Conclusões preliminares culpam foguetão do Progress M-27M



M-27M 045

A Comissão Estatal designada para investigar o acidente ocorrido com o lançamento do veículo Progress M-27M no dia 28 de Abril de 2015, referiu nas suas conclusões preliminares que os problemas que resultaram na perda do veículo de carga estiveram relacionados com o terceiro estágio do foguetão lançador.

O voo do foguetão 14A14-1A Soyuz-2-1A decorreu normalmente em todas as fases de separação dos diferentes estágios e componentes até à separação entre o Progress M-27M e o último estágio Blok-I. A T+526,716 ocorreu a separação entre os dois veículos de forma anormal, resultando num apogeu orbital por parte do Progress M-27M superior em 40 km ao que era previsto, enquanto que o Blok-I ficou colocado numa órbita com um apogeu com uma altitude em 20 km inferior ao previsto.

A causa estará relacionada com a “…despressurização acidental em primeiro lugar do tanque de oxidante seguida da despressurização do tanque de combustível do terceiro estágio“.

Entretanto, a Comissão Estatal irá continuar os seus trabalhos e deverá apresentar os resultados da investigação a 22 de Maio. A 13 de Maio está prevista uma visita às instalações de produção e fabrico do foguetão lançador da empresa TsKB Progress, em Samara.

Imagem: RKK Energia

Deixe um comentário