Kuaizhou-2 – China realiza novo lançamento orbital



Kuaizhou1

O segundo lançamento orbital em dias consecutivos colocou em órbita o satélite KZ-2 Kuaizhou-2 destinado a monitorizar os desastres naturais. O lançamento teve lugar às 0637UTC a partir do Centro de Lançamento de satélites de Jiuquan utilizando o segundo foguetão KZ Kuaizhou.

O segundo lançamento do Kuaizhou era esperado há já vários meses e foi anunciado após o lançamento inaugural deste veículo projectado para realizar lançamentos rápidos.

(A imagem em cima mostra o primeiro foguetão Kuaizhou).

O satélite KZ-2 Kuaizhou-2 será utilizado para monitorizar os desastres naturais e proporcionar informação nas operações de socorro ao seu operador, o Centro Nacional de Detecção Remota da China que é uma instituição pública no âmbito do Ministério da Ciência e Tecnologia.

Desenvolvido pela Corporação Industrial e de Ciências Aeroespaciais da China em colaboração com o Instituto de Tecnologia de Harbin tendo por base o míssil de alcance médio DF-21 Dongfeng-21, a designação deste lançador mostra a sua natureza com o termo ‘kuaizhou’ a significar ‘navio rápido’.

O seu desenvolvimento iniciou-se em 2009 como parte do Programa 863 para o desenvolvimento de programas de defesa incluindo o voo espacial tripulado, armas ASAT e mísseis de defesa.

O KZ deveria proporcionar um sistema de veículo de lançamento integrado com a rápida capacidade de substituir satélites Chineses que possam ser danificados ou destruídos num acto de agressão em órbita. O veículo utiliza uma plataforma de lançamento móvel e é operado pelas forças da 2ª Artilharia. Este é o ramo do Exército de Libertação do Povo que opera as forças de mísseis terrestres da China, incluindo os seus mísseis nucleares baseados em terra. Curiosamente, o lançador pode ser pré-posicionado em várias localizações em todo o território Chinês, não dependendo de estruturas fixas para o lançamento de satélites de resposta rápida.

O Kuaizhou é um lançador a três estágios de propolentes sólidos com um estágio superior de propolente líquido que faz parte da carga. O veículo tem um comprimento de cerca de 18 metros e um diâmetro de 1,7 metros. A sua massa no lançamento será entre 30.000 kg a 32.000 kg, com uma capa cidade de carga de 430 kg para uma órbita sincronizada com o Sol a 500 km de altitude.

Uma versão comercializada deste lançador e designada FT-1 Feitian-1 (imagem em baixo) foi recentemente apresentada no festival aéreo de Zhuhai, com a Corporação Industrial e de Ciências Aeroespaciais da China também a promover os satélites de observação da Terra de «lançamento rápido».

Feitian-1

O desenvolvimento do Kuaizhou e do Feitian-1 não está relacionado com o desenvolvimento do foguetão de propulsão sólida CZ-11 Chang Zheng-11 que fará o seu voo inaugural em 2015.

Dados Estatísticos e próximos lançamentos

– Lançamento orbital: 5409

– Lançamento orbital com sucesso: 5060

– Lançamento orbital China: 212

– Lançamento orbital China com sucesso: 200

– Lançamento orbital desde Jiuquan: 76

– Lançamento orbital desde Jiuquan com sucesso: 70

A seguinte tabela mostra os totais de lançamentos executados este ano em relação aos previstos para cada polígono à data deste lançamento: 1ª coluna – lançamentos efectuados (lançamentos fracassados); 2ª coluna – lançamentos previstos à data; 3ª coluna – satélites lançados:

Baikonur – 16 (1) / 22 / 24

Plesetsk – 6 / 10 / 10

Dombarovskiy – 2 / 2 / 42

Cabo Canaveral AFS – 15 / 17 / 28

Wallops Island MARS – 3 (1) / 3 / 63

Vandenberg AFB – 3 / 6 / 2

Jiuquan – 8 / 7 / 9

Xichang – 1 / 2 / 1

Taiyuan – 4 / 6 / 6

Tanegashima – 3 / 4 / 14

Kourou – 9 / 11 / 17

Satish Dawan, SHAR – 4 / 4 / 8

Odyssey – 1 / 1 / 1

Palmachim – 1 / 1 / 1

* Valores não precisos

Dos lançamentos bem sucedidos levados a cabo: 31,5% foram realizados pela Rússia; 27,4% pelos Estados Unidos (incluindo ULA, SpaceX e Orbital SC); 16,4% pela China; 12,3% pela Arianespace; 4,1% pelo Japão, 5,5% pela Índia, 1,4% por Israel e 1,4% pela Sea Launch.

Os próximos lançamentos orbitais previstos são (hora UTC):

23 Nov (2101:13) – 11A511U-FG Soyuz-FG (T15000-051) – Baikonur, LC1 PU-5 – Soyuz TMA-15M (Союз ТМА-15М)

27 Nov (2124:33) – 8K82KM Proton-M/Briz-M (93549/99552) – Baikonur, LC200 PU-39 – Astra-2G

30 Nov (0424:48) – H-2A/202 (F-26) – Tanegashima, Yoshinobu, LP1 – Hayabusa-2; PROCYON; ARTSAT2-DESPATCH; Shin’en-2

30 Nov (????:??) – 14A14-1B Soyuz-2-1B/Fregat-M – GIK-1 Plesetsk, LC43/4 – GLONASS-K1 n.º 12L

04 Dez (1205:00) – Delta-IV Heavy (D369) – Cabo Canaveral AFS, SLC-37B – Orion (EFT-1 Exploration Flight Test-1)

Deixe um comentário