Dois cosmonautas realizam passeio espacial



2014-06-19 15_24_36-NASA Public

Dois cosmonautas russos, Alexander Skvortsov e Oleg Artemyev, aventuraram-se no vácuo espacial para um passeio espacial a 19 de Julho de 2014, tendo como objectivo executar tarefas importantes – incluindo a instalação de uma antena – no exterior do segmento russo da estação espacial internacional, ISS. Porém, a actividade extraveícular não decorreu como previsto, levando a uma certa frustração por parte dois dois homens.

2014-06-19 15_07_27-NASA Public

Objectivos

Os objectivos primários nesta saída para o espaço estavam focados nos trabalhos no exterior do módulo de serviço Zvezda e nas experiências que haviam sido montadas nessa localização.

2014-06-19 15_38_54-NASA PublicOs dois homens tinham de instalar um conjunto de antenas automático AFAR (Automated Phased Antenna Array), que irá servir como parte do sistema de comando e telemetria russo.

Artemyev e Skvortsov também procederam à recolocação de uma parte da experiência Obstanovka, que é utilizada para monitorizar a presença de partículas carregadas e de plasma no ambiente da órbita terrestre baixa.

Outras tarefas incluíam a verificação da correcta instalação da plataforma de trabalho universal URM-D, a obtenção de amostras de uma das janelas do módulo, e proceder ao descarte de uma estrutura experimental.

A actividade extraveícular

EVA_38_NSF_109Os dois cosmonautas da Expedição 40 envergaram os seus fatos extraveículares pressurizados e saíram do módulo Pirs para uma actividade no exterior com uma duração prevista de 6 horas e 26 minutos. Esta actividade extraveícular é designada como EVA-38 e foi a 180ª actividade extraveícular dedicada à montagem ou manutenção da estação espacial internacional.

Uma vez no exterior da estação, Skvortsov (EV-1) e Artemyev (EV-2) recolheram o conjunto AFAR e deslocaram-se ao longo de uma série de dispositivos de fixação até ao local de instalação entre os planos II e III na secção de grande diâmetro do Zvezda.

EVA_38_NSF_114No entanto, esta não foi uma tarefa fácil com um dos três sistemas de fixação a requerer uma solução alternativa de se utilizar um cabo para o segurar. Isto causou muita frustração, com um dos cosmonautas a parecer zangado ou incomodado no circuito de comunicação, enquanto respirava de forma pesada. Aos dois homens foi recomendado um pequeno descanso depois do incidente.

Após procederem à instalação da antena num par de dispositivos de fixação, os cosmonautas ligaram as antenas ao módulo de serviço ao conectarem cabos a cinco pontos de conexão localizados no interior de uma caixa protectora na zona de instalação. Nesta altura, os dois homens estavam 40 minutos atrasados em relação ao plano inicial. Seguiu-se uma verificação funcional por parte do Controlo de Missão em Korolev, arredores de Moscovo.

EVA_38_NSF_118Finalizados os trabalhos com a antena, os dois homens deslocaram-se ao longo da fuselagem do Zvezda até à experiência Obstanovka. Artemyev e Skvortsov deslocaram um dos blocos da experiência ao longo dos carris nos quais a experiência está instalada. Esta tarefa foi concluída muito antes do previsto, permitindo assim colocaram-se dentro do horário previsto para o passeio espacial.

De seguida, Skvortsov obteve amostras da janela n.º 2 do Zvezda para determinar a condição da escotilha.

A tarefa seguinte foi a verificação da plataforma universal URM-D onde foram instaladas as câmaras comerciais de observação da Terra na última actividade extraveícular russa.

EVA_38_NSF_119A última tarefa foi uma das tarefas que haviam sido adiadas no anterior passeio espacial russo. Envolveu a remoção de um mastro de cargas da estrutura da experiência MPAC&SEED e a posterior instalação desse mastro num dispositivo de fixação. Os dois cosmonautas removeram duas experiências do MPAC&SEED, TMTC e SVPI, e depois instalação as experiências no referido mastro. A estrutura que albergava as experiências, agora vazia, foi ejectada para o espaço.

Finalizadas todas as tarefas, os dois homens regressaram ao Pirs com Skvortsov a entrar no módulo às 2117UTC e Artemyev a entrar às 2121UTC. A escotilha foi encerrada às 2133UTC com esta actividade extraveícular a ter uma duração de 7 horas e 23 minutos.

Baseado no artigo “EVA-28: Frustration morphs into success during Russian spacewalk“, por Chris Bergin. Traduzido com autorização.

Imagens: NASATV

Deixe um comentário