Lançamentos orbitais em Fevereiro de 2016



NROL-45 Delta IV VAFB. Prior to rollback

O mês de Janeiro de 2016 terminou com um total de 5 lançamentos orbitais, todos bem sucedidos, tendo-se colocado em órbita 5 satélites.

Até 31 de Janeiro de 2016, foram realizados 306 lançamentos orbitais bem sucedidos neste mês, o que corresponde a uma média de 5,3 lançamentos e a 5,9% do total de lançamentos bem sucedidos realizados desde 4 de Outubro de 1957 (o mês de Janeiro é o mês com menos lançamentos orbitais) e o mês de Dezembro é o mês com mais lançamentos orbitais (530 lançamentos que corresponde a uma média de 9,1 lançamentos e a 10,3% do total de lançamentos realizados). 

01-2016 1

01-2016 2

O número de lançamentos orbitais bem sucedidos levados a cabo este ano (5) corresponde a 0,10% do total de lançamentos orbitais realizados desde 4 de Outubro de 1957.

Para Fevereiro de 2016 estão previstos 8 lançamentos orbitais, dos quais 4 já foram realizados a esta data.

A 1 de Fevereiro um foguetão CZ-3C Chang Zheng-3C/YZ-1 colocou em órbita o satélite de navegação Beidou-21 (Beidou-M3S) a partir do Complexo de Lançamento LC2 do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang, com o lançamento a ter lugar às 0729:04UTC. A 5 de Fevereiro um foguetão Atlas-V/401 (AV-057) colocou em órbita o satélite de navegação Navstar-76 (USA-266 GPS IIF-12 (SV-9)) a partir do Complexo de Lançamento SLC-41 do Cabo Canaveral AFS, com o lançamento a ter lugar às 1338UTC. Às 0021:07,141UTC do dia 7 de Fevereiro, o foguetão 14A14-1B Soyuz-2-1B/Fregat-M (G15000-030/12-03) foi lançado a partir do Complexo de Lançamento LC43/4 e colocou em órbita o satélite de navegação Cosmos-2514 (Uragan-M 14F113 № 79484251/51L). Finalmante, às 0030UTC do dia 7 de Fevereiro a Coreia do Norte colocava em órbita o satélite de observação da Terra, Kwangmyongsong-4, lançado a partir da Estação de Lançamento de Satélites de Sohae utilizando um foguetão Kwangmyongsong (Unha-3).

O quarto de uma série de satélites de observação por radar desenvolvido no âmbito do programa FIA (Future Imagery Architecture) do NRO (National Reconaissance Office) será colocado em órbita a 10 de Fevereiro de 2016 a partir da Base Aérea de Vandenberg. O lançamento da missão NROL-45 terá lugar às 1139UTC e será levado a cabo pelo foguetão Delta-IV-M+(5,2) (D342) a partir do Complexo de Lançamento SLC-6.

A 12 de Fevereiro o Japão deverá colocar em órbita o observatório ASTRO-H (NeXT). O lançamento está previsto para as 0845UTC e será levado a cabo pelo foguetão H-2A/202 (F30) a partir da Plataforma de Lançamento LP1 do Complexo de Lançamento Yoshinubo do Centro Espacial de Tanegashima. O ASTRO-H é um observatório de raios-x da agência espacial japonesa, JAXA, que terá a participação da agência espacial norte-americana, NASA. Juntamente com o ASTRO-H serão lançados mais 3 satélites, entre os quais o Horyu-4 (que irá testar um sistema de painéis solares de alta-voltagem e observar os efeitos no satélite), o Chubusat-2 (que irá observar a radiação solar e terrestre com um detector de radiação, obter imagens da Terra e detritos orbitais utilizando um sistema de infravermelhos) e o Chubusat-3 (que irá recolher sinais AIS a partir de embarcações no mar utilizando um receptor AIS, obter imagens da Terra e detritos orbitais utilizando um sistema de infravermelhos).

O satélite europeu Sentinel-3A será lançado às 1757UTC do dia 16 de Fevereiro por um foguetão Rokot/Briz-KM a partir do Complexo de Lançamento LC133/3 do Cosmódromo GIK-1 Plesetsk. O Sentinel-3A é o primeiro de monitorização oceanográfica e da vegetação no solo, como parte do programa GMES.

Um foguetão Falcon-9 Upgrade será lançado às 2346UTC do dia 24 de Fevereiro para colocar em órbita o satélite de comunicações SES-9. O lançamento será levado a cabo a partir do Complexo de Lançamento SLC-40 do Cabo Canaveral AFS.

Deixe um comentário