Como acompanhar o fim da missão Cassini



A missão internacional Cassini atinge o seu final dramático, esta sexta-feira, mergulhando na atmosfera de Saturno, concluindo 13 anos de exploração em torno do planeta anelado.

Informações sobre quando seguir os eventos transmitidos pela NASA, esta semana, através de https://www.nasa.gov/nasalive (as datas e horas abaixo são fornecidas em GMT (tempo médio de Greenwich) /CEST (Hora de Verão da Europa Central), todas sujeitas a alterações).

Poderá também assistir à transmissão ao vivo nesta página:

13 de setembro

17:00 GMT / 19:00 CEST: Conferência de imprensa com uma visualização detalhada das atividades finais da missão.

15 de setembro

~03:00 GMT / ~05:00 CEST: as imagens finais esperadas começarão a aparecer online na galeria de imagens, em bruto

11:00-12:30 GMT / 13:00-14:30 CEST:  comentário ao vivo, abrangendo o fim da missão (perda de sinal esperada na Terra ~ 11:54 GMT/13:54 CEST).

13:30 GMT/15:30 CEST: conferência de imprensa pós-missão

A cronologia detalhada do fim da missão é fornecida aqui.

As atualizações da missão serão também fornecidas no Twitter a partir da conta da NASA @CassiniSaturn e partilhadas via @esascience. No dia 15 de setembro @esaoperations também partilhará atualizações ao vivo, a partir do controlo de missão da ESA, em Darmstadt, onde as equipas seguirão o mergulho final de Cassini, usando a estação terrestre do espaço-profundo da Agência, na Austrália.

 

É bom saber:

  • Demora cerca de 83 minutos para que os sinais de rádio viajem através dos 1,4 mil milhões de km entre a Terra e Saturno.
  • Nenhuma imagem será tirada durante o mergulho final em Saturno, pois a taxa de transmissão de dados necessária para enviar imagens é muito alta e evitaria que outros dados científicos de alto valor fossem devolvidos.
  • As imagens finais serão tiradas a 14 de Setembro e estão previstas que incluam imagens de Titã, Enceladus, a pequena lua ‘Peggy’, um elemento em hélice nos anéis e uma montagem a cores de Saturno e os seus anéis, incluindo a aurora no polo norte (exemplos das imagens anteriormente divulgadas desses destinos encontram-se aqui).
  • Oito instrumentos (CDA, CIRS, INMS, MAG, MIMI, RPWS, RSS, UVIS) colectarão dados durante o mergulho final, transmitindo-os de volta à Terra em tempo quase-real.
  • A missão está a terminar porque, depois de duas décadas no espaço, o seu combustível está a acabar. Para garantir um descarte seguro da nave espacial, e para evitar um impacto não planeado em satélites gelados primitivos, como a lua oceânica Enceladus, Cassini está a ser direccionada para o próprio planeta gasoso, onde irá incendiar-se.
  • Desde Abril, Cassini tem feito mergulhos semanais através do intervalo de 2000 km entre Saturno e os seus anéis. Este ‘Grand Finale’ maximiza o retorno científico da missão, dando mergulhos próximos das bordas interna e externa dos anéis e as pequenas luas interiores do planeta, bem como encontros adjacentes com os níveis superiores da atmosfera de Saturno.
  • As 22 órbitas do ‘Grand Finale’ foram apoiadas pelas estações terrestres da ESA, que receberam sinais de Cassini para reunir dados cruciais de ciência de rádio e ciência gravitacional.

Mais Informações:

Conjunto de ferramentas do ‘Grand finale’ de Cassini da NASA
Kit de imprensa do Fim-de Missão de Cassini da NASA
 Mais sobre as contribuições da Europa para Cassini

Notícia e imagem: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

Deixe um comentário