA236 às 2031:07UTC a partir do Complexo de Lançamento ELA3 do CSG Kourou, Guiana Francesa. A bordo estarão os satélites SGDC-1 e Koreasat-7 (Mugungwa-7). O SGCD-1 foi construído pela Thales Alenia Space tendo por base a plataforma Spacebus-4000C4. O Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas tem uma massa de 5.800 kg e será operado pela Telebras, transportando a bordo 50 repetidores de banda-Ka e 7 repetidores de banda-X. Também construído pela Thales Alenia Space, o Koreasat-7 é baseado na plataforma Spacebus-4000B2 e tem uma massa de cerca de 3.500 kg. Sendo operado pela KT Sat, este satélite de comunicações está equipado com repetidores de banda Ka e Ku.

A 31 de Março a Organização de Investigação Espacial da Índia irá levar a cabo o lançamento do satélite de comunicações GSAT-9, também designado South Asia Sat. O lançamento será levado a cabo pelo foguetão GSLV Mk II F09 a partir da Plataforma de Lançamento SLP.

Em Março poderão ainda ser realizados dois outros lançamentos orbitais. A SpaceX deverá realizar a primeira missão reutilizando um primeiro estágio de um foguetão Falcon-9. Lançada a partir do Complexo de Lançamento LC-39A do Centro Espacial Kennedy, esta missão deverá colocar em órbita o satélite de comunicações SES-10. baseado na plataforma Eurostar-3000, o satélite foi construído pela Airbus Defence and Space e está equipado com 50 repetidores de banda-Ku de alta potência. No lançamento a sua massa é de 5.300 kg.

Um satélite de navegação para a rede de navegação GLONASS poderá ser colocado em órbita a partir do Cosmódromo GIK-1 Plesetsk. O lançamento será levado a cabo por um foguetão 14A14-1B Soyuz-2-1B/Fregat-M a partir da Plataforma de Lançamento LC43/4.

Deixe um comentário