Conselho da ESA, Outubro de 2017



O Conselho da ESA, presidido por Jean-Yves Le Gall, reuniu-se nos dias 17 e 18 de outubro em Paris, França.

Um acordo entre a NASA e a ESA sobre a missão ExoMars 2020, foi aprovado por unanimidade para incluir a Rede Espacial Profunda da NASA no segmento terrestre da missão, e para estender as comunicações de retransmissão de proximidade de Marte utilizando as sondas MRO e MAVEN da NASA.

O Director de Navegação, Paul Verhoef, apresentou a posição de Galileo e os planos para a segunda geração.

Com 18 satélites agora em órbita, uma constelação completa incluirá mais oito satélites a serem lançados até meados de 2018, fornecendo uma cobertura global de 99,8%.

Fabricantes de equipamento, como a Samsung, estão a incluir o Galileo nos seus conjuntos de circuitos integrados, sendo o último a Apple na nova geração de iPhones, revelado no mês passado.

Um estudo técnico comparativo dos diferentes sistemas de navegação por satélite demonstrou que a Europa já é o ‘melhor da classe’ em termos de precisão”, comentou o Director-Geral da ESA, Jan Woerner.

Estão encaminhados os preparativos para a segunda geração do Galileo.

Três dias após o lançamento bem-sucedido do Sentinel-5P, o Director de Observação da Terra, Josef Aschbacher, apresentou o estado de Copernicus.

Os dados de Copernicus estão disponíveis gratuitamente para todos. Mundialmente acessível, a comunidade de usuários mais activos nos últimos três meses encontra-se na Europa (cerca de 5000 usuários), seguida pela Ásia (cerca de 2500) e pela América do Norte (cerca de 1300).

Os dados fornecidos por Copernicus para ajudar os esforços de assistência relativos aos furacões Harvey e Irma, foram reconhecidos num comunicado de imprensa do Departamento de Estado dos EUA.

O Conselho também ouviu o astronauta Thomas Pesquet da ESA sobre a sua missão Proxima, bem-sucedida, para a Estação Espacial Internacional. O astronauta da ESA, Paolo Nespoli, está actualmente na Estação para a missão NASA/ASI VITA, e o astronauta da ESA, Alexander Gerst, está a preparar-se para a missão Spring Horizon 2018, onde será o comandante da equipa internacional.

Notícia e imagem: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

Tags:  

Deixe um comentário