Irá o Irão tentar de novo?



Tolou

Recentemente correram rumores de que o Irão se preparava para tentar colocar em órbita o satélite SharifSat. Estes rumores surgiram pelo facto de ter sido activado um NOTAM para a área usualmente utilizada por aquele país para levar a cabo os seus lançamentos orbitais e tendo por base recentes declarações dos responsáveis iranianos que apontavam para o lançamento daquele satélite dentro de dias.

O lançamento estaria previsto para 2 de Junho de 2013, mas mais uma vez nada aconteceu e de facto não houve qualquer tentativa de lançamento.

Agora, foram emitidos dois novos NOTAM que encerram as áreas e zonas do espaço aéreo iraniano utilizadas para os seus lançamentos orbitais. Os NOTAM referidos são:

A1729/13 – OID90 ACTIVATED, REF AIP PAGE ENR 5.1.3-9. DRG ACT AWY R794 BTN DHN VOR/DME AND TBS VOR/DME CLSD. GND – UNL, JUN 26 TO 28 /0430-1230, 26 JUN 04:30 2013 UNTIL 28 JUN 12:30 2013. CREATED: 11 JUN 07:52 2013

A1728/13 – OID51 ACTIVATED, REF AIP PAGE ENR 5.1.3-5. DRG ACT AWY B411 BTN DHN VOR/DME TO GIBAB AND AWY R794 BTN DHN VOR/DME AND TBS VOR/DME CLSD. GND – UNL, JUN 26 TO 28 /0430-1230, 26 JUN 04:30 2013 UNTIL 28 JUN 12:30 2013. CREATED: 11 JUN 07:45 2013

Há já vários meses que o Irão vem apontando o Verão como a «data» de lançamento inaugural do novo foguetão Simorgh. Este será lançado a partir das novas instalações do Centro de Lançamento de Satélites Imã Khomeini localizadas em Semnam não muito longe da plataforma de lançamento dos foguetões Safir-1.

Neste lançamento, que está previsto para o período entre 26 e 28 de Junho, o foguetão Simorgh (ou Safir-2A) poderá transportar o satélite Tolou (‘Nascer do Sol’). O Tolou terá uma massa de 80 kg e deverá ser colocado numa órbita com uma altitude média de 400 km. O satélite terá as dimensões de 1,0 x 0,7 metros e será capaz de obter imagens com uma resolução de 50 metros. A sua missão deverá ter uma duração de 18 meses. O Tolou foi projectado e construído pela Electronic Industries Company, uma firma de defesa iraniana.

Imagem: Internet iraniana

Deixe um comentário