China revela causa da falha do último CZ-5

A Administração Estatal para a Ciência, Tecnologia e Industria para a Defesa Nacional, o órgão que controla as actividades espaciais da China, revelou a 16 de Abril de 2018 o relatório no qual atribui a falha do segundo CZ-5 Chang Zheng-5 a um problema numa das turbo-bombas de um dos dois motores YF-77 que são usados no primeiro estágio.

A estrutura da turbo-bomba terá falhado em “complexas condições térmicas”.


O motor YF-77 foi redesenhado e já testado em Xi’an, Norte da China. Os testes verificaram a efectividade das medidas obtidas, segundo o órgão administrativo.

O CZ-5 irá regressar ao activo em finais de 2018, mais precisamente em Novembro, para colocar em órbita o satélite de comunicações experimental SJ-20 Shijian-20.

Caso a terceira missão do CZ-5 seja bem sucedida, o quarto lançador irá lançar a missão lunar Chang’e-5, abrindo também o caminho para a versão Chang Zheng-5B do lançador que será utilizado para colocar em órbita os módulos da estação espacial Tiangong.

 

%d blogueiros gostam disto: