Começa a segunda missão na Estação Espacial para Alexander Gerst



O astronauta da ESA, Alexander Gerst, chegou à Estação Espacial Internacional, juntamente com a astronauta da NASA, Serena Auñón-Chancellor e o comandante da Roscosmos, Sergei Prokopyev, marcando o início da missão ‘Horizons’ de Alexander.

O trio foi lançado para o espaço no dia 6 de Junho, às 11:12 GMT (13:12 CEST), no foguetão Soyuz MS-09, a partir do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão.

Depois de 34 órbitas à Terra, durante dois dias, os três astronautas alinharam a sua aeronave com a Estação Espacial Internacional, e aproximaram-se do posto orbital para ancoragem. Os dois dias foram passados no apertado módulo orbital da Soyuz, que não é maior do que um carro. Com comunicações e espaço habitável limitados, os astronautas tiveram tempo de se adaptar à ausência de gravidade e reflectir sobre a sua missão pela frente.

A nave Soyuz MS-09 chegou à Estação Espacial Internacional, de 400 toneladas, no dia 8 de Junho às 13:01 GMT (15:01 CEST) e atracou no módulo Rassvet. Depois das verificações-padrão, mas minuciosas, para assegurar uma conexão hermética entre as duas aeronaves, as escotilhas foram abertas às 15:17 GMT (17:17 CEST), para deixar Alexander, Serena e Sergei entrar na sua casa e local de trabalho pelos próximos seis meses.

Durante a segunda parte da sua missão, Alexander assumirá o cargo de comandante da Estação Espacial Internacional, apenas o segundo europeu a fazê-lo, depois do astronauta belga da ESA, Frank de Winne, em 2009. O astronauta da ESA, Luca Parmitano, será o terceiro comandante europeu, no próximo ano, durante a sua missão em 2019 – uma demonstração de confiança no “know-how” europeu e formação para o espaço pelos parceiros internacionais da Estação Espacial.

Horizons

A missão denomina-se Horizontes como um símbolo para o desconhecido e o que está além. A missão fortalece ainda mais o “know-how” da ESA para viver e trabalhar fora do planeta. Alexander testará maneiras de operar e trabalhar com robôs, para desenvolver as técnicas necessárias para futuras explorações humanas e robóticas do nosso Sistema Solar, tais como robôs-comandantes enquanto orbitam outro planeta.

Os planos para construir um portal internacional entre a Lua e a Terra estão a ser discutidos, este mês, com a Europa a fornecer peças-chave, tais como um módulo de habitação e um módulo de serviço para a nave Orion da NASA, para transportar astronautas, mantimentos e peças.

Um sistema avançado de suporte à vida, construído em Friedrichshafen, na Alemanha, está pronto para ser lançado e instalado enquanto Alexander está a bordo. Permitirá que os seres humanos vivam mais longe da Terra, uma vez que requer abastecimentos menos frequentes, por meio de uma melhor reciclagem do ar e da água. No próximo ano, as comunicações da Estação Espacial ganharão uma actualização significativa através de um sistema europeu de comunicações a laser instalado fora do Columbus, que se conecta ao Sistema Europeu de Retransmissão de Dados.

Pesquisa em microgravidade

O programa científico ‘Horizons’ de Alexander está repleto de pesquisas europeias: participará em mais de 50 experiências para oferecer benefícios às pessoas na Terra, além de se preparar para futuras explorações espaciais. Muitas dessas experiências serão realizadas no laboratório europeu Columbus, que celebra, este ano, o seu 10º aniversário no espaço. O acesso mais fácil e contínuo ao laboratório de microgravidade da humanidade para investigadores foi garantido com a instalação do primeiro serviço europeu de pesquisa em microgravidade comercial ICE Cubes, no início desta semana. Por uma taxa fixa, qualquer equipa de investigação pode realizar uma experiência dentro do laboratório espacial europeu Columbus.

A preparar o futuro

Todas estas actividades enquadram-se na estratégia de exploração europeia que traz novos conhecimentos, inovação e inspiração aos cidadãos europeus, construídas em torno da cooperação internacional para aproximar as sociedades em todo o mundo. A ESA está a preparar programas interessantes com os nossos parceiros internacionais, para construir uma economia de órbita baixa da Terra, levar de novo os humanos à Lua e trazer amostras de Marte.

Mais Informações

Está prevista uma conferência de imprensa com Alexander Gerst, a partir da Estação Espacial Internacional, no dia 12 de Junho, para os meios de comunicação europeus, e será transmitida ao vivo.

Veja o vídeo

Siga Alexander a missão ‘Horizons’ nas redes sociais através de alexandergerst.esa.int.

Notícia e imagens: ESA

Texto corrigido para Língua Portuguesa pré-AO90

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.