Lançamentos orbitais em Junho de 2013



Soyuz

Chegamos ao final do mês de Maio de 2013 com 6 lançamentos orbitais realizados, um valor muito inferior ao registado em 2012 com 11 lançamento e abaixo da média do mês de Maio que é de 7,3. O mês de Maio representa 8,2% por lançamentos orbitais bem sucedidos realizados desde 1957 com um total de 404 lançamentos.

Para o mês de Junho estão previstos 10 lançamentos orbitais originando de diferentes países e organizações, nomeadamente da Rússia, Irão, EUA, Índia, China e Arianespace.

Os mais recentes rumores apontam para que o Irão sejam o primeiro país a levar a cabo uma tentativa de lançamento orbital já no dia 2 de Junho. Não se sabendo qual o satélite nem mesmo qual o foguetão que será utilizado, aponta-se no entanto para que um foguetão Safir-1B possa transportar o satélite SharifSat desde a base de Semnan. O Sharifsat é um pequeno satélite desenvolvido pela Universidade de Tecnologia de Sharif.

O primeiro lançamento da Rússia em Junho deverá ter lugar às 0918:31UTC do dia 3 com o foguetão 8K82KM Proton-M/Briz-M (93540/99541) a colocar em órbita o satélite de comunicações SES-6. O lançamento será realizado a partir da Plataforma de Lançamento PU-39 do Complexo de Lançamento LC200 do Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão. Sendo baseado na plataforma Eurostar-3000 e com uma massa de 6.000 kg no lançamento, o SES-6 irá proporcionar serviços móveis marítimos e serviços aeronáuticos na América do Norte, Golfo do México, Atlântico Norte e Europa.

Um novo veículo de carga europeu para a ISS, o ATV-4 ‘Albert Einstein’, será lançado às 2152:13UTC do dia 5 de Junho pelo foguetão Ariane-5ES (VA213) a partir do Complexo de Lançamento ELA3 do CSG Kourou, Guiana Francesa. A acoplagem com o módulo Zvezda da ISS deverá ter lugar a 15 de Junho.

O Cosmódromo GIK-1 Plesetsk irá levar de novo a cabo um lançamento militar a 8 de Junho com o foguetão 14A14-B Soyuz-2-1B (215) a colocar em órbita um satélite 14F137 Persona. O lançamento será levado a cabo desde o Complexo LC43/4. Os satélites Persona são satélites de reconhecimento militar.

Uma nova missão espacial tripulada da China deverá ser lançada a 9 de Junho. A SZ-10 Shenzhou-10 será colocada em órbita pelo foguetão CZ-2F/G Chang Zheng-2F/G (Y10) a partir do Complexo de Lançamento LC43/621 do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan. A missão da Shenzhou-10 terá uma duração de 15 dias durante a qual serão realizadas várias experiências científicas. Os tripulantes irão também aperfeiçoar as técnicas de aproximação e acoplagem com a realização de uma segunda acoplagem com o TG-1 Tiangong-1 possivelmente no final da missão. Estas manobras serão realizadas tanto em modo automático como em modo manual. O regresso à Terra deverá ter lugar a 22 de Junho.

Um foguetão 372РН21Б Soyuz-STB/Fregat-MT (Е15000-003/1041/VS05) será lançado desde o CSG Kourou (Sinnamary) a 24 de Junho ás 1853:51UTC transportando os quatro primeiro satélites O3b. Estes satélites fazem parte de uma nova constelação de satélites desenhados para fornecer serviços de comunicações e dados a partir de localizações remotas.

O primeiro satélite de recursos terrestres Resurs-P, será lançado desde Baikonur às 1728:48UTC do dia 25 de Junho. O lançamento será levado a cabo pelo foguetão 14A14-1B Soyuz-2-1B (И15000-013) a partir da Plataforma de Lançamento PU-6 (17P32-6) do Complexo de Lançamento LC31. O satélite está equipado com equipamento opto-electrónico que lhe proporciona uma melhor resolução de imagem.

O Cosmódromo de Baikonur será palco do lançamento do satélite Kondor por um foguetão Strela a partir do Complexo de Lançamento LC175/59. Eete lançamento deverá ter lugar a 27 de Junho. Em desenvolvimento desde 1993, o satélite Kondor é um satélite de observação da Terra através de radar.

O único lançamento norte-americano em Junho deverá ter lugar a 27 de Junho com a colocação em órbita do satélite IRIS (SMEX-12). O lançamento será levado a cabo a partir da Base Aérea de Vandenberg por um foguetão Pegasus-XL transportado por um avião L-1101 Stargazer. O observatório IRIS irá utilizar um telescópio solar e um espectrógrafo para explorar as cromosferas solares. O lançamento está previsto para as 0227:34UTC.

Ainda sem data definida, mas apontada para o final do mês de Junho, a Índia irá colocar em órbita o primeiro satélite do seu sistema regional de geoposicionamento e navegação. O satélite IRNSS-1A será colocado em órbita pelo foguetão PSLV-C22 a partir do Centro Espacial Satish Dawan, SHAR, localizado na Ilha de Sriharikota.

Deixe um comentário