Competição ESA App Camp traz os dados de satélite para o dia-a-dia



App_Camp_success_large

Os dois prémios principais da competição ESA App Camp, que decorreu em Barcelona, foram atribuídos a aplicações que recorrem a dados de satélites na gestão de explorações agrícolas. Portugal participou com um projecto ligado às energias renováveis.

O evento, que decorreu em Barcelona, de 25 de Fevereiro a 2 de Março, terminou com a entrega dos prémios aos vencedores, durante o Congresso Mundial de Serviços Móveis (Mobile World Congress), o maior encontro anual da indústria.

Os prémios – no valor de cinco mil euros – foram atribuídos à equipa da Universidade de Bristol, Reino Unido, com a aplicação FarmIQ e à equipa finlandesa AGRAI. Ambas as equipas desenvolveram aplicações que apresentam soluções de optimização para a agricultura, apoiadas em dados de satélite.

A participação portuguesa fez-se com a equipa EcoFit – vencedora da eliminatória nacional – que usou dados da ESA e da plataforma SAP HANA para encontrar as melhores localizações para a instalação de unidades de energia renovável.

«Os satélites de observação da Terra do programa europeu Copernicus, com a grande quantidade de dados que produzem, alimentam inúmeras aplicações inovadoras,» explica Josef Aschbacher, do directorado dos programas de Observação da Terra. «Estamos muito contentes por ter juntado a SAP aos nossos parceiros nesta iniciativa. Combinando dados de Observação da Terra com dados de negócio, usando a plataforma SAP HANA Cloud, oferece-nos uma miríade de oportunidades para as startups e criadores de aplicações

E é aqui que entra a ESA App Camp: oferecendo o acesso aos mais recentes dados do espaço e à plataforma SAP HANA Cloud, convidando os criadores a tornar a informação resultante acessível a uma vasta audiência e a criar valor durante o processo. Mais de 170 participantes, de cerca de 30 países juntaram-se em simultâneo em seis incubadoras de empresas da ESA (BIC), numa jornada de pré-seleção, de 24-25 janeiro. O vencedor local de cada competição Appathon foi então convidado a participar no App Camp, em Barcelona, que agora terminou.

«Com o EcoFit pretendemos impulsionar o rendimento económico da uma atividade, minimizando custos em estudos ambientais,» explica João Gonçalves, que faz parte da equipa portuguesa, juntamente com Rui Medina, João Cardoso e Sílvia Almeida.

«As seis equipas desenvolveram aplicações impressionantes, durante o ESA APP Camp, tornando os dados de observação da Terra acessíveis a uma vasta audiência, e criando valor no processo,» disse Thorsten Rudolph, Diretor da Anwendungszentrum GmbH Oberpfaffenhofen, que organizou o evento pela ESA. A competição teve ainda o patrocínio da SAP University Alliances.

Os participantes terão agora a oportunidade de se juntar ao programa de BIC da ESA e ao programa SAP Focus Startup para continuar o desenvolvimento das suas aplicações.

Notícia e imagem: ESA

Tags:  

Deixe um comentário