China vai lançar missão para circum-navegar a Lua e testar reentrada



CZ-3C Chang'e-5T redux 01

A China vai levar a cabo o lançamento da missão Chang’e-5-T1 que tem como objectivo testar os procedimentos de uma reentrada atmosférica a partir de uma trajectória circum-lunar. O lançamento está previsto para as 1759UTC e será levado a cabo por um foguetão CZ-3C/G2 Chang Zheng-3C/G2 a partir da Plataforma de Lançamento LC2 do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang.

Esta missão inicia a terceira fase do programa lunar não tripulado da China que tem por objectivo recolher uma amostra da superfície lunar e trazê-la para a Terra. Esta missão será realizada pela Chang’e-5 e deverá ter lugar em 2017.

Após a usual ascensão inicial por parte do lançador, o primeiro deste género, o último estágio será colocado em órbita terrestre contendo a sonda Chang’e-5-T1. Quando o conjunto estiver sobre o Oceano Pacífico, será levada a manobra trans-lunar, uma queima final do último estágio que o colocará a caminho da Lua. A separação da sonda deverá ocorrer pouco depois desta queima terminar.

Change5T1

A Chang’e-5-T1 será então colocada numa trajectória de livre retorno que a fará passar «por detrás» da Lua numa manobra de circum-navegação que a colocará a caminho da Terra. A missão terá uma duração de entre a oito e nove dias. Nas proximidades do nosso planeta, a cápsula de regresso (semelhante a uma cápsula Shenzhou) irá separar-se no módulo de serviço (baseado na Chang’e-2) e irá iniciar as manobras de orientação para a reentrada.

Mergulhando na atmosfera a cápsula irá fazer ricochete nas camadas mais densas a uma altitude de 60 km, voltando de novo para o espaço até uma altitude de cerca de 140 km antes de mergulhar de novo, reentrando definitivamente. Após a reentrada, a aterragem será assistida por pára-quedas e terá lugar na Mongólia Interior a 31 de Outubro ou 1 de Novembro.

Deixe um comentário