Israel lança satélite espião Ofeq-10



526535701000100396220

Israel levou a cabo o lançamento de um satélite militar às 1859UTC do dia 9 de Abril de 2014 (outras informações sugerem que o lançamento teve lugar às 1915UTC). O satélite Ofeq-10 foi colocado em órbita por um foguetão Shavit-2 lançado desde a Base de Palmachim.

As informações disponíveis sobre o satélite são escassas, porém segundo o jornal on-line Times of Isreal, o satélite será um aparelho SAR semelhante ao satélite TecSAR. O satélite terá capacidades de observação avançadas e será capaz de fazer observações em todas as condições atmosféricas “…através das nuvens…”, o que indica um satélite SAR.

O Ofeq-10 deverá operar numa órbita com uma altitude média de 600 km. O satélite terá uma resolução de 0,5 metros.

Palmachim e Shavit-2

A Base de Palmachin está localizada a 31,9º de latitude Norte e a 34,7º de longitude Este, a Sul de Tel Aviv perto de Rishon Lezion. Esta base serve para testar os diversos mísseis desenvolvidos por Israel, além de servir de local de lançamentos orbitais. Os lançamentos orbitais são realizados sobre o Mar Mediterrâneo de forma a evitar que em caso de acidente os destroços do lançador e da sua carga caiam em mãos de países árabes. Em resultado, os satélites são colocados em órbitas retrógradas com uma inclinação mínima de 142º e uma inclinação máxima de 144º em relação ao equador terrestre.

O foguetão Shaviyt-2 resulta de um melhoramento do foguetão Shaviyt que por sua vez deriva do míssil Jericho-II. Este lançador seria aparentemente é muito idêntico ao lançador sul-africano RSA-3. É um lançador a três estágios de combustível sólido, sendo capaz de colocar 225 kg numa órbita a 366 km de altitude com uma inclinação orbital de 143º. Tem um comprimento total de 18,0 metros, um diâmetro de 1,35 metros e um peso de 30.000 kg. No lançamento desenvolve uma força de 760.000 kN.

O primeiro estágio tem um comprimento de 7,50 metros, um diâmetro de 1,35 metros e uma envergadura de 1,50 metros. Tem um peso bruto de 13.990 kg e um peso de 1.240 kg sem combustível, tendo um impulso específico (Ies) no vácuo de 268s e um tempo de queima (Tq) de 55s. Este estágio está equipado com um motor a combustível sólido LK-1 que desenvolve uma força de 774.000 kN no vácuo e tem um Tq de 55s, tendo um Ies de 272s.

O segundo estágio tem um comprimento de 6,40 metros e um diâmetro de 1,30 metros. Tem um peso bruto de 10.971 kg e um peso de 1.771 kg sem combustível, tendo um Ies no vácuo de 277s e um Tq de 52s. Este estágio está equipado com um motor a combustível sólido que desenvolve uma força de 519.000 kN no vácuo e tem um Tq de 48s, tendo um Ies de 284s.

Finalmente, o terceiro estágio tem um comprimento de 2,60 metros e um diâmetro de 1,30 metros. Tem um peso bruto de 2.048 kg e um peso de 170 kg sem combustível, tendo um Ies no vácuo de 298s e um Tq de 94s. Este estágio está equipado com um motor a combustível sólido que desenvolve uma força de 51.000 kN no vácuo e tem um Tq de 105s, tendo um Ies de 292s.

Estatísticas

– Lançamento orbital: 5353

– Lançamento orbital com sucesso: 5006

– Lançamento orbital Israel: 11

– Lançamento orbital Israel com sucesso: 7

– Lançamento orbital desde Palmachim: 11

– Lançamento orbital desde Palmachim com sucesso: 7

A seguinte tabela mostra os totais de lançamentos executados este ano em relação aos previstos para cada polígono à data deste lançamento: 1ª coluna – lançamentos efectuados; 2ª coluna – lançamentos previstos à data; 3ª coluna – satélites colocados em órbita:

Baikonur – 5 / 31 / 7

Plesetsk – 1 / 12 / 1

Dombarovskiy – 0 / 4 / 0

Cabo Canaveral AFS – 3 / 23 / 3

Wallops Island MARS – 1 / 3 / 34

Vandenberg AFB – 1 / 3 / 1

Kauai TF – 0 / 1 / 0

Jiuquan – 1 / 2* / 1

Xichang – 0 / 5* / 0

Taiyuan – 0 / 3* / 0

Tanegashima – 1 / 5 / 8

Kourou – 3 / 14 / 5

Satish Dawan, SHAR – 2 / 5 / 2

Odyssey – 0 / 1 / 0

Palmachim – 1 / 1 / 1

* Valores não precisos

Dos lançamentos bem sucedidos levados a cabo 31,6% foram realizados pela Rússia; 26,3% pelos Estados Unidos (incluindo ULA, SpaceX e Orbital SC); 5,3% pela China; 15,8% pela Arianespace; 5,3% pelo Japão, 10,5 % pela Índia e 5,3% por Israel.

Os próximos cinco lançamentos orbitais previstos são (horas UTC):

10 Abr (1745:00) – Atlas-V/541 (AV-045) – Cabo Canaveral AFS, SLC-41 – NROL-67

14 Abr (2059:00) – Falcon-9 v1.1 – Cabo Canaveral AFS, SLC-40 – Dragon SpX-3 (CRS3); All-Star-THEIA; KickSat-1 (com 104 Sprites); SporeSat; TSAT (TestSat-Lite); PhoneSat-2.5

16 Abr (1620:00) – 11A511U Soyuz-U (143) – Baikonur, LC31 PU-6 – EgiptSat-2

26 Abr (0135:14) – Vega (VV03) – CSG Kourou, ZLV – KazEOSat-2 (DZZ-HR/HRES)

28 Abr (0425:00) – 8K82KM Proton-M/Briz-M (93546/99548) – Baikonur, LC81 PU-24 – Luch-5V; Kazsat-3

Imagens: Roscosmos

Deixe um comentário