Eutelsat-3B lançado desde o Oceano Pacífico



Eutelsat-3B_2014

O satélite de comunicações Eutelsat-3B foi lançado com sucesso a partir da Plataforma Odyssey localizada a 154º longitude Oeste no equador em pleno Oceano Pacífico. O lançamento foi levado a cabo às 2109:59,119UTC do dia 26 de Maio de 2014 pelo foguetão Zenit-3SL/DM-SL (37/36L). Esta é a 36ª missão levada a cabo pela empresa Sea Launch.

Todas as fases do lançamento decorreram sem problemas e o satélite foi colocado na órbita planeada.

Os preparativos para o lançamento iniciaram-se em Março de 2014 com a integração dos dois estágios do foguetão lançador. No entanto, os preparativos sofreram alguns atrasos associados a problemas técnicos. A 31 de Março, e durante o processamento do lançador nas instalações em Long Beach, foi detectada uma discrepância no movimento nominal do cabo mestre e da placa lateral do lançador enquanto se procedia à sua instalação na plataforma de lançamento. Isto levou a danos mecânicos na secção de armazenamento da placa lateral localizada na secção interestágio do lançador. A resolução deste problema levou a um adiamento do lançamento que na altura estava previsto para 15 de Abril de 2014.

Eutelsat-3B 10Foi então tomada a decisão de separar a Unidade de Carga e o estágio Blok DM-SL para se resolver o problema e estabelecer a causa do acidente. Ao mesmo tempo decidiu-se proceder a inspecções adicionais da zona de interface entre o veículo lançador e as ligações de suporte do equipamento no solo.

A 1 de Maio a Sea Launch anunciava o reinício dos testes em preparação do transporte da Unidade de Carga e sua posterior integração com o foguetão lançador. A 6 de Maio procedia-se à segunda transferência do Zenit-3SL/DM-SL com o satélite Eutelsat-3B do Sea Launch Commander para a Plataforma Odyssey. A segunda erecção do lançador na plataforma de lançamento teria lugar a 9 de Maio para a realização de testes integrados. No dia 11 de Maio a Plataforma Odyssey iniciava a sua viagem para a zona de lançamento seguida a 15 de Maio pelo Sea Launch Commander. A contagem decrescente de 72 horas iniciava-se a 23 de Maio.

Eutelsat-3B 07

O lançamento do foguetão Zenit-3SL/DM-SL (37/36L) com o satélite Eutelsat-3B teve lugar às 2109:59,119UTC do dia 26 de Maio. O lançador atingia a zona de máxima pressão dinâmica sobre a sua estrutura a T+1m 6s e a sua máxima aceleração era atingida a T+1m 56s. O final da queima e separação do primeiro estágio ocorria a T+2m 30s, seguindo-se a separação da carenagem de protecção a T+3m 51s. A separação do segundo estágio ocorria a T+8m 31s, com o estágio superior Blok DM-SL a iniciar a sua primeira ignição a T+8m 41s. Esta primeira queima terminava a T+13m 20s com o conjunto a ficar colocado numa órbita com um perigeu a 180 km, apogeu a 407 km e inclinação orbital de 0º.

A segunda queima do Blok DM-SL inicia-se a T+43m 50s e termina a T+10m 47s. O conjunto está então numa órbita com um perigeu a 381 km, apogeu a 35.799 km e inclinação orbital de 0º. A separação do Eutelsat-3B ocorre a T+1h 0m 37s (2210:37UTC). O satélite atinge o seu primeiro apogeu orbital a T+6h 2m 58s, numa órbita com um perigeu a 385 km, apogeu a 35.636km e inclinação orbital de 0º.

Eutelsat-3B 01

Eutelsat-3B 04

Eutelsat-3B 06

Eutelsat-3B 03 Eutelsat-3B 05

Eutelsat-3B

Baseado na plataforma Eurostar-E3000 desenvolvida pela Airbus Defence and Space, o Eutelsat-3B foi projectado para operar três cargas comerciais em banda-C, banda-Ku e banda-Ka. Este configuração irá permitir níveis excepcionais de flexibilidade e cobertura a partir da sua posição a 3º de longitude Este. O satélite irá permitir à Eutelsat diversificar a sua resposta comercial aos fornecedores de serviços de Internet, telecomunicações, agências governamentais e empresas a operar na América Latina, Europa, África, Médio Oriente e Ásia Central. O satélite deverá operar por mais de 15 anos.

No lançamento, o Eutelsat-3B tinha uma massa de 5.976 kg. Em órbita o satélite tem uma altura de 7,5 metros e o comprimentos dos seus painéis solares é de 31 metros.

Eutelsat-3B 02

Zenit-3SL/DM-SL

O foguetão Zenit-3SL/DM-SL pertence à família dos lançadores Energia e foi desenvolvido, na sua versão original como 11K77 Zenit-2, para servir como substituto dos lançadores derivados a partir de mísseis balísticos intercontinentais utilizados desde os anos 60.

Eutelsat-3B 08O desenvolvimento do Zenit foi iniciado em 1978 e os primeiros testes do primeiro estágio Zenit-1 foram iniciados em 1982, tendo os trabalhos na primeira plataforma destes lançadores sido concluídos em Dezembro de 1983. Apesar de todos os trabalhos nas instalações de apoio para os veículos estarem prontas, o primeiro lançamento foi sucessivamente adiado devido aos problemas no desenvolvimento do primeiro estágio.

Finalmente a 13 de Abril de 1985 foi iniciada uma série de lançamentos de ensaio que se prolongou até 1987 colocando em órbita uma série de cargas experimentais, findos os quais todo o sistema do Zenit foi aceite para uso militar.

Uma versão do seu primeiro estágio foi utilizada como propulsor lateral do potente 11K25 Energia, entretanto abandonado. Foram construídas duas plataformas em Baikonur, mas outras plataformas em GIK-1 Plesetsk nunca foram concluídas sendo entretanto convertidas para serem utilizadas com os Angara.

Desde o inicio do programa que estava prevista a construção de um lançador a três estágios, o Zenit-3, para colocar cargas na órbita geossíncrona. Esta versão utilizaria o estágio 11D68 Blok-D já utilizado no 11A52 N1 e 8K82K Proton-K, podendo assim substituir este lançador na colocação de satélites na órbita de Clarke. Nos anos 80 foi considerado o seu lançamento a partir de uma base situada no Cabo York, Austrália, sendo posteriormente adoptado pelo consórcio Sea Launch para lançamentos a partir de uma plataforma petrolífera norueguesa reconvertida e situada no Oceano Pacífico no equador terrestre.

O Zenit-3SL desenvolve uma força de 740.000 kgf no lançamento, tendo um peso de 471.000 kg. Tem um comprimento de 59,6 metros e um diâmetro de 3,9 metros. O seu primeiro estágio, Zenit-1, tem um peso bruto de 354.300 kg, pesando 28.600 kg sem combustível. No lançamento desenvolve 834.243 kgf, tendo um Ies (vácuo) de 337 s, um Ies-nm de 311 s e um Tq de 150 s. Tem um comprimento de 32,9 metros e um diâmetro de 3,9 metros. Este estágio está equipado com um motor RD-171 (11D521), com quatro câmaras de combustão, que consome LOX/Querosene. Este motor tem um peso de 9.500 kg, um diâmetro de 4,0 metros e um comprimento de 3,8 metros, sendo capaz de desenvolver 806000 kgf (vácuo) com um Ies (vácuo) de 337 s, um Ies-nm de 309 s e um Tq de 150 s. Uma versão deste estágio foi utilizada como propulsor lateral no lançador 11K25 Energia e recuperados após o lançamento com o uso de pára-quedas.

O segundo estágio, Zenit-2, tem um peso bruto de 90.60Eutelsat-3B 090 kg e uma massa de 9.000 kg sem combustível. É capaz de desenvolver 93.000 kgf (vácuo), tendo um Ies de 349 s e um Tq de 315 s. Tem um diâmetro de 3,9 metros e um comprimento de 11,5 metros. Está equipado com um motor RD-120 (também designado 11D123). Desenvolvido por Valentin Glushko, o motor tem um peso de 1.125 kg, um diâmetro de 1,9 metros e um comprimento de 3,9 metros, desenvolvendo 85.000 kgf (em vácuo) com um Ies de 350 s e um Tq de 315 s. O RD-120 tem uma câmara de combustão e consome LOX/Querosene.

O terceiro estágio, Blok DM-SL ou 11D68, tem um peso bruto de 17.300 kg e uma massa de 2.720 kg sem combustível. É capaz de desenvolver 8.660 kgf, tendo um Ies de 352 s e um Tq de 650 s. Tem um diâmetro de 3,7 metros e um comprimento de 5,6 metros. Está equipado com um motor RD-58M (também designado 11D58M). Desenhado por Korolev e desenvolvido entre 1970 e 1974, o RD-58M tem um peso de 230 kg, um diâmetro de 1,2 metros e um comprimento de 2,3 metros, desenvolvendo 8.500 kgf (em vácuo) com um Ies de 353 s e um Tq de 680 s. O motor tem uma câmara de combustão e consome LOX/Querosene.

Dados estatísticos

– Lançamento orbital: 5365

– Lançamento orbital com sucesso: 5017

– Lançamento orbital Sea Launch: 36

– Lançamento orbital Sea Launch com sucesso: 33

– Lançamento orbital desde Plataforma Odyssey: 36

– Lançamento orbital desde Plataforma Odyssey com sucesso: 33

A seguinte tabela mostra os totais de lançamentos executados este ano em relação aos previstos para cada polígono à data deste lançamento: 1ª coluna – lançamentos efectuados (lançamentos fracassados); 2ª coluna – lançamentos previstos à data; 3ª coluna – satélites lançados:

Baikonur – 8 (1) / 29 / 10

Plesetsk – 3 / 12 / 5

Dombarovskiy – 0 / 4 / 0

Cabo Canaveral AFS – 7 / 23 / 12

Wallops Island MARS – 1 / 3 / 34

Vandenberg AFB – 1 / 6 / 1

Kauai TF – 0 / 1 / 0

Jiuquan – 1 / 2* / 1

Xichang – 0 / 6* / 0

Taiyuan – 0 / 3* / 0

Tanegashima – 2 / 5 / 13

Kourou – 4 / 14 / 8

Satish Dawan, SHAR – 2 / 5 / 2

Odyssey – 1 / 1 / 1

Palmachim – 1 / 1 / 1

* Valores não precisos

Dos lançamentos bem sucedidos levados a cabo: 33,3% foram realizados pela Rússia; 30,0% pelos Estados Unidos (incluindo ULA, SpaceX e Orbital SC); 3,3% pela China; 13,3% pela Arianespace; 6,7% pelo Japão, 6,7 % pela Índia, 3,3% por Israel e 3,3% pela Sea Launch.

Os próximos lançamentos orbitais previstos são (hora UTC):

28 Mai (1957:42) – 11A511U-FG Soyuz-FG (049) – Baikonur, LC1 PU-5 – Soyuz TMA-13M (Союз ТМА-13М)

10 Jun (1007:17) – Antares-120 – MARS Wallops Island, LP-0A – Cygnus Orb-2 (CRS2)

11 Jun (0151:00) – Falcon-9 v1.1 (F-5) – Cabo Canaveral AFS, SLC-40 – Orbcomm-G2 (x6)

14 Jun (1716:48) – 14A14-1B Soyuz-2-1B/Fregat-M (023/112-02) – GIK-1 Plesetsk, LC43/4 – Uragan-M (blok-49s)

19 Jun (1911:11) – 15A18 Dnepr-1 (108) – Dombarovskiy, LC370/13 – KazEOSat-2 (DZZ-MR); Deimos-2; SkySat-3; Hodoyoshi-3; Hodoyoshi-4; SaudiSat-4; AprizeSat-9; AprizeSat-10; Unisat-6; Tigrisat; AeroCube-6; ANTELSAT; Lemur-1; BRITE-CA 1 (CanX 3E); BRITE-CA 2 (CanX 3F); NanosatC-Br1; Duchifat-1; Perseus-M1; Perseus-M2; QB50P1; QB50P2; TabletSat-Aurora; BugSat-1 (Tita); POPSAT-HIP 1; PACE; POLYITAN; Flock-1c 1 a Flock-1c 11

Deixe um comentário