Fobos em órbita ao redor de Marte



O olho atento do telescópio espacial Hubble da NASA/ESA capturou a pequena lua Fobos durante a sua caminhada orbital em torno de Marte, no dia 12 de maio de 2016. As observações eram destinadas a fotografar Marte enquanto estava na sua aproximação mais adjacente à Terra ao longo da sua órbita, por isso a aparição da lua foi um bónus.

Ao longo de 22 minutos, o Hubble obteve 13 fotos separadas, permitindo que os astrónomos criassem um vídeo de intervalos, que mostra o movimento de Phobos ao redor do seu planeta hospedeiro. Uma vez que a lua é tão pequena, apenas 27×22×18 km, parece uma estrela nas imagens.

Também orbita incrivelmente perto de Marte, apenas a 6.000 km acima do planeta, tornando-a mais próxima do planeta-mãe do que qualquer outra lua no Sistema Solar.

A sua irmã Deimos orbita muito mais longe, a uma distância de cerca de 23.500 km.

Embora a origem das luas seja muito debatida, o seu destino é inevitável. Phobos está gradualmente a espiralar em direcção a Marte e, dentro de 50 milhões de anos, irá provavelmente degradar-se devido à gravidade do planeta, ou colidir com a superfície. Enquanto isso, está a ocorrer precisamente o contrário em relação a Deimos: a sua órbita está a afastá-la lentamente de Marte.

Esta imagem foi publicada, pela primeira vez, em 20 de Julho de 2017.

Notícia e imagem: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

Deixe um comentário