Fyodor Nikolayevich Yurchikhin



Nascido a 3 de Janeiro de 1959 em Batumi, República Autónoma de Adzhar – República Socialista Soviética da Geórgia, Fyodor Nikolayevich Yurchikhin formou-se no Instituto S. Ordzhonikidze de Aviação de Moscovo em 1983 com um diploma de Engenheiro Mecânico especializado em Veículos Aeroespaciais. Em Abril de 2001 terminou a pós-graduação na Universidade Estadual de Serviços de Moscovo, defendendo uma tese de Economia.

Entre 1993 e 1997 trabalhou como engenheiro, engenheiro sénior e engenheiro chefe na Corporação Sergey Korolev RKK Energia. Trabalhou na Equipa Principal de Controlo de Operações do Centro de Controlo de Missão em Moscovo e posteriormente como engenheiro de turno no grupo de planeamento da Equipa Principal de Controlo de Operações. Entre Novembro de 1990 e Junho de 1991 foi director de operações da equipa de controlo do navio Cosmonauta Yuri Gagarin.

Entre 1995 e 1997 Yurchikhin foi assistente director de voo no Programa Shuttle-Mir. A 28 de Julho de 1997 é seleccionado como candidato a cosmonauta por recomendação do Comité Interdepartamental de Qualificação e a 14 de Outubro ingressa no Corpo de Cosmonautas da Corporação Sergey Korolev RKK Energyia. Em 1998 e 1999 frequenta o curso geral de cosmonauta e a 1 de Dezembro de 1999 é qualificado como Cosmonauta de Teste.

Em 2000 e 2001 frequenta o treino para o grupo de cosmonautas habilitados a participar em missões a bordo da estação espacial internacional. Entre Setembro de 2001 e Outubro de 2002 frequenta sessões de treino no Centro Espacial Johnson da NASA como membro da missão ISS-9A. O primeiro voo espacial de Fyodor Yurchikhin inicia-se a 7 de Outubro de 2002 a bordo do vaivém espacial OV-104 Atlantis . A missão do Atlantis tem uma duração de 10 dias 19 horas 57 minutos e 49 segundos e o seu principal objectivo foi a entrega na ISS da secção S1 da estrutura de fixação dos painéis solares da estação espacial, além da entrega de equipamento científico e outras cargas. O voo do Atlantis terminou a 18 de Outubro de 2002 com uma aterragem no Centro Espacial Kennedy. Yurchikhin foi o 98º cosmonautas russo e o 421º ser humano a realizar uma missão espacial orbital (juntamente com os astronautas norte-americanos Sandra Hall Magnus e Piers John Sellers)

Entre Janeiro de 2004 e Outubro de 2005 frequentou o treino como Engenheiro de Voo da ISS e da Soyuz TMA, e entre Outubro de 2005 e Abril de 2006 frequentou o treino como Engenheiro de Voo da Soyuz TMA e Comandante da ISS na tripulação suplente da Expedição 13. A partir de Abril de 2006 iniciou o treino como membro da tripulação principal da Expedição 15. Entre 26 de Maio e 2 de Junho de 2006 levou a cabo sessões de treino simulando amaragens de emergência.

O segundo voo espacial de Fyodor Yurchikhin teve lugar entre 7 de Abril e 21 de Outubro de 2007 como Comandante da Expedição 17 e Engenheiro de Voo da Soyuz TMA-10. A missão teve uma duração de 196 dias 17 horas 4 minutos e 35 segundos, com Yurchikhin a tornar-se no 65º cosmonauta russo e no 269º ser humano a realizar duas missões espaciais orbitais. Durante esta permanência na ISS realizou três passeios espaciais com uma duração total de 18 horas e 44 minutos.

Em Abril de 2009 foi nomeado como membro da tripulação principal da Expedição 24. Numa reunião da Comissão Interdepartamental para a selecção de cosmonautas e sua nomeação para as tripulações das missões espaciais tripuladas que teve lugar a 26 de Abril de 2010, Yurchikhin foi certificado como cosmonauta do destacamento da Corporação RKK Energia ‘Sergei Korolev’. A 25 de Maio, no Centro de Treino de Cosmonautas ‘Yuri Gagarin’ e juntamente com Douglas Wheelock e Shannon Walker, foi aprovado nos exames no simulador da ISS. A 28 de Maio realizou o exame (à segunda tentativa) no simulador da Soyuz TMA. A 14 de Junho foi aprovado como Comandante da Soyuz TMA-19 e como Engenheiro de Voo da Expedição 24/25.

O seu terceiro voo espacial realizou-se entre 16 de Junho e 26 de Novembro de 2010 como Comandante da Soyuz TMA-19 e Engenheiro de Voo da Expedição 24/25. Esta missão teve uma duração de 163 dias 7 horas 11 minutos e 34 segundos, tendo realizado dois passeios espaciais com uma duração total de 13 horas e 10 minutos. Nesta missão Yurchikhin tornou-se no 35º cosmonauta russo e no 175º ser humano a realizar três missões espaciais orbitais.

A 24 de Agosto de 2011 era anunciado que Yurchikhin havia sido nomeado como Comandante de uma missão da Soyuz TMA na Expedição 39/40. A 15 de Dezembro foi removido desta tripulação devido à sua nomeação como Comandante da Expedição 36/37, sendo Maxim Suraev nomeado como seu substituto.

A 7 de Fevereiro de 2012 foi transferido para o destacamento de cosmonautas do Centro de Treino de Cosmonautas ‘Yuri Gagarin’. A 27 e 28 de Novembro levou a cabo com sucesso os exames de treino no simulador do segmento russo da ISS e no simulador da Soyuz TMA juntamente com Luca Parmitano e Karen Nyberg. A 29 de Novembro era aprovado como Comandante da tripulação suplente da Soyuz TMA-07M, decisão esta que foi confirmada a 18 de Dezembro.

A missão Soyuz TMA-09M é o quatro voo espacial de Fyodor Yurchikhin que se torna no 13º cosmonauta russo e no 97º ser humano a realizar quatro missões espaciais orbitais.

Até ao início da Soyuz TMA-09M Yurchikhin acumulou um total de 370 dias 20 horas 13 minutos e 58 segundos de experiência em voo espacial.

Imagem: RKK Energia

Deixe um comentário