Lançamentos orbitais em Agosto de 2016



Falcon-9_JCSat-16 1

O mês de Julho de 2016 terminou com um total de 4 lançamentos orbitais, todos bem sucedidos, tendo-se colocado em órbita 5 satélites.

Até 31 de Junho de 2016, foram realizados 429 lançamentos orbitais bem sucedidos neste mês, o que corresponde a uma média de 7,4 lançamentos e a 8,2% do total de lançamentos bem sucedidos realizados desde 4 de Outubro de 1957 (o mês de Janeiro é o mês com menos lançamentos orbitais com 306 lançamento que corresponde a uma média de 5,3 lançamentos e a 5,9% dos lançamentos realizados) e o mês de Dezembro é o mês com mais lançamentos orbitais (530 lançamentos que corresponde a uma média de 9,1 lançamentos e a 10,2% do total de lançamentos realizados).

07-2016 1

07-2016 2

O número de lançamentos orbitais bem sucedidos levados a cabo este ano (47) corresponde a 0,90% do total de lançamentos orbitais realizados desde 4 de Outubro de 1957.

Para Agosto de 2016 estão previstos 5 lançamentos orbitais, mas este número pode atingir os 8 lançamentos.

O primeiro lançamento de Agosto de 2016 deverá ocorrer no dia 14, pelas 05:26UTC com o foguetão Falcon-9 (028) a ser lançado desde o Complexo de Lançamento SLC-40 do Cabo Canaveral AFS para colocar em órbita o satélite de comunicações JCSat-16. O JCSat-16 foi construído pela Space Systems/Loral para a JSAT Corporation e é baseado na plataforma SSL-1300, estando equipado com 26 repetidores de banda-C e 18 repetidores de banda-Ku. O seu tempo de vida útil será de 15 anos.

No dia 19 de Agosto será lançado o foguetão Delta-IV-M+(4,2) (D375) a partir do Complexo de Lançamento SLC-37B do Cabo Canaveral AFS, transportando a bordo os satélites GSSAP-3 e GSSAP-4. O lançamento está previsto para as 04:00UTC. Os satélites GSSAP (Geosynchronous Space Situational Awareness Program) são uma série de veículos de vigilância espacial desenvolvidos pela Força Aérea dos Estados Unidos e pela Orbital Sciences para fornecer uma capacidade operacional de vigilância numa órbita quase geossíncrona para apoiar as actividades de vigilância do U.S. Strategic Command. Os satélites são baseados na plataforma GeoStar-1.

Uma nova missão logística para a estação espacial internacional será lançada às 21:59UTC do dia 22 de Agosto a partir do Complexo de Lançamento LP-0A do MARS Wallops Island. Esta será a primeira utilização do foguetão Antares-230 e a primeira missão da Orbital Sciences para a ISS a ser lançada desde Wallops Island desde a perda do veículo Cygnus Orb-3 (CRS3) ‘Deke Slayton’ a 28 de Outubro de 2014. O Cygnus OA-5 (CRS5) ‘SS Alan Poindexter’ irá transportar a usual carga de experiências e mantimentos para a tripulação permanente da ISS.

A Arianespace irá levar a cabo uma nova missão comercial a 24 de Agosto transportando dois satélites para a Intelsat. O lançamento terá lugar às 21:55:07UTC a partir do Complexo de Lançamento ELA3 do CSG Kourou, Guiana Francesa. A bordo estarão os satélites Intelsat-33E (EpicNG) e Intelsat-36. O Intelsat-33E foi desenvolvido pela Boeing Satellite Systems e é baseado na plataforma BSS-702MP. O satélite transporta repetidores de banda-C e de banda-Ku. O seu tempo de vida útil será de 15 anos. Baseado na plataforma SSL-1300, o Intelsat-36 foi desenvolvido pela Space Systems/Loral. Tem uma massa de 3.400 kg e a bordo transporta 30 repetidores de banda-Ku e 10 repetidores de banda-C. O seu tempo de vida útil é superior a 15 anos.

A Índia irá lançar o satélite INSAT-3DR a 28 de Agosto utilizando um foguetão GSLV MkII. O lançamento será levado a cabo a partir da Plataforma de Lançamento SLP (Second Launch Pad) do Centro Espacial Satish Dawan SHAR, Ilha de Sriharikota. O INSAT-3DR é um satélite meteorológico desenvolvido pela ISRO e baseado na plataforma Insat-2/3. A sua massa é de 2.061 kg.

O mês de Agosto poderá ainda assistir a três outros lançamentos orbitais, todos com origem na China.

Um foguetão CZ-2D Chang Zheng-2D deverá colocar em órbita o satélite TanSat ‘CarbonSat’ que é primeiro satélite da China dedicado à detecção e monitorização do dióxido de carbono na atmosfera terrestre. O satélite será operado pela Academia de Ciências da China e foi desenvolvido pelo CAST e pelo SIMIT. A sua massa é de cerca de 500 kg. O lançamento será realizado a partir da Plataforma de Lançamento 603 do Complexo de Lançamento LC43 do Centro de Lançamento de satélites de Jiuquan. É também de Jiuquan e do mesmo complexo de lançamento que deverá ser lançado o QSS ‘Quantum Science Satellite’ utilizando um foguetão CZ-2D. O QSS tem por função estabelecer uma plataforma com um canal de comunicações de longa distância com a Terra para levar a cabo uma série de testes relacionados com os princípios e protocolos quânticos fundamentais em larga escala. A sua massa é de cerca de 500 kg.

O satélite Tiantong-1 (01), para comunicações móveis, deverá ser lançado desde o Centro de Lançamento de Satélites de Xichang por um foguetão CZ-3B Chang Zheng-3B/G2. Não existe outra informação sobre este satélite. 

Deixe um comentário