ISS ao luar



É um pássaro? É um avião? Não, é a ISS (Estação Espacial Internacional) que aparentemente  flutua através da superfície Lua. Esta imagem espectacular foi capturada por uma dedicada equipa no ESAC, no sábado 14 de Janeiro.

Tirando partido da Lua cheia, da órbita relativa da Estação Espacial Internacional e do excelente céu nocturno no Estabelecimento Ibérico da ESA, esta imagem composta mostra claramente alguns dos principais elementos da estrutura da estação. A imagem é uma superposição de treze imagens capturados às 02:01:14 CEST (hora central europeia de verão). O fenómeno é extremamente rápido: a ISS levou apenas 0,56 segundos para atravessar o disco lunar. Devido a isso, foi necessário um planeamento cuidadoso para gravar o evento com sucesso.

Veja o vídeo

Os cruzamentos ISS-Lua são comuns, mas uma travessia visível a partir de um local específico na Terra não é. O observador, a ISS e a Lua devem estar precisamente alinhados. A geometria é tão particular que o caminho do solo onde os observadores podem ver o evento é apenas de algumas centenas de metros de largura. Portanto, deve ser realizado um planeamento cuidadoso da observação. Com tudo isso levado em conta, e considerando que a ISS voa a mais de 27.000 km/h, a passagem é num piscar de olhos.

A ISS é o maior objecto em órbita feito pelo homem, abrangendo o tamanho de um campo de futebol. Mesmo assim, a sua distância orbital de aproximadamente 400 km ainda parece minúscula através de um telescópio. Dependendo da altitude da órbita da ISS e da elevação da Lua sobre o horizonte, o nosso satélite natural é pelo menos 30-40 vezes maior que a estação.

O grupo intrépido (Michel Breitfellner, Manuel Castillo, Abel de Burgos e Miguel Pérez Ayucar) enfrentou temperaturas muito baixas para montar dois telescópios com câmaras reflex da Canon na ESAC, Espaço Astronomy Center ESA, localizado perto de Madrid. A ISS, encontrando-se na sombra da Terra, não podia ser observada antes da travessia, portanto a observação foi realizada às cegas, usando o tempo de cruzamento previsto como sinal para gravar o evento. Felizmente a mecânica orbital foi perfeita e a ISS foi capturada exactamente como previsto.

Notícia e imagem: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

Tags:  , ,

Um comentário para ISS ao luar

  • Joao Oliveira  disse:

    Encontrei este site por mero acaso. Sou um entusiasta e seguidor atento destes assuntos, desde aquela noite memorável de 20 de Julho de 1969, em que,sentado no chão da sala na casa dos meus pais, vi, na velha TV a preto e branco, Neil Amstrong descer a escada do módulo lunar. Obrigado pelos conteúdos que vou continuar a seguir e um OBRIGADO muito especial pelo PORTUGUÊS CORRECTO.

Deixe um comentário