Contagem decrescente para o lançamento do Discovery




Depois da chegada da tripulação da missão STS-133 ao Centro Espacial Kennedy no dia 21 de Fevereiro, a NASA iniciou a contagem decrescente para o lançamento do vaivém espacial OV-103 Discovery para a sua última missão, STS-133 ISS ULF-5.

A tripulação do Discovery é composta pelos astronautas Steven Wayne Lindsey, Comandante que realiza a sua 5ª missão espacial; Eric Allan Boe, Piloto na sua 2ª missão espacial, e pelos Especialistas de Missão Timothy Lennart Kopra, na sua 2ª missão espacial; Benjamin Alvin Drew, Jr., na sua 2ª missão espacial; Michael Reed Barratt, na sua 2ª missão espacial; e Nicole Marie Passonno Stott, na sua 2ª missão espacial.

Esta missão irá transportar o PMM Leonardo (Permanent Multi-purpose Module) que foi originalmente construído para servir de contentor de carga de e para a ISS, estando temporariamente acoplado à estação e trazido de volta para a Terra no final da cada missão. Com o final dos voos dos vaivéns espaciais, a NASA decidiu levar a cabo algumas modificações no módulo aumentando a sua protecção contra os detritos orbitais e criando um melhor sistema de iluminação, ventilação e de fornecimento de energia, transformando-o num módulo permanente. O Leonardo tem um comprimento de 6,4 metros, um diâmetro de 4,6 metros, 9.897 kg de peso, incluindo 2.557 kg de equipamentos e mantimentos. Mais 711 kg de carga encontram-se no porão de carga do Discovery.

Entre o equipamento que é transportado para a ISS encontra-se um módulo de experiências, um controlador de temperatura para o sistema de controlo de temperatura e de humidade, uma bomba suplente para o sistema de arrefecimento interno da ISS, um grande ventilador, um tanque de armazenamento de água processada, um tanque de águas residuais e um robot experimental designado Robonaut 2. O Robonaut 2 tem um peso de 136 kg e tem uma forma humanóide, sendo operado de forma remota desde o solo. A sua altura é de 1,2 metros e a sua largura máxima (entre ombros) é de 0,9 metros. O Robonaut 2 é uma experiência para demonstrar as tecnologias que no futuro poderão ser um auxiliar importante para os astronautas em órbita.

O Discovery também transporta no seu porão de carga uma plataforma de armazenamento externa com uma massa de 3.700 kg que transporta um conjunto de radiadores armazenados que servirão de suplentes caso surja algum problema com o sistema de arrefecimento externo da ISS. A estação espacial possui dois sistemas de arrefecimento independentes no qual circula amoníaco através de grandes radiadores para dissipar o calor gerado pelos sistemas electrónicos da ISS. Os novos painéis suplentes têm um peso de 1.123 kg e estão montados num sistema de suporte exterior denominado ELC-4.  

O lançamento do Discovery está previsto para ter lugar às 2150:24UTC do dia 24 de Fevereiro e a contagem decrescente foi iniciada às 1000UTC do dia 21 de Fevereiro. Esta será a 39ª e última missão do venerável vaivém espacial Discovery.

Nesta altura não são esperados quaisquer impedimentos para o lançamento e não foram verificadas avarias técnicas. As previsões meteorológicas indicam tempo desfavorável na Base Aérea de Edwards, Califórnia, e em White Sands, Novo México (locais de aterragem de emergência, mas como na Florida e nos locais de emergência localizados na Europa estão previstas boas condições atmosféricas, não existem assim constrangimentos para o voo.

De recordar que a missão STS-133 deveria ter sido lançada em Novembro de 2010, mas a missão acabou por ser adiada devido à meteorologia e a problemas técnicos no tanque exterior de combustível líquido.

Imagem: NASA

Deixe um comentário