Continua o processamento do vaivém espacial Endeavour para a missão STS-130



 

O vaivém espacial OV-105 continua o seu processamento para a missão STS-130 prevista para o dia 7 de Fevereiro. A maior parte dos trabalhos a serem levados a cabo estão relacionados com a verificação de fugas durante os trabalhos de validação na plataforma de lançamento. Foram registados alguns pequenos problemas com as APU n.º 1 e APU n.º 3, nomeadamente uma baixa de pressão com a conduta de abastecimento da APU m.º 1 que registou uma queda de pressão durante a verificação de fugas o que levou à substituição de uma válvula de ligação; no caso da APU n.º 3 verificou-se uam situação semelhante durante o segundo teste de fugas. Ambos os problemas foram resolvidos.

No dia 12 de Janeiro os encontros levados a cabo pelo programa do vaivém espacial debruçaram-se sobre a missão STS-130 e sobre a sua duração tendo em conta as falhas registadas dos testes das condutas de amoníaco do Node-3 ‘Tranquility’.

Em resultado dos testes às condutas de amoníaco no Tranquiloty, o novo módulo encontra-se agora sem essas condutas. Presentemente estão a ser considerados três cenários possíveis: o primeiro cenário leva a um lançamento no dia 7 de Fevereiro sem a presença das condutas de amoníaco, procedendo-se à acoplagem do módulo durante a missão. As missões posteriores iriam proceder à colocação das condutas e o módulo seria activado com a Cupola a ser posteriormente recolocada. A segunda opção seria adiar a missão ISS-20A até estarem prontas as novas condutas; as missões seriam lançadas mas adiando-se as respectivas datas. A terceira opção seria lançar a missão ISS-19A em primeiro lugar para assim permitir o fabrico de novas condutas e posteriormente lançar a missão ISS-20A antes da missão ISS-ULF 4.

Nas imagens vemos o interior das instalações de processamento da estação espacial SSPF (Space Station Processing Facility) no Centro Espacial Kennedy nas quais decorrem as operações para colocar o Node-3 da ISS, baptizado com o nome ‘Tranquility’, num contentor de transporte de carga para a sua deslocação para a Plataforma de Lançamento LC-39A. Na imagem superior o Tranquility está a ser colocado ao lado do contentor enquanto que na segunda imagem está já colocado sobre as portas abertas do contentor. Sendo a carga principal da missão STS-130, o Tranquility é um módulo pressurizado que ira fornecer espaço para muitos dos sistemas de suporte de vida da ISS.

Imagens: NASA

Deixe um comentário