Lagoa das lágrimas



Sao_Miguel_Azores_large

Esta imagem, captada por cima da ilha de São Miguel, Açores, apresenta o complexo vulcânico chamado Maciço das Sete Cidades.

A cratera circular, ou caldeira, domina a imagem, medindo cerca de 5 km de um lado ao outro. Há ainda lagos, cones vulcânicos, cúpulas de lava e pequenas crateras cheias de água.

Na área circundante podemos ver as linhas distintas de crescimento da vegetação, ao longo de percursos de água, que partem do maciço circular. Entre estas linhas ficam os terrenos de cultivo.

A Lagoa das Sete Cidades é composta por duas lagoas ecologicamente distintas, ligadas por uma passagem estreita, visível no centro da imagem. Mais a norte, está a Lagoa Azul, enquanto a sul está a Lagoa Verde, de acordo com as cores que refletem.

De acordo com a lenda, a filha do rei escapou-se para as montanhas ali à volta, onde conheceu um pastor por quem se apaixonou. Quando o pastor pediu a mão da princesa em casamento, o rei recusou e proibiu-a de ver o pastor novamente. Os dois encontraram-se em segredo por uma última vez, chorando até que as suas lágrimas formaram as duas lagoas: uma verde, porque os olhos da princesa eram verdes, outra azul, como os olhos do pastor.

Esta imagem foi captada pelo satélite espanhol Deimos-2, a 6 de dezembro de 2014. Com o seu equipamento de alta resolução, o satélite chega a uma resolução de 75 cm no solo.

A 1 de Abril, o Deimos-2 irá tornar-se num elemento do programa europeu Copernicus.

Notícia e imagem: ESA

Deixe um comentário