Lançamentos orbitais em Maio de 2017



O mês de Abril de 2017 terminou com um total de 4 lançamentos orbitais todos bem sucedidos, tendo sido colocados em órbita 38 satélites.

Até 30 de Abril 2017, foram realizados 471 lançamentos orbitais bem sucedidos neste mês, o que corresponde a uma média de 7,9 lançamentos e a 8,9% do total de lançamentos bem sucedidos realizados desde 4 de Outubro de 1957 (o mês de Janeiro é o mês com menos lançamentos orbitais com 312 lançamentos que corresponde a 5,9% do total e uma média de 5,2) e o mês de Dezembro é o mês com mais lançamentos orbitais (com 541 lançamentos que corresponde a uma média de 9,0 lançamentos e a 10,3% dos lançamentos realizados.

O número de lançamentos orbitais bem sucedidos levados a cabo em 2017 (21) corresponde a 0,40% do total de lançamentos orbitais realizados desde 4 de Outubro de 1957.

Para Maio de 2017 estão previstos 10 lançamentos orbitais.

Adiado devido a um problema técnico a 30 de Abril, a SpaceX levou a cabo a sua primeira missão para o National Reconnaissance Office a 1 de Maio com o lançamento da missão NROL-76. O lançamento teve lugar às 1115UTC e foi levado a cabo pelo foguetão Falcon-9-034 a partir do Complexo de Lançamento LC-39A do Centro Espacial Kennedy. Não se sabem as características do satélite a bordo.

Adiada desde Março devido a uma longa greve no CSG Kourou, a Arianespace realizar uma nova missão comercial a 4 de Maio, às 2150UTC. Um foguetão Ariane-5ECA foi lançado na missão VA236 a partir do Complexo de Lançamento ELA3 do CSG Kourou, Guiana Francesa. A bordo estavam os satélites SGDC-1 e Koreasat-7 (Mugungwa-7). O SGCD-1 foi construído pela Thales Alenia Space tendo por base a plataforma Spacebus-4000C4. O Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas tem uma massa de 5.800 kg e será operado pela Telebras, transportando a bordo 50 repetidores de banda-Ka e 7 repetidores de banda-X. Também construído pela Thales Alenia Space, o Koreasat-7 é baseado na plataforma Spacebus-4000B2 e tem uma massa de cerca de 3.500 kg. Sendo operado pela KT Sat, este satélite de comunicações está equipado com repetidores de banda Ka e Ku.

No dia 5 de Maio, a Organização de Investigação Espacial Indiana levou a cabo o lançamento do satélite de comunicações  GSAT-9 (também designado South Asia Sat). O lançamento foi realizado pelo foguetão GSLV Mk II F09 a partir da Plataforma de Lançamento SLP do Centro Espacial Satish Dawan SHAR, Ilha de Sriharikota, às 1127UTC. O GSAT-9 é baseado na plataforma I-2K e transporta 12 repetidores de banda-Ku e 2 faróis de sinalização. A sua massa no lançamento é de 2.195 kg e o seu tempo de vida na órbita geossíncrona a 48º de longitude Este será de 12 anos. 

Recentemente foi anunciado que a China poderá levar a cabo o lançamento de um novo satélite de navegação Beidou-3 a 13 de Maio. A ter lugar, este lançamento será levado a cabo a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang por um foguetão CZ-3B Chang Zheng-3B/G2 ou por um foguetão CZ-3C Chang Zheng-3C. Não se sabe que tipo de satélite de navegação poderá ser colocado em órbita.

Uma nova missão comercial da SpaceX deverá ter lugar a 15 de Maio com o lançamento do satélite de comunicações Inmarsat-5 F4. O lançamento está previsto para as 2320UTC e será levado a cabo por um foguetão Falcon-9 a partir do Complexo de Lançamento LC-39A do Centro Espacial Kennedy. O Inmarsat-5 F4 é baseado na plataforma BSS-702HP e foi construído pela Boeing Satellite Systems. A bordo transporta 89 repetidores de banda-Ka. O seu tempo de vida útil será de 15 anos e a sua massa no lançamento é de 6.070 kg.

Também adiado devido à greve que decorreu no CSG Kourou, o satélite SES-15 deverá ser lançado desde Sinnamary na missão VS17 por um foguetão 372RN21A Soyuz-STA/Fregat-M a partir do Complexo de lançamento ELS. O lançamento está previsto para 18 de Maio. O SES-15 foi construído pela Boeing Satellite Systems e é baseado na plataforma BSS-702SP. A bordo transporta repetidores de banda Ka e Ku, bem como uma carga WAAS. No lançamento terá uma massa de 2.300 kg. O satélite irá fornecer serviços à América do Norte e está equipado com um sistema de propulsão eléctrica para as suas manobras orbitais.

O Cosmódromo GIK-1 Plesetsk verá o seu primeiro lançamento orbital de 2017 a 25 de Maio com um foguetão 14A14-1B Soyuz-2.1B/Fregat-M a colocar em órbita o segundo satélite militar EKS ‘Tundra’. O lançamento será levado a cabo a partir do Complexo de Lançamento LC43/4.

A 29 de Maio poderemos assistir ao regresso ao activo dos foguetões Proton-M com a colocação em órbita do satélite de comunicações EchoStar-XXI. O lançamento será levado a cabo pelo foguetão 8K82KM Proton-M/Briz-M (93702/99571) a partir da Plataforma de Lançamento PU-24 do Complexo de Lançamento LC81 do Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão. O EchoStar-XX foi construído pela Space Systems/Loral (SS/L) e é baseado na plataforma SSL-1300S, tendo uma massa de cerca de 6.900 kg. Operado pela Dish Network Corporation (EchoStar), o satélite transporte uma série de repetidores de banda-S. O seu tempo de vida útil é de 15 anos.

Uma nova missão logística da SpaceX para a ISS está prevista para 31 de Maio com um foguetão Falcon-9 a colocar em órbita a cápsula Dragon SpX-11 na missão CRS-11. O lançamento será levado a cabo a partir do Complexo de Lançamento LC-39A do Centro Espacial Kennedy.

Uma nova missão Indiana com o foguetão PSLV poderá ainda ter lugar em Maio. O PSLV-C38 será lançado a partir da Plataforma de Lançamento FLP do Centro Espacial Satish Dawan SHAR, Ilha de Sriharikota, transportando o satélite CartoSat-2E. O CartoSat-2E é um satélite avançado de detecção remota que transporta uma única câmara pancromática capaz de fornecer imagens de zonas específicas para aplicações cartográficas. O satélite é baseado na plataforma IRS-2 desenvolvida pelo ISRO.

Juntamente com o CartoSat-2E serão lançados 14 pequenos satélites: Blue Diamond; Red Diamond; Green Diamond; Venta-1; Max Valier; COMPASS 2 (DragSail-Cubesat, QB50 DE04); InflateSail (QB50 GB06); LituanicaSAT-2 (QB50 LT01); URSA MAIOR (QB50 IT02); NUDTSat (QB50 CN06); Pegasus (QB50 AT03); UCLSat (QB50 GB03); VZLUsat-1 (QB50 CZ02) e Aalto-1. A informação sobre os pequenos satélites a bordo foi obtida a partir do portal Gunter’s Space Page.

Deixe um comentário