Cygnus OA-6 separa-se da ISS



CygnusOA6 8

O veículo de carga Cygnus OA-6 (CRS6) ‘S.S. Rick Husband’ separou-se da estação espacial internacional para iniciar uma série de testes de futuros sistemas de segurança para veículos espaciais.

As operações que levaram à separação do Cygnus OA-6, baptizado em honra do astronauta ‘S.S. Rick Husband’, tiveram início pelas 13:30UTC do dia 14 de Junho de 2016, após permanecer mais de 80 dias acoplado à ISS. O seu lançamento havia ocorrido a 22 de Março.

Ao contrário do que aconteceu com as anteriores missões de carga Cygnus que iniciaram a reentrada destrutiva na atmosfera terrestre, a missão OA-6 irá levar a cabo uma importante missão após a sua separação da ISS. Esta segunda fase da sua missão teve início cerca de cinco horas após a sua partida da estação espacial.

Esta primeira actividade envolveu a experiência Spacecraft Fire Experiment (Saffire-I), na qual os controladores iniciaram um incêndio de forma deliberada no interior de um módulo localizado na secção pressurizada do veículo de carga. O interior deste módulo contém materiais que são usualmente encontrados na ISS. Segundo a NASA, esta experiência é uma nova forma de estudar um fogo real a bordo de um veículo espacial.

CygnusOA6 9

CygnusOA6 10

Os estudos do fogo no espaço têm sido extremamente limitados devido à natureza perigosa destas experiências a bordo de veículos tripulados, mas a missão da Cygnus OA-6 fornece uma oportunidade realística para se compreender a forma como o fogo se actua, espalha e esmorece num ambiente de microgravidade enquanto é exposto aos vários materiais de constituem um veículo espacial.

Após a experiência Saffire-I, foram libertados quatro pequenos satélites Lemur-2 para a NASA. Estes satélites fazem parte de uma constelação de satélites de detecção remota que fornecem seguimento global das embarcações nos mares e monitorização meteorológica.

O Cygnus OA-6 deverá reentrar na atmosfera terrestre a 22 de Junho.

Imagens: NASA

Deixe um comentário